Só faltava essa! Por Edmilson Siqueira

SÓ FALTAVA ESSA!

EDMILSON SIQUEIRA

…só pode ser fruto de uma mente conturbada, de alguém que não compreendeu direito o espírito da coisa, que vive num mundo particular e que deve ser evitado por pessoas normais. Pois o maestro escreveu e disse tudo isso, ou algo que quer dizer tudo isso, exalando a sabedoria de aluno e discípulo fiel de Olavo de Carvalho, o ex-horoscopista que virou filósofo.

Imagem relacionada

Os números da economia podem estar oferecendo algum alento ao Brasil, há até economistas prevendo que este Natal será o melhor em muitos anos etc. e tal; na segurança, há números melhores ainda, dando esperanças de que quando há efetividade e competência, a violência pode até atingir limites civilizados e a população viver sem medo. Pois bem, nada disso justifica colocar um ignorante, energúmeno e boçal para dirigir a importante Funarte, como fez o presidente Jair Bolsonaro.

Dante Mantovani, o nomeado, é maestro, o que significa que ele estudou muitos anos para atingir a categoria de líder de uma orquestra, para admirar Beethoven, Villa Lobos e Jobim e para entortar o nariz para manifestações mais, digamos, primitivas, de música por aí. Nada contra, já que gosto é gosto e eu também gosto de Beethoven Villa Lobos e Jobim e entorto o nariz para sertanejos e pagodeiros da vida.

Mas ter um gosto um pouco mais refinado em música não significa, infelizmente, que o, pelo menos, bom senso vá prevalecer no entendimento e compreensão de outros setores do conhecimento humano, musicais ou não.

Mas, ficando na música, campo mais familiar do novo presidente da Funarte, percebe-se que a crítica do maestro extrapola o que seria simples manifestação de gosto. Aliar o rock ao satanismo e ao aborto, por exemplo, ou mesmo encontrar nas letras a infiltração da espionagem russa (“os Beatles surgiram para implantar o comunismo” e destruir a família ocidental cristã, ou algo do gênero), ver CIA distribuindo LSD no Festival de Woodstock, só pode ser fruto de uma mente conturbada, de alguém que não compreendeu direito o espírito da coisa, que vive num mundo particular e que deve ser evitado por pessoas normais. Pois o maestro escreveu e disse tudo isso, ou algo que quer dizer tudo isso, exalando a sabedoria de aluno e discípulo fiel de Olavo de Carvalho, o ex-horoscopista que virou filósofo.

Resultado de imagem para MAestro maluco…Sim, o novo presidente da Funai faz parte daquele time de desapropriados de massa encefálica que, por jamais ter visto nosso planeta lá do espaço girando solene com suas curvas esféricas…

Mas, quando a gente pensa que desta vez o capitão exagerou na escolha e pisou totalmente na bola e que vamos ter, de agora em diante, um prato ainda mais cheio para os humoristas de plantão e um saborosíssimo assunto para a oposição esculhambar ainda mais o governo, descubro que a estultice do novo presidente da Funarte chega ao grau máximo a que um ser humano pode atingir: ele é terraplanista!

Sim, o novo presidente da Funarte faz parte daquele time de desapropriados de massa encefálica que, por jamais ter visto nosso planeta lá do espaço girando solene com suas curvas esféricas, e pelo fato de que fotografias são representações planas tanto na tela quanto no papel, entrou para a seita que crê que a Terra não é redonda e sim plana!

Resultado de imagem para MAestro maluco…Por essas e outras, o governo Bolsonaro está, definitivamente, nas mãos de Paulo Guedes e Sérgio Moro. Se eles falharem ou forem demitidos (depois do maestro da Funarte, tudo é possível), o capitão-presidente se transformará num animador de auditório (ruim)…

O time do governo Bolsonaro não prima pela coerência de pensamento e ação. Enquanto uns se esforçam para cumprir a missão – e alguns têm cumprido – outros parecem não só deslumbrados com o poder, como praticam ações que ferem o bom senso e, às vezes, até o bom gosto. Mas não chegam a representar um perigo para a, digamos, humanidade.

Mas o novo presidente da Funarte foge à regra. Seu entendimento do mundo está muito aquém do que uma criança, em fase pré-escolar, poderia ter. Pois como se não bastassem suas crenças e teorias conspiratórias as mais absurdas, a terraplanice de seu cérebro e o demônio escrevendo letras de rock que levam ao sexo, ao aborto e ao satanismo, ele ainda considera a Nasa, sim, a agência espacial norte-americana responsável por inegáveis progressos na ciência e na compreensão do universo que nos cerca, uma “agência de desinformação” e de “propaganda da guerra fria”.

Por essas e outras, o governo Bolsonaro está, definitivamente, nas mãos de Paulo Guedes e Sérgio Moro. Se eles falharem ou forem demitidos (depois do maestro da Funarte, tudo é possível), o capitão-presidente se transformará num animador de auditório (ruim) à frente de uma equipe pífia, sem possibilidades de cumprir minimamente as promessas de campanha.

E 2022, do sonho atual, se transformará em devaneio.

______________________________________

Edmilson Siqueira é jornalista

1 thought on “Só faltava essa! Por Edmilson Siqueira

  1. Realmente…essa foi demais rsrsrs.
    Amigo, se a eleição para presidente fosse hoje ainda continuaria votando Bolsonaro. Nos últimos vinte anos, deixamos acontecer tudo isso que estamos assistindo…infelizmente. Bolsonaro é o remédio amargo que o Brasil precisa, outros virão, fruto de uma sociedade pouco preparada. Precisamos, além da prisão em 2a instância etc, investimentos em Educação para um futuro promissor para todos. Parabens pela matéria e forte abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *