Isso é hora de futebol? Blog do Mário Marinho

ISSO É HORA DE FUTEBOL?

BLOG DO MÁRIO MARINHO

O Brasil entra em campo depois de amanhã às nove horas da manhã.

Repito: às nove horas da manhã.

Reforço o título do blog: isso é hora de a seleção brasileira jogar futebol?

Talvez, o adversário muito forte e com a agenda lotada até justifique.

Ah!, bom vamos jogar contra a Alemanha? A França, a Holanda, a Inglaterra?…

Não, amigo, nada disso.

O futebol brasileiro é o único pentacampeão do mundo; é o único que participou de todas as Copas do Mundo, é o único que deu à luz a Pelé, o maior de todos os tempos e vai jogar contra a modesta seleção de Senegal.

Eu faço um desafio: me diga o nome de um jogador da seleção do Senegal. Não, não vale consultar o Google.

Em busca de independência financeira – o que é louvável – a CBF entregou a Seleção Brasileira a uma empresa de marketing esportivo que gerencia seu calendário, define adversários, datas, locais, horários.

É louvável que a CBF arrecade fundos, tenha lucros com esse lucrativo negócio chamado futebol.

Mas, devagar com o andor.

Temos um grande produto que deve ser vendido ao mundo todo, mas, atenção com o Brasil, com o torcedor brasileiro.

Ah!, mas já jogamos às duas da manhã… relembrará o torcedor.

É verdade.

Na Copa do Mundo do Japão tivemos de acordar ou permanecer acordado até às duas ou três da manhã para assistir aos jogos do Brasil.

Mas, foi uma Copa do Mundo, um momento especial.

Aliás especialíssimo pois tínhamos um tremendo time que conquistou o pentacampeonato.

Lembro-me, com saudade, daquele time, daquela Copa e daquele tempo em que eu fazia parte da equipe esportiva da rádio Nove de Julho, de São Paulo, comandada pelo infatigável Ivanor Batista.

Equipe pequena, mas guerreira.

A Argentina, que há milhares de anos não ganha um título importante, vai jogar contra a Alemanha. Esse, sim, é um bom jogo que até valia o esdrúxulo horário das nove da matina.

Mas, não o Brasil. Parece até que estamos vendendo um produto de terceira categoria, difícil de ser colocado no mercado.

E, assim, a Seleção Brasileira vai se distanciando cada vez mais do torcedor.

Os jogadores brasileiros já não correm por nossos gramados. A cada convocação é uma dificuldade identificar quem é e onde joga um determinado jogador.

Quando vêm ao Brasil, aqueles que deveriam ser os ídolos, passam em disparada pelo o aeroporto como se fugissem de terroristas travestidos de torcedores.

Aí são confinados em policiadas concentrações, mais parecendo que estão em prisão domiciliar com vigilantes tornozeleiras eletrônicas.

Mas, que lástima, na quinta-feira, às nove da matina, estarei frente à televisão.

O

100º jogo

Neymar entra em campo nesta quinta para realizar seu centésimo jogo pela Seleção.

Essa é uma marca que merece ser comemorada, qualquer que seja o adversário.

No mundo inteiro, são poucos os jogadores que chegaram a essa marca.

No Brasil, são 13. Ei-los:

1 – Cafú (149 jogos)
2 – Roberto Carlos (132 jogos)
3 – Roberto Rivellino (120 jogos)
4 – Pelé e Djalma Santos (113 jogos cada)
5 – Taffarel (108 jogos)
6 – Lúcio (107 jogos)
7 – Emerson Leão e Ronaldo (105 jogos cada)
8 – Gylmar (102 jogos)
9 – Jairzinho e Ronaldinho Gaúcho (101 jogos cada)
10 – Daniel Alves (100 jogos)

E já que falamos em números, vamos aos goleadores.

O maior deles, como não poderia deixar de ser, é Pelé que marcou 95 gols em 113 jogos (algumas estatísticas marcam 115).

2 – Ronaldo Fenômeno, 67 (98 jogos)

3 – Zico, 66 (89 jogos)

3 – Neymar, 61 (99 jogos)

4 – Romário, 55 (85 jogos)

5 – Jairzinho 44 (101) jogos

Desses, apenas Neymar ainda está em atividade. E tem tempo e futebol para subir nessa seleta lista.

—————————————————————————————–

FOTO SOFIA MARINHO

Mário Marinho – É jornalista. Especializado em jornalismo esportivo, foi durante muitos anos Editor de Esportes do Jornal da Tarde. Entre outros locais, Marinho trabalhou também no Estadão, em revistas da Editora Abril, nas rádios e TVs Gazeta e Record, na TV Bandeirantes, na TV Cultura, além de participação em inúmeros livros e revistas do setor esportivo.

(DUAS VEZES POR SEMANA E SEMPRE QUE TIVER MAIS
 NOVIDADE OU COISA BOA DE COMENTAR)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *