Silêncio que diz tudo. E um monte de coisas que bem podiam ser apagadas também

 Quem estranha o silêncio presidencial a respeito das tratativas no Congresso em relação à prisão depois de condenação em 2ª instância se esquece de que foi  o voto de Dias Toffoli que definiu mais uma mudança de posição do STF e que o ministro é o responsável pela medida que tornou 01 (Flávio) imune às investigações do Ministério Federal no Rio de Janeiro sobre as rachadinhas (funcionários obrigados a abrir mão de parte dos salários)  comandadas em cumplicidade com o desaparecido amigão Fabrício Queiroz.

 bolsonaro anunciou que sairá do PSL e participará da criação de um que será a reunião de gente reacionária, sem escrúpulos, sem o menor respeito pelas normas de uma democracia. Vai ter mais brigas do que acontecem entre torcidas organizadas antes de partidas de futebol.

 A situação na Bolívia continua grave, difícil fazer previsão do que pode acontecer.

 O governo anunciou anteontem (11) um pacote de medidas com desonerações para empresas com a intenção de facilitar a criação de empregos para pessoas com idade entre 18 e 29 anos. Para tanto, taxará o seguro-desemprego, ou seja, os desempregados bancarão os empregos dos quais não se beneficiarão se estiverem fora da faixa etária determinada. E mais, como tudo o que vem do governo, qualquer que seja o mandante, tem uma pegadinha: o programa de nome  Verde Amarelo tem data para acabar – o limite para contratar na modalidade é 31/12/2022. Os contratos podem ter prazo de dois anos e  o programa se extingue em 31/12/2024. Mas a taxação sobre o seguro-desemprego não tem data para acabar. Claro que será para sempre.

 (CACALO KFOURI)

                                                                ***************

Copiada do Blog do Ancelmo

 História perdida: hotel e charutaria estão fechando estão encerrando atividades 

Novidade, título “sinonimal”, explica o que é fechar um negócio. Caramba, mais respeito com o leitor, cara-pálida. Miracolo, miracolo, corrigiram!

                                                                ***************

Copiadas do UOL

Autor de estudo citado pelo governo diz que pesca não está liberada no NE

O ministério da Agricultura afirmou ontem, com base em estudo da PUC-Rio, que amostras de peixes coletadas em áreas atingidas por óleo estão “próprias para o consumo”. Mas o professor Renato Carreira, coordenador do laboratório que participou da pesquisa, afirma que os dados não permitem dizer que a pesca esteja liberada, nem que não haja animais contaminados.

Para os atuais componentes do governo não bastam as mentiras que contam com as próprias bocas, há que as colocar na boca dos outros, sinal de desonestidade e pouca inteligência, acabam sempre sendo desmentidos.

                                                               ***************

Copiada do Blog do Valdo Cruz

 Decisão de Bolsonaro de extinguir Dpvat atinge empresa de Luciano Bivar, presidente do PSL

Bivar é sócio de uma seguradora que atua no segmento, a Excelsior, credenciada pelo governo para atuar na cobertura do Dpvat.

Se existisse um termômetro para medir baixeza o para determinar a de bolsonaro só teria a parte abaixo de zero, o ocupante atual do Planalto não tem a mínima noção da importância da função que exerce, age como o pior dos moleques.

                                                               ***************

Copiadas do Estadão

Governo usa pacote do emprego para mudar regras trabalhistas

 Entre as mudanças estão um novo sistema de homologação de acordos trabalhistas – permitindo acerto extrajudicial entre patrões e empregados –, reorganização do sistema de recursos e de fiscalização e permissão para que todos sejam convocados para trabalhar aos domingos e feriados, item incluído sem sucesso na MP da Liberdade Econômica. A multa de 10% sobre o FGTS paga pelas empresas ao governo nas demissões sem justa causa foi extinta.

No Congresso, é hábito dos parlamentares acrescentarem disfarçadamente os projetos os famosos jabutis, itens que nada têm a ver com o que está sendo proposto, mas, despercebidos, acabam sendo aprovados juntamente com o principal. O governo, ao que parece, adotou o mau costume.

A extinção da multa de 10% paga ao governo no caso de demissão sem justa causa nada muda para o trabalhador. Mas há dois pontos críticos, o acerto extrajudicial entre patrões e empregados e o trabalho aos domingos e feriados.

No caso do acerto extrajudicial o trabalhador tem de ter apoio do seu sindicato, são forças muito díspares – ele e a empresa – a tentar um acordo, o perigo de injustiças é muito grande.

Quanto ao trabalho aos domingos e feriados há que ficar muito claro como será a remuneração e a frequência com que a mesma pessoa pode ser convocada. Mas trabalhar nesses dias não é novidade, muita gente faz isso, há quem trabalhe aos domingos e feriados para que outros possam se divertir.

Carlos Bolsonaro apaga contas em redes sociais

Será que papai ralhou e pôs 02 de castigo?Resultado de imagem para borracha de apagar animated gifs

Comissão rejeita MP sobre balanços em jornais

Medida Provisória, que tirava obrigação de empresas de publicar sua contabilidade em veículos impressos, é considerada inconstitucional

E os jornais, alegremente, vão concordar. Gente, isenção, por favor, a publicação não tem o menor sentido nos dias atuais, basta que seja na internet. Bem, não tem sentido a menos que onerar empresas para dar pixulecos para os jornais tenha.

                                                          ***************

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *