GRIPEZINHA

Máscaras para continuarmos a respirar e, para “eles”, evita a contaminação geral por coisices

Universidade cria versões aprimoradas de aventais e toucas ...A imprensa noticia hoje (24) que a Uninove, universidade particular paulista, em uma atitude insensível e desrespeitosa, demitiu, ontem, por meio de pop-up – aquelas desagradáveis mensagens que aparecem nas telas de computadores, geralmente com publicidade – e que apareceu na tela dos computadores de entre 300 e 500 professores, não se sabe ao certo o número, que se preparavam para iniciar aulas a distância. E depois do aviso das demissões, tiveram a coragem, para completar o desrespeito, de transmitir uma live motivacional com um padre.

 Exemplo típico de capitalismo selvagem e mais um indício de que nada será melhor naquilo que estão chamando de novo normal, ao contrário, será muito pior.

O reaparecido Fabrício Queiroz teve vários advogados, todos caríssimos, e de onde sai o dinheiro para pagá-los? Quem investiga está se esquecendo de uma lição básica,  o Follow the money, Siga o dinheiro na língua pátria. A expressão está no livro – e no filme baseado nele – “Todos os homens do presidente”, de autoria dos jornalistas  Bob Woodward e Carl Bernstein, que desvendaram o Caso Watergate, que resultou na renúncia de Richard Nixon em 1974.

Por falar em advogados, um deles está mais para amigo urso, quis transferir Queiroz do presídio em Bangu, onde está seguro, para o quartel de batalhão da PM que, no Rio, todos têm ligações evidentes com milicianos, pois muitos deles estão nos quartéis. Tentativa de providenciar uma queima de arquivo? Prisão domiciliar também não é segura, ainda mais que pode ser, até, em Atibaia. Ou em um certo condomínio no Rio… Mas é claro, todo mundo acredita que a zeralhada não tem nada a ver com isso, né mermo? Não há nenhum indício… há vários!!!

 Após os episódios do sítio de Lula e de Queiroz, Atibaia (SP), anteriormente conhecida como “Terra do Morango”, passou a ser a “Terra dos Laranjas”.

 (CACALO KFOURI)

                                                               ***************

Copiadas do UOL

Adriana Araújo revelou assédio de político em 2017 e viveu drama pela filha

A jornalista deixou o telejornal depois de criticar o governo brasileiro pela falta de transparência na divulgação de dados sobre a pandemia do novo coronavírus. A Record, com se sabe, evita o confronto com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Após 11 anos de Globo a jornalista aceitou o maior desafio da carreira: ser âncora do “Jornal da Record”.

Desafio coisa nenhuma, foi a mesma bobagem que Sergio Moro fez ao aceitar o convite do coiso, quem não conhece os antecedentes do “evangélico” dono da emissora?

Zambelli crê que esquerda vota em Bolsonaro em eventual eleição contra Moro

“Eu vejo, sim, uma possibilidade da parcela da população das pessoas que pensam que são de esquerda virem para o Bolsonaro, porque perceberam no presidente uma pessoa preocupada com os mais pobres. As pessoas vão perceber que o Moro é uma figura difícil de ler. Você não sabe quando está feliz, triste, chateado. A população quer ver uma pessoa que você possa sentir, e acho que o Moro é uma pessoa inexpressiva nesse sentido”, complementou.

Mein Got, que raciocínio arrevesado! Mas, tem qum quê de verdade, apesar de o motivo ser outro, não o apresentado, votariam sim,  por um sentimento anti-Moro, parecido com aquele que levou os antipetistas a votarem no coiso. Quando os princípios éticos e morais são abandonados, quando o estômago e o coração prevalecem, estão abertas as portas do Inferno, tristeza que não falta na história deste país, sem presente, sem futuro, sempre voltando a um horroroso passado. Errar é humano, não aprender com os erros, quase sempre, é desonestidade intelectual, uma característica marcante da esquerda, é só consultar a História em qualquer época. A direita é uma desgraça, mas não finge que não é, confessa abertamente seu desprezível e abjeto modo de ser.

                                                               ***************

Copiadas do G1

Renato Feder(…) se reúne com Jair Bolsonaro e fala sobre os desafios do MEC

(…) É o não é o país da piada pronta? Pra aceitar cargo neste governo só se…

 Justiça Federal obriga Bolsonaro a usar máscara em espaços públicos do DF

Descumprimento implica multa de R$ 2 mil. Decisão se estende a servidores do governo federal

Em sendo multado, será que vai pagar? E se pagar, será com o dinheiro de quem, de quem? O meu, o seu, nosso dinheirinho (apud Ancelmo Gois), é claro.

Mulher de Queiroz não é encontrada em BH e Ministério Público e polícia de MG encerram buscas

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e o Batalhão de Choque da Polícia Militar (PM) encerraram as buscas por Márcia Oliveira Aguiar, mulher de Fabrício Queiroz, por volta das 10h30 desta terça-feira (23). As buscas ocorreram em Belo Horizonte e no município de São João de Meriti, na Baixada Fluminense.

Ela não foi encontrada em Belo Horizonte e segue foragida.

Já procuraram em Miami? Pode ter ido junto com Weintraub, o enviado, exilado é que não é.

 Covid-19 mata (???) e filho em intervalo de 11 dias no(*) Mato Grosso

 (*) Em MT, cara-pálida.

 (???) O Enigma da Esfinge, decifra o título ou te devoro! Faltou o pai, cara-pálida.

                                                                ***************

Copiada da revista Crusoé

O deslize da Vale

  “Como mencionei durante a ligação, o ambiente pobre de controle interno dá origem a fraudes”, escreveu um ex-executivo da Vale em um e-mail que pode custar bilhões à mineradora brasileira em um processo gigantesco em andamento na Justiça dos Estados Unidos. A mensagem indica um suposto acerto entre um então  diretor da Vale e um chefão da (Ernst & Young, uma das maiores empresas de auditoria do mundo)(*), para suprimir trechos de um relatório que apontavam o “mais alto risco de propina e suborno” em uma negócio na Guiné. Os e-mails de executivos da Vale, juntamente com o resultado de uma investigação feita por uma agência de inteligência privada, são a grande aposta do magnata israelense Beny Steinmetz para reverter uma indenização de 2 bilhões de dólares que um tribunal de Londres ordenou que ele pagasse à empresa brasileira. O empresário apresentou o material em um recurso movido na Justiça de Nova York no qual tentar livrar do pagamento da multa.

(*) Sinceramente, chefia, alguém em sã consciência acredita nessas auditorias? Elas funcionam, mais ou menos, na base de advogados de gente que foi pega em flagrante esfaqueando uma pessoa, com imagens gravadas em vídeo, e que sustentam ser o cliente inocente.

                                                                ***************

Copiadas do Estadão

Ex-mulher acusa Dudu de agressão; atacante nega

Boletim de Ocorrência diz que jogador do Palmeiras teria(!!!) dado socos na cabeça e no peito e puxões de cabelo na ex-companheira

(!!!) Não, cara-pálida, deu, ninguém faz B.O. de uma suposição. Se deu ou não é outra questão, mas na queixa está que houve a agressão.

Dudu negou a acusação. O atacante se diz inocente, afirma que a acusação é falsa e, por isso, se apresentou à polícia ontem, antes mesmo de qualquer intimação. “Vale ressaltar, ainda, que todas as inverdades relatadas à polícia teriam acontecido em local público, com câmeras de segurança e na presença de testemunhas, o que facilitará o esclarecimento dos fatos e o prevalecimento da verdade”, informa, em nota, a assessoria do atacante.

A assessoria de Dudu pisou na bola, são exatamente as câmeras de vídeo que mostram a agressão:

Burnley critica voo com faixa racista

(Ao invés)(XXX) de utilizarem o nome dos jogadores nas costas, as equipes do Campeonato Inglês adotaram a frase “Black Lives Matter”.

(XXX) Em vez, cara-pálida, desde quando usar frase em lugar do nome é o oposto, ao contrário?

Coluna do Estadão

Viagem de Weintraub esfria ‘armistício’

A nebulosa viagem de Abraham Weintraub aos EUA jogou água no chope reservado para, quem sabe um dia, celebrar o sonhado armistício entre Jair Bolsonaro e as instituições. Em conversa com a ‘Coluna’, um ministro do STF disse que o episódio indica a existência de uma (“índole delinquente” do governo, sempre tentando, por meio escuso, burlar as regras, “trapacear”)(*). Juristas acham que, de novo, o Executivo cruzou a linha amarela e cometeu crime de responsabilidade. Resta saber se foi com a anuência do presidente ou “apenas” da Casa Civil.

A eventual participação do general Braga Netto no episódio também conturbou o ambiente para a continuidade do diálogo aberto entre representantes das Forças e os demais Poderes, em especial, o Supremo Tribunal Federal.

(*) Trata-se de diplomacia à moda de Ernesto Araújo, não poderia ter resultado diferente, a perfeita descrição do que é o atual governo.

                                                               ***************

Copiada da Folha

Heleno nega ‘embaraços’ para troca da segurança no Rio, em versão que conflita com a de Bolsonaro

Em manifestação encaminhada à Polícia Federal no último dia 27, o ministro do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), general Augusto Heleno, assegura que o presidente Jair Bolsonaro não teve “óbices ou embaraços” em 2019 e em 2020 para mexer na equipe que faz sua segurança pessoal.

A afirmação vai na contramão daquilo que Bolsonaro diz ter sido o motivo de sua reação na reunião ministerial de 22 de abril, quando ameaçou interferir em órgãos de inteligência e disse que já tentou “trocar gente da segurança nossa no Rio de Janeiro oficialmente” e não conseguiu.

Xiii, e agora, coiso? Vai demitir o general? Não há um dia em que o coiso não seja pego na mentira.

                                                            ***************

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter