Mirem os xis, ípsolons e zês das decisões, o véio, e os venenos

 Aconteceu o que todos sabiam há tempos, que  o STF derrubaria a prisão depois de condenação em 2ª instância. O que irrita não é a decisão em si (teoricamente são os prolixos ministros que conhecem melhor a Constituição e os que votaram contra interpretaram ipsis litteris o que está escrito na Carta), e sim o fato de eles gastarem horas e horas da paciência alheia citando xis, ípsolons e zês, sabendo que nenhum dos colegas mudaria seu voto e que não convenceriam nenhum cidadão comum de que tomaram a decisão correta. De qualquer forma, o problema não acabou, a decisão de soltura depende, ainda, de juízes de 2ª instância. Está, mais uma vez, instalada a sensação da impunidade daqueles que têm recursos financeiros para recorrer, recorrer, recorrer, na maior parte das vezes. até passar a vida toda solto em vez de ir para merecida cadeia.

 Artigo publicado na pág. A3 da Folha de S.Paulo (7), “Esses pitis de vivandeiras”, a propósito das atitudes caudilhescas do ocupante atual do Palácio do Planalto. Fica evidente que inspirou-se, além de em Trump, em Evo Morales e Nicolás Maduro. https://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2019/11/esses-pitis-de-vivandeiras.shtml

 Na mesma edição da Folha, nas págA2, “Quem tem pena de Joice?”

https://www1.folha.uol.com.br/colunas/marilizpereirajorge/2019/11/quem-tem-pena-de-joice.shtml Provou do próprio veneno e não gostou.

Resultado de imagem para old man crazy animated gifs O empresário Luciano Hang, dono da empresa Havan, acusado (e convocado para depor na CPI das Fake News) de ser um dos financiadores de disparos de fake news em apoio a bolsonaro durante a campanha presidencial, atendeu ao pedido censório de seu ídolo e suspendeu a veiculação de anúncios no Grupo Globo.  Em trecho do artigo cuja leitura indico na abertura do Mirando, o autor, Eugênio Bucci, escreve “Mandando suspender a assinatura da Folha por julgá-la crítica e independente em excesso, o chefe de Estado deixa no ar a insinuação de que considera os outros jornais submissos e acríticos. Logo, ofendeu a todos eles.”.  Troco o trecho “a assinatura da Folha” por “os que veiculam anúncios da Havan” e tiro a mesma conclusão de Eugênio. Quem tiver a curiosidade de ler o besteirol pode ter acesso por meio do Google.

(CACALO KFOURI)                                                           

***************

Augusto Nunes agride Glenn Greenwald no Pânico

https://entretenimento.uol.com.br/noticias/redacao/2019/11/07/augusto-nunes-agride-glenn-greenwald-no-panico.htm

 Ambos erraram, o primeiro por ter se referido à família do segundo, só se faz isso em bom jornalismo se ela for relevante para o caso em pauta; o segundo por ter xingado e apontado o dedo em direção ao rosto do primeiro, quem faz isso assume o risco de uma reação seja ela qual for. Não estou justificando, só tento explicar. De qualquer forma, o erro maior foi o fato de os dois terem aceitado o convite para participar de um programa tido como humorístico para tratar de assunto delicado. E é uma mancha no currículo de Nunes, a ação foi apoiada por bolsonaros e bolsonaristas, o que só desrecomenda qualquer pessoa.

 

                                                            ***************

Copiadas da Folha

 Bolsonaro dá 1 declaração falsa ou imprecisa a cada 4 dias; veja o Bolsonômetro

 Leia aqui as afirmações checadas pelo Bolsonômetro

 Segundo a charge publicada no jornal, nos três dias em que não há falsidade ou imprecisão é porque nada declarou.

 Em audiência sobre óleo no NE, Salles culpa PT por ‘fragilização de órgãos ambientais’

 Governo acusa navio grego por vazamento, mas empresa dona da embarcação nega envolvimento

A culpa do PT é outra, é por causa das ações desastradas do partido que há tanta gente ignóbil e incompetente no Poder atualmente. Em relação à acusação ao navio grego está provado que não foi ele o responsável, cientistas da Universidade Federal de Alagoas detectaram óleo 2 dias antes de passagem da embarcação.

Resultado de imagem para ship animated gifs

                                                            ***************

Copiadas do Estadão

Governo revoga norma que vetava cana na Amazônia

 Revogação foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro com o objetivo de simplificar e desburocratizar o plantio; a decisão contraria a visão de cientistas do setor, de ambientalistas e até de parte do setor produtivo, que temem aumento do desmatamento

Melhor seria cana para quem autorizou tal coisa.

 Alvim chefiará Cultura, que vai para o Turismo

Resultado de imagem para rip animated gifsÉ o prego que faltava no caixão da Cultura. R.I.P

A Secretaria da Cultura será comandada pelo dramaturgo Roberto Alvim, criticado por parte dos artistas desde que chamou a atriz Fernanda Montenegro de intocável e mentirosa. A pasta será transferida para o Ministério do Turismo, deixando o das Cidades. “A classe artística deve ficar feliz. Lei Rouanet, vem muita coisa boa por aí!”, afirmou o presidente Jair Bolsonaro.

Que coisa boa, isto?

Lei Rouanet para evento de igreja avança na Câmara

A Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados aprovou na segunda, 4, uma proposta que permite a utilização da Lei Rouanet para eventos promovidos por igrejas. A proposta aprovada foi apresentada pelo deputado Vavá Martins (Republicanos-PA). O partido de Vavá é ligado à Igreja Universal do Reino de Deus, comandada pelo bispo Edir Macedo.

Mais um dízimo?

                                                           ***************

Copiada do Blog do Jamil Chade

 Brasil cede à pressão dos EUA e rompe tradição sobre Cuba na ONU

 Essa foi a 28ª vez que a resolução foi colocada à votação e, uma vez mais, foi aprovada. Neste ano, 187 países votaram pelo fim do embargo econômico, praticamente um consenso. Tradicionalmente, apenas americanos e israelenses votavam contra a proposta. Agora, pela primeira vez, o governo de Jair Bolsonaro também faz parte do grupo, que conta com apenas três países.

Que vergonha, nem durante a ditadura militar, golpe apoiado pelos EUA, o Brasil teve essa atitude subalterna, lambe-botas (a outra variação, por uma questão de “fineza”, prefiro publicar em inglês, brown-nose. E se vendeu à toa, o voto em nada mudará as decisões de Trump em relação ao país.

 Em tempo: os jornais de hoje noticiam que EUA e China começam a se acertar para eliminar tarifas, mostrando, mais uma vez, que o que sempre prevalece é o peso comercial nas relações entre os países, fato ignorado pela trupe que ocupa o governo pátrio.

                                                           ***************

Copiada do UOL

 Voto do Brasil contra Cuba rompe tradição e contraria livre comércio(*)

 (*) Contraria também a gramática, tem hífen, é livre-comércio.

                                                           ***************

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *