O fim está próximo. Blog do Mário Marinho

O FIM ESTÁ PRÓXIMO

BLOG DO MÁRIO MARINHO

 

Blog do Gadelha: Boa notícia: o fim está próximo

O aviso que ilustra esse blog é sempre usado para o anúncio trágico, apocalíptico do fim do mundo.

Provavelmente, no dia seguinte à sua criação, algum pessimista previu: “O fim está próximo”.

Desde os tempos imemoriais chovem previsões do acontecimento final.

Em 365 depois de Cristo, o bispo francês Hilário de Poitiers anunciou que aquele seria o último ano do mundo.

E o Mundo sobreviveu.

Vieram outros.

O viajante e historiador Sexto Júlio Africano, nascido em Jerusalém, disse que o mundo acabaria no ano 500. Como não acabou, ele adiou para 800. Também não acertou.

Martinho Lutero foi outro: vaticinou que o mundo duraria, no máximo, até 1600.

Até Colombo, descobridor da América, escreveu um livro com profecias e cravou: o fim seria em 1656.

Mais recentemente, descobriu-se que os Maias marcaram o fim do mundo para 2012.

Não chegou a haver pânico mas, por via das dúvidas, muita gente deixou de pagar dívidas naquele ano e outros correram aos supermercados para estocar comida. Vai que eu escapo, devem ter pensado.

Mas o fim de que trata a placa ilustrativa é outro.

Não, infelizmente não se trata do fim da pandemia.

O que está cada vez mais próximo é o fim da agonia do mundo sem futebol.

Na Europa, sempre à nossa frente, alguns clubes já estão em ação. Uns, em treinamentos, outros já em plena competição.

Todos com muito cuidado, é claro.

Segundo informações dos dirigentes do Sindicato de Clubes de Futebol de São Paulo, Ayrton Santiago e Jorge Abicalam, a CBF está trabalhando com a possibilidade de volta do futebol para o final do mês que vem.

Estudos desenvolvidos a pedidos da CBF, diz Abicalam, mostram que haverá possibilidades de retorno aos treinos ao fim da primeira quinzena de junho. E, mais alguns dias, os jogos.

Assim como está acontecendo em outras partes do mundo, os jogos serão realizados com portões fechados.

Outros cuidados serão tomados: jogadores serão orientados a não se confraternizarem, a comemorar comedidamente os gols sem os costumeiros abraços.

Em entrevista ao Estadão desta quinta-feira, o secretário geral da CBF, Walter Feldman, informa também que um protocolo de saúde está em fase de conclusão e incluirá testes permanentes para a covid-19, distanciamento social, medidas de higiene, transporte de atletas em veículos particulares etc.

Essa é uma boa notícia não só para os apreciadores de futebol, mas, também para aqueles que vivem do esporte, direta ou indiretamente.

Segundo pesquisa feita pela agência Ernest & Young, o futebol brasileiro movimentou no ano de 2018 o total de 52,9 bilhões de reais, 0,72% do PIB nacional.

O futebol é responsável por 156 mil empregos.

Mas, vamos com calma.

Todos nós, de um jeito ou de outro, estamos sofrendo com essa pandemia.

Mas, com calma, atravessaremos esse vale de lágrimas.

A tal

Lei de Murphy

Sim, ela existe. Tem autor e até data de nascimento.

Você já ouviu falar que tudo que pode dar errado, certamente dará errado.Dizem que, em 1949, o engenheiro aeroespacial norte-americano Edward A. Murphy estava submetendo candidatos a um teste quando descobriu que o aparelho montado especificamente para esses testes havia sido montado errado.

Bronqueado, mas, sarcástico, afirmou sobre o técnico que montou o aparelho:

– Se houver uma chance para essa pessoa fazer alguma coisa de errado, ela o fará.

Daí, tornou-se popular: tudo que puder dar errado, dará.

Pense em você dirigindo um carro numa estrada. Pode furar o pneu?

Pode. E ele fura.

Pode acontecer alguma coisa pior?

Pode. Por exemplo, pode estar chovendo, pode ser noite e o estepe do seu carro estar furado ou a chave de roda estar quebrada.

Pense no seu time famoso, campeão, rico, disputando o Brasileirão.

Ele pode cair para a série B?

Pode. Então ele cai. Taí o exemplo do Cruzeiro de passado vencedor.

Pode acontecer alguma coisa pior? Pode.

O Cruzeiro acaba de ser informado pela CBF que a Fifa puniu o Cruzeiro com a perda de seis pontos para o próximo Brasileirão.

Tudo porque o Cruzeiro deixou de pagar uma dívida de R$ 5 milhões ao Al Wada, dos Emirados Árabes, pelo empréstimo do volante Denilson, em 2016.

É ruim cair para a Série B, é.

Mas, começar na lanterna com seis pontos negativos, é pior.

E pode ainda piorar? Segundo a Lei de Murphy sim, pode piorar.

O Cruzeiro ganhou um novo prazo para fazer o pagamento. Se não cumprir, receberá nova punição em dobro: ou seja, mais 12 pontos.

E pode piorar? Bem, é melhor parar por aqui.

La famosa ley de Murphy — Steemit

—————————————————————————————-

Mário Marinho – É jornalista. É mineiro. Especializado em jornalismo esportivo, foi FOTO SOFIA MARINHOdurante muitos anos Editor de Esportes do Jornal da Tarde. Entre outros locais, Marinho trabalhou também no Estadão, em revistas da Editora Abril, nas rádios e TVs Gazeta e Record, na TV Bandeirantes, na TV Cultura, além de participação em inúmeros livros e revistas do setor esportivo.

(DUAS VEZES POR SEMANA E SEMPRE QUE TIVER MAIS
 NOVIDADE OU COISA BOA DE COMENTAR)

4 thoughts on “O fim está próximo. Blog do Mário Marinho

  1. O futebol é algo extraordinário, Mário. Até para este teu amigo, que nunca assistiu uma partida ao vivo, nos estádios, está ecoando o vazio. Que emerge, por exemplo, ao sentir falta de ver meu filho a assistir partidas na TV, comigo parando ao lado, às vezes, para também ficar olhando.
    Antônio Contente.

  2. Contente,
    temos sentimentos parecidos.
    Por mais que domingo seja divertido, fica faltando aquele algo mais.
    Independente de qual seja o time em campo.
    Abração e obrigado pelo prestígio da leitura.
    Mário Marinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *