Uma demorada discussão. E quem decidiu foi uma Rosa. Na Mira, o Lula.

Depois de mais de 10 horas de sessão, o STF decidiu da forma que todo mundo imaginava, só não havia certeza absoluta pelo fato de que Rosa Weber manteve-se em silêncio, não deu pista de como votaria, diferentemente do boquirroto Gilmar Mendes, sabia-se desde que o assunto veio à tona que iria contradizer-se. A ministra mostrou seu forte caráter, foi coerente  com suas decisões anteriores, não mudou conforme o vento.

 O Jornal da GloboNews Edição das 10h (4) mostrou uma série de decisões de Gilmar Mendes sobre prisão após condenação em 2ª instância. Era francamente a favor, até que o réu mudou de patamar,  era “mais igual que outros”, então passou a apoiar a criação da Lei Lula.

Hoje (5) de manhã, o Bom Dia Brasil  informou  que Agiumar Mendes não gostou do apanhado de declarações dele que a Globo mostrou ontem – só não ameaçou pôr fogo nas instalações da TV como fez o MST. A Globo respondeu que não teve outra intenção que a de fazer jornalismo. E fez.

 É exagero dizer, como alguns fizeram que o STF decidiu com a baioneta no pescoço, isso em razão da indevida, inconveniente e desastrada declaração do comandante do Exército Villas Boas – ainda bem que o sobrenome dos indigenistas Villas-Boas tem hífen, diferencia-se do que porta o militar, evitando que se pense serem parentes –,  o resultado foi o esperado há tempos.

 O que ficou, mais uma vez, patente é que as leis foram escritas de tal forma confusas que dão margem a mil interpretações. A começar pela assim chamada Constituição Cidadã, que de cidadã não tem nada. É interessante lembrar que o PT, que, indignado,  hoje agita o livrinho alegando que suas regras foram violadas, votou contra sua aprovação e expulsou do partido seus filiados que a assinaram.

 Que diferença faz a educação… a torcida do Chelsea, em jogo na Inglaterra, aplaudiu de pé o maravilhoso gol de bicicleta de Cristiano Ronaldo, do Real Madrid.

(CACALO KFOURI)

                                                               ***************

No Estadão

Greve interrompe parte do transporte público na França

“Acordei às 3 horas da manhã para vir a Paris”, contou Chloé Dupont, agente de segurança que vive na periferia da capital francesa. “Normalmente, levo 40 minutos para chegar. Hoje, levei 3 horas. Não tenho nada contra greves, mas não é justo.”

Obs.: – Lá como cá os últimos a serem levados em conta são os usuários, a população.

Como Chloé, a maioria dos franceses (53%, segundo pesquisa do instituto Ifop) considera a greve dos ferroviários injusta, enquanto 46% apoiam a categoria, que tenta evitar o fim do regime especial de aposentadorias – maquinistas, por exemplo, podem se aposentar aos 52 anos(!!!).

(!!!) Pode isto, Arnaldo??? Pijamas aos 52 anos?

                                                                ***************

No UOL

 Após declaração de comandante do Exército, Temer defende liberdade de expressão

Decreto não permite manifestação política de militares

 Obs.: – Temer acrescentou mais um defeito a já sua longa lista deles: a falta de coragem. O que o general fez não tem a ver com liberdade de expressão e sim com quebra de disciplina. Que inveja da Costa Rica, país mais estável da América Latina, teve, há 69 anos,  o bom senso de extinguir as Forças Armadas.

 Enterrou-se uma garantia fundamental”, diz Sepúlveda Pertence, advogado de Lula

 Obs.: – Sim, fundamental para os condenados que têm dinheiro de sobra para postergar indefinidamente a ida para o retiro espiritual que merecem cumprir.

 Corro e não emagreço.
O que estou fazendo errado?

Obs.: – É que você está correndo pra churrascaria!

 Rio registra 15 homicídios dolosos por dia neste ano

Obs.: – A continuar assim – e tudo indica que vai –, serão 5.475 no ano. Em Nova York, que foi das cidades mais violentas do mundo, no ano passado inteiro houve 335 assassinatos, em fevereiro passado, 14.

Sexo e relacionamento só com quem não come carne: conheça os vegansexuais

Obs.: – Quando passei os olhos pelo título  na capa do UOL, distraidamente, sem prestar atenção, achei que era substituição do instrumento original  por cenouras, pepinos e assemelhados.

Gilmar vota por conceder habeas corpus a Lula – 1 a 1 na concessão do HC

Obs.: – Embromou horas para fazer o que todo mundo já sabia, bastava ter ouvido a entrevista que deu em Lisboa. Como é “refinado”, não cedeu à pressão interna, mas à que achou ser a internacional.

                                                               ***************

Na Folha

De saída, governador da PB cria guarda pessoal para ex-governadores

 Obs.: – Incrível a velocidade com que as más ideias são copiadas, essa é do quase ex-prefeito de São Paulo, Doria.

 Líder do MST promete ‘ocupar todos os prédios públicos’ e ‘tocar fogo na Globo’ 

 Obs.: – Por quê, foram os Marinho que receberam de presente o triplex em Guarujá? Lula foi condenado, entre juiz, desembargadores, ministros do STJ e STF por 15 pessoas e você ainda que ele é inocente? Tome juízo, rapaz, há várias ações em andamento, sítio etc. etc. etc. haverá mais condenações,  você não vai ter gasolina suficiente pra pôr fogo em toda a imprensa e a Petrobras ainda não se recuperou dos desastres causados por seus amigos.

 Elevar preço de doces, bebidas e tabaco pode frear doenças crônicas

Efeito pode ser especialmente benéfico para pessoas mais pobres, diz estudo

Obs.: – Morro de medo deste tipo de estudo. Eleva-se o preço e as pessoas irão atrás de produtos mais baratos e de pior qualidade. Os contrabandistas e falsificadores agradecerão. Lembrem-se da trágica Lei Seca, a trágica “Prohibition”, que vigorou entre 1920 e 1933 nos EUA, um dos melhores negócios já oferecido à bandidagem em todos os tempos. Também é bom lembrar que “estudos” já recomendaram o consumo de margarina em vez de manteiga e, hoje, a manteiga foi  reabilitada; que era melhor usar adoçantes em lugar do açúcar, hoje os adoçantes estão condenados; que ovo era um inimigo mortal, hoje é um bom menino.

                                                              ***************

N’O Globo

Presos temporários são maioria no Brasil, como afirma deputado petista?

O deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) usou sua conta no Twitter para rebater quem defende a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ao criticar a prisão após condenação em segunda instância, em discussão nesta quarta-feira no Supremo Tribunal Federal (STF), Wadih argumentou que “a maioria dos presos brasileiros é de presos cautelares, é de presos temporários” e que o habeas corpus não significaria necessariamente a libertação de criminosos,

Os dados referentes a março deste ano apontam que são 247,6 mil os detidos nessas condições, o que representa 36% do total. O último Levantamento de Informações Penitenciárias (Infopen), do Ministério da Justiça, com dados referentes a 2016, apontou número próximo, de 40%.

Em nota, a assessoria de imprensa do deputado afirma que Wadih se equivocou ao dizer que a maioria dos presos brasileiros é composta por presos provisórios, mas ressalta que, ainda assim, “a realidade brasileira é calamitosa e estarrecedora”.

Obs.: – Não, não se enganou, mentiu deslavadamente, não contava com o fato de que um jornal iria checar a declaração e mostrar a realidade. E tem mais, TODOS os 247,6 mil condenados são pobres, não tem recursos para pagar colegas competentes do agora deputado incompetente.

                                                              ***************

No G1

Fumus boni iuris, erga omnes… Saiba o que significam termos usados no julgamento do habeas corpus de Lula no STF

Erga omnes

É uma expressão em latim que significa “contra todos” ou “frente(*) a todos”, usada para indicar que os efeitos de uma decisão ou lei atingem todos os indivíduos.

(*) Não, cara-pálida, diante de todos, na frente de todos, perante todos, o que escreveu não existe em bom português.

                                                             *************** 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter