O gigante acordou. Coluna Mário Marinho. Especial Copa do Mundo

COPA DO MUNDO – ESPECIAL

O gigante acordou

COLUNA MÁRIO MARINHO

Não é a toa que Alemanha é o país que mais participou de finais de Copa do Mundo, mesmo sem ter participado de todas elas: em oito oportunidades a Alemanha chegou à final, ganhando o título de campeã quatro vezes e quatro vezes  título de vice.

Foi épica a vitória sobre a Suécia neste sábado e, praticamente, lhe garantiu a classificação para as oitavas de final.

O que parecia quase impossível agora torna-se absolutamente real.

O líder do Grupo, hoje, é o México com 6 pontos; em segundo, Alemanha com 3 e a Suécia também com 3.

O próximo adversário da Alemanha será o Coreia do Sul. Portanto, a Alemanha somará mais 3 pontos e chegará aos 6 do México.

O México enfrentará a Suécia e precisa apenas de um empate para se classificar em primeiro lugar.

Já a Suécia, precisa vencer o México com vantagem de pelo menos dois gols para alcançar a classificação.

A Alemanha começou o jogo com força total, encurralando a Suécia que não conseguia sair de seu campo de defesa.

Com tanto força de ataque, acabou abrindo sua defesa aos contra-ataques do adversário. Num desses, aos 13 minutos de jogo, foi claro o pênalti cometido pelo excelente Boateng sobre Berg.

Só que o juiz não viu, nem o tal de Árbitro de Vídeo.

Passados os 20 minutos de jogo, a Suécia controlou o ímpeto alemão e o jogo ficou mais parelho.

A Suécia fez 1 a 0 e Alemanha empatou no comecinho do segundo tempo.

Mas o gigante acordou.

A Suécia voltou a ficar encurralado e o gol da vitória alemã parecia apenas questão de tempo.

Só que o tempo foi passando, e nada.

Aos 50 minutos de jogo, o defensor sueco comete falta boba bem na entrada da área, pelo lado esquerdo do ataque alemão.

Em jogada ensaiada, Kross cobra curtinho para o companheiro que para a bola, abrindo o ângulo para que o craque Kross (na foto ao alto) num chute magistral marcasse o gol da vitória.

E da classificação, por que não?

A Suécia foi brava, valente – de uma valentia até comovente –  mas insuficiente para segurar a força alemã.

Triste para a Suécia, mas merecido resultado pelo empenho, persistência e maior força técnica da Alemanha.

Vitória também do futebol.

E não se pode esquecer que a Alemanha jogou quase metade do segundo tempo com apenas 10 jogadores, já que teve um jogador expulso. E não foi um jogador qualquer: foi Boateng, até aquele momento o melhor em campo.

Um juiz

muito confuso

Já disse aqui outro dia que esse VAR (Vídeo Assistant Referee) , que veio para ajudar, anda se confundindo e confundindo também jogadores e torcedores.

Já prejudicou o Brasil duas vezes: no lance em que o atacante da Suíça impediu que o zagueiro Miranda subisse para cortar de cabeça a bola alçada na área brasileira, e que resultou no gol da Suíça, e no pênalti claro sobre o Neymar no jogo contra a Costa Rica.

Nesse espetacular duelo entre Alemanha e Suécia, o VAR errou novamente ao não apitar um pênalti claro de Boateng em Berg.

_______________________________________

FOTO SOFIA MARINHO
MARIO MARINHO, Copa do Mundo Especial CHUMBOGORDO
Mario Marinho – É jornalista. Especializado em jornalismo esportivo, foi durante muitos anos Editor de Esportes do Jornal da Tarde. Entre outros locais, Marinho trabalhou também no Estadão, em revistas da Editora Abril, nas rádios e TVs Gazeta e Record, na TV Bandeirantes, na TV Cultura, além de participação em inúmeros livros e revistas do setor esportivo.
(DUAS VEZES POR SEMANA E SEMPRE QUE TIVER MAIS
 NOVIDADE OU COISA BOA DE COMENTAR)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *