#ADEHOJE – O ÚLTIMO CAPÍTULO DE NOSSAS NOVELAS

#ADEHOJE – O ÚLTIMO CAPÍTULO DE NOSSAS NOVELAS

SÓ UM MINUTO – Se pudéssemos gravar um ou dois fins para o desfecho de nossas vidas, como o fazem os autores das novelas! Estou muito triste hoje, apreensiva e ansiosa para saber notícias reais do Gugu, de quem gosto muito. Fico sabendo da morte, em Miami, do Rabino Henry Sobel, vítima de câncer de pulmão. Um herói de nossa história recente, que, com coragem, denunciou a tortura nos bárbaros tempos de ditadura militar que vivemos. Nossos dias têm sido difíceis, de apreensão, com destaque nossa apreensão política e no visível retrocesso que vivemos em questões morais, de comportamento, de crise de liderança.

Tem coisa mais absurda do que um presidente como este aí, ser horrível com sua equipe horrível, falar em criar um partido “Aliança pelo Brasil”, dar a ele o número 38 fazendo alusão ao armamento? Tem coisa mais absurda do que a tal excludente de ilicitude? Uma espécie de libera geral da morte.

1 thought on “#ADEHOJE – O ÚLTIMO CAPÍTULO DE NOSSAS NOVELAS

  1. Henry Sobel morreu.
    Sentimo-nos todos um pouco mais perdidos, desamparados, sem rumo.
    Um pedacinho da humanidade que há em cada um de nós morreu junto.
    Mas, ora, veja, o Capitão Zero fundou seu próprio partido!
    Putz, será que a semana poderia terminar pior?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *