Corrupção maior, cizânia, e os muitos sapos mastigados por Moro

 O Brasil, definitivamente, não é um país para principiantes como bem declarou Tom Jobim. O atual governo foi escolhido pelo eleitor que acreditou na promessa de campanha de que iria acabar com a corrupção. Pois bem, sob bolsonaro, o país repete a pior nota no ranking de percepção do combate à corrupção. Em 2019, o Brasil caiu uma posição no levantamento do IPC (Índice de Percepção da Corrupção), está na 106ª posição entre os 180 países pesquisados – atrás de Argentina (66ª), Chile (26ª), Colômbia (96ª), Cuba (60ª), Equador (93ª) e Uruguai (21ª). O Brasil obteve a mesma nota 35 de 2018, a pior do país desde 2012. A ironia é que a família presidencial é suspeita de envolvimento em muitos casos de corrupção, isso sem falar de ministros sendo investigados, um deles, Salles, já condenado pela Justiça paulista.

 No último dia 21, a Folha de S.Paulo publicou, na pág. A3,  o artigo “Morte anunciada”, assinado por três importantes empresários –  Horácio Lafer Piva (ex-presidente da Federação), Pedro Passos e Pedro Wongtschowski, membros, pela ordem, dos conselhos de administração da Klabin, Natura e Ultrapar – que estão preocupados com o uso político-partidário da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) que vem sendo feito há tempos por Paulo Skaf, o atual presidente. https://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2020/01/morte-anunciada.shtml

 A lamentável figura fez uso do Sistema S na tentativa de se eleger governador de São Paulo, aparecia nos intervalos comerciais das TVs em primeiro plano em anúncios do Senai, Sesi, Senac, o que não funcionou, não disputou o segundo turno das eleições. Agora, alia-se a bolsonaro, o motivo do medo externado pelos articulistas.

 É sempre bom lembrar que a Fiesp teve papel lamentável durante a ditadura militar, que o ex-presidente que dá nome ao edifício sede (por semelhança com edifício-garagem deveria levar hífen, mas não consta assim no Volp, vai entender) da federação é Luís Eulálio de Bueno Vidigal Filho, responsável pela quebra da Cobrasma e por grande prejuízo causado na Bolsa de Valores aos seus acionistas, pois ele escondeu  a real situação financeira da empresa, mentia declarando que tudo estava sob controle. Mario Amato (*), que o sucedeu na Fiesp, para espanto do mercado, homenageou-o batizando a sede da federação com o nome dele.

Amato foi sucedido por Carlos Alberto Moreira Ferreira (1992/1998) e Horácio Piva Neto (1998/2004), que recuperaram a credibilidade da federação que, agora, vê-se metida onde não deveria.

 (*) Amato, nas eleições que levaram Collor à Presidência (1990) declarou em apoio ao eleito que “se Lula ganhasse as eleições, 800 mil empresários iriam deixar o país.”.

 Morreu, no dia 22, aos 77, Terry Jones, integrante e fundador do grupo inglês Monty Python que, entre outras obras-primas, produziu “A Vida de Brian”, em 1979.  Na época, o filme foi considerado sacrílego, pois Brian repete satiricamente várias situações relatadas na Bíblia pelas quais passou Jesus. Muitos dos que escreveram sobre a morte de Jones cometeram um verdadeiro sacrilégio ao comparar a reação que houve no tratamento dado ao filme dos ingleses com a em relação ao medíocre “A Primeira Tentação de Cristo”, do grupo Porta dos Fundos, “A Vida de Brian” é engraçadíssimo, sofisticado, não tem uma única grosseria, diferentemente do lamentável e sem graça filme produzido pelo grupo que deveria sair pela porta que o denomina.  

 Uma característica marcante de boa parte dos ministros do STF é a falta de compostura, fazem críticas públicas a decisões de colegas, deveriam deixar as discordâncias para as sessões no plenário da Casa como mandam o respeito e a boa educação.

 Por onde andam Aécio Neves e as investigações sobre ele? A tática de se fingir de morto, pelo jeito, está funcionando, nem a imprensa se lembra dele. Aliás, nem o PT…

(CACALO KFOURI)

                               ***************

Copiada no G1

 Moradores dizem ter orgulho de viver em SP, mas 64% afirmam que deixariam a cidade, diz pesquisa

 Um dos pontos mais criticados pelas pessoas conforme pode ser visto na reportagem apresentada pela TV Globo é a coleta de lixo acumulado nas ruas. Mas quem é o responsável por isso? Lixo fora do lugar não aparece por geração espontânea, existe porque alguém, geralmente um vizinho, descartou irregularmente.

https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/

                                                                 ***************

Copiada do Universa

 Robôs femininas sofrem com ofensas machistas, cantadas e até pedido de nude

Mais uma vez, recorro ao jornalista e escritor Geraldo Mayrink: “Não há limites para a insânia”.

 Já a Lu, do Magazine Luiza, assistente digital criada para auxiliar em compras, gravou um vídeo para rebater às(!!!) dezenas de pedidos de namoro.

 (!!!) Caramba, cara-pálida, rebate esta crase absurda.

                                                               ***************

Copiadas da Folha

 Bolsonaro estuda recriar pasta e esvaziar funções de Moro no governo

 Recriação do Ministério da Segurança seria mais uma derrota do ex-juiz da Lava Jato desde que chegou ao governo federal

Bolsonaro articulou recriação de ministério que esvazia poder de Moro

Ideia que reacendeu a fritura do ministro no governo não constava de reunião de secretários

Resultado de imagem para sapo animated gifsA sorte  de Moro é que sapo tem baixo teor de gordura, caso contrário estaria obeso. Quanto tempo levará para notar que está sendo torpeado pelo chefe a quem declarou ter grande lealdade e que a recíproca não é verdadeira? bolsonaro enxerga Moro como “o” adversário nas próximas eleições presidenciais e fará tudo para prejudicar sua popularidade.

 Moro não percebe – ou finge não perceber na esperança de ser indicado para o STF – que dá prestígio ao governo e que se sair por livre vontade ficará mais forte ainda como candidato. Está apostando no cavalo errado.

 Incentivo fiscal faz venda de carros seminovos ser principal receita de locadoras

As três maiores locadoras de veículos do país – Localiza, Unidas e Movida – faturam mais com a revenda de seminovos do que com a locação de veículos. A receita dessas vendas varia de 51% a 60% do faturamento bruto dessas empresas, segundo os balanços da companhia referentes a 2019.

O setor é o principal cliente da venda direta, na qual empresas em geral e outros públicos (como pessoas com deficiência e taxistas) podem comprar carros diretamente das montadoras, com benefícios fiscais como alíquotas mais baixas de ICMS e IPI.

Elas conseguem vender os carros seis meses depois  da compra por um valor maior do que pagaram devido às isenções. Um dos maiores doadores da campanha presidencial de bolsonaro foi Salim Mattar, dono da Localiza, que é hoje secretário de Privatizações do governo. Paulo Guedes, em vez de acabar com esse tipo de benesse sugere taxar a geração de energia solar a ser usada em residências.

 Alshop desiste de evento para explicar dados sobre o Natal

Números de venda de shoppings haviam sido contestados por entidade dissidente

 Há menos de um mês, quando teve os dados contestados por outra associação, Nabil Sahyoun, presidente da Alshop, afirmou à Folha que pretendia reunir a classe em um encontro na primeira quinzena de janeiro para esclarecer como são feitas as pesquisas.

Em 28 de dezembro, a Ablos, associação que reúne lojistas-satélite, questionou a informação divulgada pela Alshop de que as vendas de Natal no varejo dos shoppings haviam subido 9,5% na comparação com o período anterior.

No mínimo, é para desconfiar do que será divulgado. O crescimento divulgado pela Alshop e contestado pela Ablos tem cheiro de oba-oba para alegrar Paulo Guedes.

Governo quer ‘imposto do pecado’ sobre cigarro, álcool e doces, diz Guedes em Davos

Medida tenta inibir consumo de produtos que possam ser prejudiciais à saúde

Resultado de imagem para pin-up animated gifsNão me vem à mente nada que faça mais mal à saúde que os componentes deste governo, que todos sejam taxados, a começar por quem disse a asneira. Era o que faltava, política econômica evangélica…

 Convite de Regina Duarte a reverenda estremece setor cultural

 Pessoas que até então apoiavam a ida da atriz para a pasta foram surpreendidas pela decisão

O Brasil caminha para se transformar em um Irã latino-americano.

                                                              ***************

Copiada do JC online

Ministro da Cidadania defende que área da Segurança Pública continue com Moro

Osmar Terra (MDB-RS) discordou de pedido feito por secretários estaduais da área, incluindo o de Pernambuco, Antônio de Pádua, ao presidente Jair Bolsonaro

A cizânia está grande, faz objeção agora e antes foi contra a nomeação do proto-nazista Alvim para a Secretaria de Cultura e, ao ver sua repulsa não ser atendida, pediu para que a pasta fosse tirada de seu ministério. Pescoço a perigo.

                                                             ***************

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter