O velho novo Maracanã como antigamente. Blog Mário Marinho

O VELHO NOVO MARACANÃ COMO ANTIGAMENTE

BLOG MÁRIO MARINHO

Foi um espetáculo digno dos grandes dias, quando o Maracanã era chamado de Templo do Futebol e era o maior do Mundo.

O tempo passou e o Maracanã até encolheu como acontece que o passar da idade.

Dos 200 mil torcedores de antigamente passou a acolher 65 mil como aconteceu ontem na vitória de 3 a 0 sobre o Verdão.

Nos meus saudosos e longínquos tempos púberes, jogar no Maracanã para os times de fora do Rio era um sufoco. Menos para os paulistas, mais acostumados ao Templo do Futebol.

Para nós, mineiros, o Maracanã era uma espécie de Júpiter com seus enigmáticos anéis: distante, quase inatingível.

Pois foi o que me pareceu ter acontecido com o Palmeiras ontem.

Vindo da desclassificação da Libertadores levando a virada do Grêmio em casa, o Verdão foi presa fácil para esse ótimo time do Flamengo.

E a goleada só não foi maior porque os jogadores do Mengão aliviaram, tiraram o pé do acelerador. Pois a cada acelerada, Gabigol, Bruno Henrique e Arrascaeta chegavam com facilidade ao chamado último reduto verde.

Nas arquibancadas, o show da apaixonada torcida enviava energia positiva aos ídolos que passeavam no gramado que merecia ser melhor.

Aí, cabe a pergunta: a facilidade do Flamengo se deveu simplesmente ao seu melhor futebol ou à fraqueza ânima do adversário?

Penso que foi um somatório.

O time do Palmeiras é bom, mas o Flamengo é melhor. Além de melhor, seu momento é de ascendência. O Mengão está subindo, o Verdão está caindo.

Enquanto o português Jorge Jesus, técnico do Flamengo, se mexia na lateral do gramado, gesticulava, andava de um lado para outro, Felipão era a imagem da derrota. Gestos contidos, tímidos – vencidos.

A opção do Felipão de escalar o time com três volantes brucutus (Felipe Melo, Matheus Fernandes e Bruno Henrique) mostra o medo, a paúra que ele sentia com relação ao Flamengo.

Resultado disso, da falta de criação, ousadia e coragem é que o Verdão mandou apenas e tão somente duas bolas no gol do Flamengo – as duas que entraram ilegalmente como apontou o VAR.

A facilidade com que os dois laterais, Luís Felipe e Rafinha, se mandam para o ataque; a movimentação do trio atacante formado por Bruno Henrique, Arrascaeta e Gabigol; a troca de passes rápidos com pouquíssimos erros e a segurança da defesa fazem do Flamengo, neste momento, o mais sério candidato ao título de campeão brasileiro.

Mas nunca é demais lembrar que estamos ainda no primeiro turno do Brasileirão e teremos um longo segundo turno pela frente.
Portanto, muita água ainda correrá…

Dia de aniversário,
Um bom presente.

No domingo o Corinthians completou 109 anos de existência.

Nada mais justo, portanto, que ganhar presente.

E o presente foi dado pelo goleiro do Atlético Mineiro, Cleiton, na saída errada de bola para os pés de Mateus Vital e daí para Gustavo que marcou o gol da vitória, 1 a 0, encerrando um jejum que perdurava desde o dia 23 de maio.

Com a vitória, o Timão assumiu o 3º lugar do Brasileirão que é liderado pelo Flamengo, 36 pontos, seguido do Santos, com os mesmos 36 pontos, porém, com menor saldo de gols; o São Paulo, que empatou com os reservas do Grêmio no sábado, tem os mesmos 31 pontos do Corinthians, porém perde a posição nos gols; o Palmeiras caiu para 5º lugar, porém, tem um jogo a menos.

Veja os gols do Fantástico:

O Dia
Do Fico

O fim de semana marcou a decisão de Neymar de permanecer no PSG.

O prazo para se transferir para o Barcelona terminaria hoje.

Mas, no fim de semana, o craque terminou com a novela e disse que ficará no Paris Saint Germain.

Não é o que ele queria.

Mas, sábio e misterioso, o destino pode estar dando sua mãozinha na carreira do brasileiro.

Não conseguir se transferir para o Barcelona, como queria, é um forte revés.

Mas, é na adversidade que se conhece o caráter.

Neymar pode fazer dessa pimenta uma geleia, mostrar sua força e voltar a ser o grande Neymar.

O futebol brasileiro agradece.

Parapan:
show em Lima

Terminou no fim de semana os jogos Parapan Americanos e o Brasil foi espetacular.

Na última edição do Parapan, no Canadá, o Brasil havia conquistado 109 ouros e o total de 257 medalhas.

Agora, em Lima, conquistou 124 ouros, 99 pratas e 85 bronzes, no total de 308 medalhas.

—————————————————————————————–

FOTO SOFIA MARINHO

Mário Marinho – É jornalista. Especializado em jornalismo esportivo, foi durante muitos anos Editor de Esportes do Jornal da Tarde. Entre outros locais, Marinho trabalhou também no Estadão, em revistas da Editora Abril, nas rádios e TVs Gazeta e Record, na TV Bandeirantes, na TV Cultura, além de participação em inúmeros livros e revistas do setor esportivo.

(DUAS VEZES POR SEMANA E SEMPRE QUE TIVER MAIS
 NOVIDADE OU COISA BOA DE COMENTAR)

1 thought on “O velho novo Maracanã como antigamente. Blog Mário Marinho

  1. Até outro dia o time do Palmeiras era tido como um bom rico plantel com técnico conceituado. Jogadores caros e altos salários . Na ponta do Brasileirão. Comentaristas não se furtavam em elogios. Hoje, um time desacreditado, comissão técnica demitida. E tudo em tão pouco tempo! Que futebol é esse?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *