Tristezas, mortes, histórias perdidas e tantas dúvidas. Os difíceis dias que vivemos

20 mil vidas perdidas, 310 mil infectados  devido à covid-19 e, principalmente, ao coiso que ocupa o Palácio do Planalto

 Brasil bate recorde com 1.188 mortes por coronavírus em 24 horas e dobra o número de vítimas em 12 dias. Casos confirmados são mais de 310 mil, mas o número é muito maior, não há testagem adequada. O país vive uma tragédia e uma mentira, o desastre é muito maior.

 A pergunta que não teve resposta até agora: como respeitar isolamento se o estômago está roncando? Sim, há os que estão desrespeitando por serem irresponsáveis, egoístas, coisiformes, mas muitos o fazem porque não têm opção. Não adianta campanha de conscientização sem arroz e feijão.

Sadness GIF - Find & Share on GIPHY E pensar em lockdown em um país em que, segundo o IBGE, existem mais de 5 milhões de moradias em favelas é doidice pura. O Brasil é um sistema de equações para o qual não há incógnitas suficientes para solucionar o problema. Não bastassem o coiso e a quadrilha, há isto: “Pesquisa alerta que sete em cada dez brasileiros acreditam em fake news sobre Covid-19”, tema desenvolvido mais abaixo. É um dado que independe de classe social, esse é o brasileiro e enquanto isso não for admitido, deixando de lado teorias sociológicas enviesadas, o caminho levará ao abismo.

 A pusilanimidade de o coiso e seus “acepipes” – asseclas na classificação Weintraub – não tem limites, são covardes até o último fio de cabelo. O coiso, contrariando a Ciência, faz campanha pela cloroquina como droga milagrosa para a cura da covid-19, mas não tem a coragem de assumir que é perigosa, apesar de saber. A prova é esta, o documento que deverá ser assinado pelo paciente que concordar em ser tratado com ela:

 Termo de Ciência e Consentimento:

  “Compreendi, portanto, que não existe garantia de resultados positivos, e que o medicamento proposto pode inclusive agravar minha condição clínica, pois não há estudos demonstrando benefícios clínicos”. 

 Mas não fica só nisso, tem o texto enviado aos médicos em que o Ministério da Saúde admite que não há prova científica da eficiência da droga no segundo dos vários “considerandos” que há no documento que no primeiro momento foi divulgado sem assinatura:

 Tratamento Medicamentoso Precoce de Pacientes com Diagnóstico de Covid-19

  Considerando que até o momento não existem evidências científicas robustas que possibilitem a indicação de terapia farmacológica específica para a covid-19

 Em resumo, infectados, assinar é praticamente concordar com uma tentativa de suicídio.

 (CACALO KFOURI)

                                                              ***************

                                                              ***************

Copiadas do G1

 Em reunião com governadores, Maia e Alcolumbre, Bolsonaro pede apoio a congelamento salarial de servidores

 Ahhh, pede apoio mas só depois de dar um  jeitinho para que os salários de policiais do DF fossem aumentados, né mermo? “Governo prepara MP com reajuste a policiais do DF enquanto articula veto à flexibilização de congelamento salarial”

 Isolamento social mais cedo poderia ter salvado 36 mil pessoas nos EUA, calculam pesquisadores

 Dados foram divulgados nesta quinta-feira (21) pelo ‘The New York Times’. País contabiliza 93 mil mortes, segundo banco de dados do jornal.

Mas segundo Trump os incompetentes são os chineses: “Trump diz que ‘incompetência’ chinesa causou ‘massacre global’”.

 Deputados do DF aprovam plano de saúde vitalício para ex-deputados e familiares

Mensalidade é de R$ 744; parte será custeada com recurso público.

A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) aprovou, nesta quarta-feira (20), um projeto de resolução que inclui ex-deputados distritais e seus dependentes no plano de saúde da Casa de forma vitalícia. Até então, eles só eram cobertos pelo convênio por dois anos após o fim do mandado.

A caterva pensa no futuro, a medida antevê quando ela for ex.

Um quarto dos norte-americanos tem receio de vacina contra coronavírus, diz pesquisa

Um quarto prefere uma cova.

 Menos de (dois terços)(!!!) dos entrevistados disseram estar ‘muito’ interessado(!!!) ou ter algum interesse em uma vacina

(!!!) Dá nele, concordância! Cara-pálida, um terço é singular, mas dois é plural… dois terços disseram, você escreveu disseram, então por que o interessado? Explica, vá? Interessados, escriba.

 7,8 milhões estão a 4 horas de distância de atendimento adequado para casos graves de Covid-19 no Brasil, diz Fiocruz

 A situação é pior nos estados do Amazonas (1,3 milhão de habitantes), Pará (2,3 milhões) e Mato Grosso (888 mil), de acordo com levantamento.

Há que ser justo, esta situação existe há muito tempo, o desprezo por este povo não é exclusividade deste governo, este só está piorando o que já era péssimo.

                                                               ***************

Copiadas do UOL

Bolsonaro tentou alterar bula da cloroquina por decreto, diz Mandetta

Em entrevista à GloboNews, ontem, Mandetta disse que o protocolo recomendando a droga é “distante do razoável” e contou que a tentativa de alterar a bula aconteceria via decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

É um colecionador de adjetivos, genocida falsário.

Oposição entrega pedido impeachment de Bolsonaro à Câmara de Deputados

Esse(*) é o primeiro pedido de impeachment no qual partidos se juntam —outros foram entregues, mas por iniciativas individuais de parlamentares— para exigir a saída de Bolsonaro.

(*) Este, é o que se trata.

Arre, demorou, hein? Ali em cima tem mais um motivo.

Já sob Bolsonaro, Queiroz soube de relatório na PF ainda em fase sigilosa de investigação

 Defesa do ex-assessor de Flávio Bolsonaro foi informada de inquérito em agosto de 2019, mesmo mês em que presidente tentou trocar comando da PF no RJ

Mais um. Até o fim do dia surgirão outros.

Lula adere à campanha e pede doações para ambulantes de São Januário

Mas dando graças pelo fato de a natureza ter criado o novo coronavírus, aquele que abriu os olhos das pessoas, as que sobreviveram.

 Bolsonaro diz que divulgação integral de vídeo seria “constrangimento”

Não é o vídeo que causará constrangimento, o que vem causando  é a quadrilha que assumiu o Executivo no dia 1º de janeiro de 2019 e que aparecerá com sua verdadeira face nele, sem máscaras, as duas.

                                                               ***************

Copiadas da Folha

STF forma maioria para impor derrota a Bolsonaro e evitar blindagem de atos contra ciência na pandemia

Corte avalia que MP do governo não pode servir para livrar agentes de punição por ações contrárias às recomendações médicas

Os ministros votaram para manter a previsão de que gestores públicos só devem responder nas esferas civil e administrativa da Justiça quando “agirem ou se omitirem com dolo ou erro grosseiro”, como prevê a MP.

No entanto, definiram que, na aplicação da norma, devem ser incluídos no conceito de erro grosseiro medidas que não observem normas e critérios técnicos estabelecidos por autoridades sanitárias e organização de saúde do Brasil e do mundo.

E agora, coiso? Como vai fazer para  livrar-se e os que o cercam  das consequências das próprias ignorâncias?

 Epidemia de coronavírus vive ‘nova etapa’ e avanço ao interior é inevitável, diz ministro interino da Saúde

 Sim, general, inevitável, e o sr. é um dos responsáveis.

 Com queixas de Bolsonaro, militares e deputados pressionam por saída de Weintraub do MEC

 Pedidos tanto dentro como fora do governo são para que ministro seja demitido após arrefecimento da pandemia

Xiii, então o único dispositivo que funciona neste “descalabroso” governo, a frigideira, vai demorar a funcionar.

 Celso de Mello diz que autores de ameaças a juízes são ‘bolsonaristas fascistóides’

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Celso de Mello, afirma que pessoas que têm abarrotado as caixas de mensagens de juízes de tribunais de Brasília com mensagens anônimas e ameaças de morte são “bolsonaristas fascistóides, além de covardes e ignorantes”.

As mensagens enviadas a juízes, reveladas pelo jornal Correio Brasiliense, falam em “matar em legítima defesa”, pois será “decretado” um Estado de Sítio no Brasil sob o “comando do general Braga Netto”, ministro da Casa Civil do presidente Jair Bolsonaro.

Sr. general, aprendeu qual o resultado que se juntar a quem não presta, ao verme pior que o vírus? É considerado igual por osmose.

A propósito dos coisiformes, o Estadão, em sua página que considera nobre, A3, Notas & Informações publicou o que segue: “Aos camisas pardas, a lei”

https://opiniao.estadao.com.br/noticias/notas-e-informacoes,aos-camisas-pardas-a-lei,70003310742

                                                       ***************

Copiada da coletiva.net

 Pesquisa alerta que sete em cada dez brasileiros acreditam em fake news sobre Covid-19

O levantamento da Avaaz aponta o WhatsApp como principal vetor de desinformação

A organização de pesquisa e petições online Avaaz divulgou um levantamento sobre as fake news durante a pandemia de Covid-19. Conforme o estudo, sete em cada 10 brasileiros acreditam em notícias falsas relacionadas ao novo coronavírus. O índice representa cerca de 110 milhões de pessoas.

Ainda segundo o estudo, o WhatsApp é o principal vetor de desinformação. Já o Facebook aparece em segundo lugar no ranking, com cinco entre 10 internautas do País recebendo e repassando conteúdos mentirosos.

Tem solução? Infelizmente não, mas explica muita coisa que acontece neste país. E a falta de inteligência não é exclusividade pátria:

Comparado aos Estados Unidos e à Itália, o problema das fake news é maior no Brasil, de acordo com a pesquisa. Enquanto 73% dos brasileiros já acreditaram informação falsa, entre os norte-americanos o índice cai para 65%, e para 59% entre os italianos.

A notícia boa é que 80% dos entrevistados pela Avaaz responderam que gostariam de ver informações de correção feitas por agências verificadoras de fatos. No entanto, 57% afirmam que nunca viram as retificações ou algum alerta de conteúdo falso em plataformas digitais.

Boa notícia como? Gostariam não quer dizer que vão ver. A informação seguinte mostra que mais da metade não irão.

                                                          ***************

Copiada da Coluna de Mariana Belmont

A esquerda branca e classe média ainda não entendeu

 João Pedro estava dentro de casa. João Pedro estava dentro de casa. João Pedro estava dentro de casa. João Pedro estava dentro de casa!

 Trata-se do triste episódio de mais uma morte no Rio devido a mais uma ação criminosa da polícia de Witzel e, ao que tudo indica, desta vez, com a cumplicidade da Polícia Federal. Nem a dona da coluna entendeu, caramba. O “e” junta a esquerda branca com a classe média e resulta em plural, portanto, não entenderam. Mas, senhora, vamos parar com o racismo inverso? A esquerda e a classe média em raras vezes entenderam alguma coisa independentemente da cor, sexo ou da classe social  da vítima.

                                                          ***************

Copiada do Estadão

Skaf vira réu por repasses de R$ 5,1 milhões da Odebrecht

O juiz Marco Antonio Martin Vargas, da 1.ª Zona Eleitoral de São Paulo, aceitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público Eleitoral contra o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf (MDB), pelo recebimento de R$ 5,1 milhões da Odebrecht, durante a campanha de 2014 ao governo do Estado. O repasse, segundo a acusação formal, foi feito a título de propina e por meio de caixa 2.

Segundo o juiz, a denúncia “demonstra a presença de indícios suficientes de materialidade e autoria com relação à falsidade ideológica eleitoral, à corrupção passiva e à lavagem de dinheiro”. A ação penal alcança ainda o empresário Marcelo Odebrecht, o marqueteiro Duda Mendonça, o doleiro Álvaro Novis e ex-executivos da empreiteira baiana.

Olhaí o grande apoiador do coiso, gente! Também é o líder de boa parte dos empresários que apoiam o genocida. Ontem, o Mirando publicou isto:

“Skaf ataca Doria após Bolsonaro cobrar ‘guerra’”

Uma semana após o presidente Jair Bolsonaro declarar “guerra” ao governador João Doria (PSDB) e convocar empresários ligados à Fiesp a “jogar pesado” com o tucano, o presidente da entidade, Paulo Skaf (MDB), publicou um vídeo com duras críticas ao governo paulista.

O lambe-botas rides again. A expressão  para lambe-botas em inglês é brown-nose

                                                               *************** 

2 thoughts on “Tristezas, mortes, histórias perdidas e tantas dúvidas. Os difíceis dias que vivemos

  1. Pesquisa alerta que sete em cada dez brasileiros acreditam em fake news sobre Covid-19.
    A ilustração desse comentário nesta página mostra um jovem negro como o que seria um imbecil.
    Eliminem imediatamente essa manifestação de racismo!!

  2. Eu ainda. Leiam o comentário da coluna para o qual foi escolhida a ilustração.
    “Tem solução? Infelizmente não, mas explica muita coisa que acontece neste país. E a falta de inteligência não é exclusividade pátria”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *