Será que a idade importa tanto? Por Meraldo Zisman

Será que a idade importa tanto?

 MERALDO ZISMAN

Todo Homem deveria extrair a verdade de dentro de si, do contrário ele se arrasará. A verdade é a própria vida, e ela não tem idade.  

Quase sempre que estamos em conversas, falamos sobre idade. Quando encontramos uma criança, vem logo a pergunta:  Quantos anos você tem? Complementando com: Você cresceu muito, como está grande, não aparenta a idade que tem, parece mais velho/a…!
O inverso não é recíproco em relação aos adultos. Parece até mesmo grosseiro fazer qualquer alusão que não seja positiva. A idade que se aparenta ter, hoje, entretanto, quer de maneira artificial quer natural, dependerá muito mais do que entendemos dela …
… Manter o cérebro ativo, assim como a memória, é o segredo da Juventude. Sem memória e agilidade mental não adianta prolongar a vida. Floresce dizer que houve um aumento da sobrevida, mas devemos cultivar e exercitar o aparelho mental – e isso é sempre esquecido. 
Mas, de qualquer maneira, o avanço da medicina, dos balizamentos industriais e de tantas outras coisas, comprovam algo mais: que nem só de procedimentos artificiais se poderá garantir qualquer coisa em relação ao corpo, ainda mais, a tal da “Juventude”. A maioria das pessoas, acaba lutando contra o envelhecimento e os fabricantes de cosméticos vibram com isso, para aumentarem seus ganhos monetários. O número de cirurgias plásticas está aumentando e cada vez mais aparecem aparelhos a serem usados no combate ao envelhecimento.  Na verdade, nós não somos contra a idade, mas contra o envelhecimento. Quando alguém consulta um de meus colegas médicos, na maioria das vezes, eles estimulam a pessoa a se movimentar, caminhar, correr e com toda razão, porque para lutar contra o envelhecimento, deve-se cuidar mais da dinâmica corporal.
Todos nós temos três idades: a idade legal, a idade fisiológica ou biológica e a idade social. A idade legal é a do registro civil, mas esta ninguém pede de cara. Somente interessa ao notário. Penso em tudo isso… Assim, nada melhor do que a ginástica e os exercícios físicos para o corpo. O estranho, é que eu jamais ouvi de um colega que tenha recomendado mais exercícios mentais e que são cruciais  para a oxigenação do cérebro.
Eu acredito que a vida mental integrada é mais importante do que perder/ganhar tecido muscular ou andar mais seguro e, por isso, aconselho aos meus pacientes que façam leituras, palavras cruzadas.
Manter o cérebro ativo, assim como a memória, é o segredo da Juventude. Sem memória e agilidade mental não adianta prolongar a vida. Floresce dizer que houve um aumento da sobrevida, mas devemos cultivar e exercitar o aparelho mental – e isso é sempre esquecido.
Na velhice cronológica tudo se acalma, aos poucos, não estamos mais na vida adulta, enfrentando a competição, a responsabilidade, o ganhar dinheiro, o aguentar o patrão ou chefe, os problemas de relacionamento, os filhos, o relógio de ponto.  Com o passar do tempo tudo isso vai ficando para trás, já que ao longo da vida, os conflitos de relacionamentos também se amainam.
À medida em que envelhecemos, tudo vai se amenizando, tudo se acalma. Sei que alguns desejos, sonhos, pretensões, aspirações, projetos – talvez não tenham sido alcançados. E até esquecemos de muitos deles. Causamos menos inveja, perdemos alguma coisa do lado mental, físico. Em contrapartida, ganhamos em experiência e sapiência. Por isso, ninguém deve ter saudades da Juventude. A pior doença do envelhecimento é provavelmente guardar raiva e rancores. Deve-se abandonar o rancor, pois com ele nem menos dá para ganhar saúde.
Ganha-se saúde, sim, se não perseguimos o perpétuo rejuvenescimento. Perpétuo será, desde que seja realizado com pensamentos que se expressam em alegria, que provocam risos. O Humor da Juventude convive com o riso e a inteligência; eu acredito que não haja algo tão eficaz que o uso da alegria contra a idade. Acredito que velhice é cansar-se de si mesmo e quem permanece olhando a beleza da vida não envelhece nunca.
A vida tem seus períodos e ela é uma viagem como outra qualquer. E por falar em viagem: Se as viagens dessem instrução, os marinheiros seriam as pessoas mais cultas do mundo…
Todo Homem deveria extrair a verdade de dentro de si, do contrário ele se arrasará. A verdade é a própria vida, e ela não tem idade.

  _____________________________________________

Meraldo Zisman Médico, psicoterapeuta. Foi um dos primeiros neonatologistas brasileiros. Consultante Honorário da Universidade de Oxford (Grã-Bretanha). Vive no Recife (PE).

About

Brickmann & Associados Comunicação - B&A / Tel. (11) 3885-6656 / www. brickmann.com.br / E-mail: contato@chumbogordo.com.br / Twitter: twitter.com/ChumboGordo / Facebook: facebook.com/chumbogordo

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.