#ADEHOJE – QUEM É O ENERGÚMENO, IGNORANTE SENHOR PRESIDENTE?

#ADEHOJE – QUEM É O ENERGÚMENO, IGNORANTE SENHOR PRESIDENTE?

 

SÓ UM MINUTO – Há muitos anos – quando fiz alfabetização como voluntária, inclusive onde hoje seria definitivamente instalada essa loucura que é a favela Paraisópolis – tive condição de comprovar que o método criado por Paulo Freire para alfabetização era simplesmente mágico. Em uma semana já era possível ver adultos, todas as cidades, péssimas condições sociais, sabendo soletrar, juntar sílabas, formar palavras, sorrir de novo com orgulho. Só um testemunho. O trabalho de Paulo Freire, reconhecido em todo o mundo, assim como o de outro fundamental educador, Anísio Teixeira, é coisa para ser respeitada. Como assim, covarde, ousar xingar de energúmeno Paulo Freire? Que, morto desde 1997, não pode se defender. Mas tem milhões de pessoas que farão isso, assim como eu agora.

Estamos sendo desgovernados por um ignorante que não respeita nada nem ninguém, e nos constrange diariamente com suas opiniões obtusas e atos abusados. Claro, sandices que fala para aquelas pessoas que acham que verde e amarelo é marrom e que o esperam saltitantes para colher essas pérolas que cospe sem parar.

 

1 thought on “#ADEHOJE – QUEM É O ENERGÚMENO, IGNORANTE SENHOR PRESIDENTE?

  1. Teu primeiro parágrafo, minha cara, contém uma pergunta. Nem perca teu tempo. A ervilha congelada que capitão zero tem entre as orelhas não é dada a pensar. Parece suficiente para xingar, difamar, zurrar e passar vergonha (e nos fazer passar vergonha!), mas articular respostas, não, esse meio grama de inteligência ainda não consegue. Dá uma ideia, em todo caso, do tamanho das ideologias, utopias, políticas, que frequentam a mente desse personagem horroroso da nossa história. Mas não o leve muito a sério. Ele não merece, nem deve conseguir isso. Paulo Freire, se já não era sagrado, agora é. Energúmeno de verdade é aquele que fala, fala, fala, e consegue exatamente o contrário do que deseja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *