100 mil vidas, meio ambiente degradado, e um Brasil caso de polícia

O Brasil está em luto. Na maior tragédia de sua história, o país perde 100 mil vidas para a Covid-19 em menos de cinco meses. Mas, pergunta o coiso: “E daí?”. Ou declara Osmar Terra, ex-ministro da Cidadania: “Eu estou convencido que o pico é agora, e termina em maio, não é o apocalipse como estão prevendo”. Quem sabe, o ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos: “Os números são impactantes, mas nem por isso é instaurado um clima de terror”. Tudo isso sob os olhares complacentes do incompetente ministro interino – mas permanente, ninguém sério aceitará o cargo – da Saúde general Eduardo Pazuello.

 A capacidade que o ministro da Economia Paulo Guedes tem de fazer uso de argumentação despropositada só é superada por sua grosseira, o mais recente episódio – no caso junta as duas características – é a resposta que deu às críticas feita por norte-americanos à política ambiental brasileira: “Entendemos a preocupação de vocês (norte-americanos), porque vocês desmataram suas florestas. Vocês querem nos poupar de desmatar a floresta, como vocês desmataram as suas. Sabemos que vocês tiveram guerras civis, também tiveram escravidão, e só pedimos para que vocês sejam amáveis como somos amáveis. Vocês mataram seus índios, não miscigenaram”. Sim, o cruzados mataram árabes, os árabes invadiram parte da Europa, os belgas fizeram barbaridades na África, os espanhóis mataram maias e incas e esses fatos ocorridos há séculos são justificativas para que erros sejam cometidos em pleno século 21? Trata-se de um tosco que faz parte de um governo composto por seus iguais.

 Um bom retrato da selvageria, está na página B8 do Estadão (7), “A política do ódio”.

https://link.estadao.com.br/noticias/geral,a-politica-do-odio,70003390503

 O Estado de Israel ofereceu ajuda ao Líbano por causa da grande destruição lá acontecida devido à explosão de uma carga de nitrato de amônio e o fato está causando uma absurda discussão, é solidariedade ou hipocrisia? Por estranho que possa parecer, a posição mais equilibrada é a de Benyamin Netanyahu, “Este é o nosso caminho. Fazemos distinções entre regimes e o povo.” Aqui segue o link para ler a informação completa:

https://g1.globo.com/mundo/blog/sandra-cohen/post/2020/08/06/em-israel-debate-acalorado-sobre-solidariedade-ao-inimigo-libano.ghtml

 Na Folha de S.Paulo (7), pág. B10, um texto bem-humorado trata de uma triste família, “O melhor pai do mundo”.

https://renatoterra.blogfolha.uol.com.br/2020/08/06/uma-declaracao-para-aquele-que-sabe-que-os-filhos-justificam-os-meios/

Na mosca o comentário de um leitor na mesma edição da Folha  a propósito da candidatura petista à Prefeitura paulistana: “O problema não é o Jilmar Tatto em si, mas isso é tão família quanto os Bolsonaros. O império que os Tattos construíram na zona sul paulistana é vergonhoso. Deveriam se afastar da política por umas décadas. Só vivem disso. Chega de herança política.”.

 (CACALO KFOURI)

                                                           ***************

Copiadas da Folha

PMs de SP são suspeitos de forjar provas para prender inocente e aparecerem na TV

De óculos escuros e fuzil pendurado ao peito, o capitão da PM explicou à repórter de TV, em nova entrevista exclusiva, detalhes da prisão de um homem suspeito de ter estuprado e matado uma moça de 24 anos, Francisca Amanda Costa Silva.

Na TV, o capitão André Silva Rosa qualificou o testemunho como “de suma importância” para concluir que Santos tinha atacado Francisca Amanda no dia 29 de março, em São Mateus (zona leste de São Paulo).

As desconfianças surgiram quando, em 25 de abril deste ano —estando Clayton Santos preso desde 31 de março— outro morador de rua, Fernando Domingos dos Santos Dantas, 30, foi preso em flagrante, sob acusação de ter estuprado uma mulher de 36 anos na Cidade Líder, também na zona leste da capital.

Para a família de Clayton Santos, o capitão foi o responsável pela prisão e articulou a propagação da notícia. Ele teria repassado uma foto de Santos a uma equipe da TV Record, veiculada, sem distorções, como sendo do possível autor da morte de Francisca Amanda.

A irmã de Santos conta que “iriam matá-lo”. Ela então procurou pela advogada do irmão, Bethânia Belarmino, que levou provas de que Santos fora inocentado. “O nome dele estava na lista para morrer.”

Bethânia Belarmino confirma. “A Polícia Militar foi irresponsável nesse caso e quase decretou a morte de um inocente. Eu entrei em contato com a Record inúmeras vezes, todas sem sucesso. Eles têm por obrigação dar uma nota falando da inocência do Clayton, com a mesma ênfase com que o condenaram sem provas”, afirma.

A história se repete, e no caso da TV Record sempre como tragédia e farsa ao mesmo tempo, é assim que trabalha o jornalismo na TV do tremendamente cristão e evangélico Edir Macedo,  amigo e apoiador do coiso.

Sem comprovação contra Covid, túnel de desinfecção pode dar abatimento de IPTU em SP

Vereadores de São Paulo discutem um projeto de lei que institui uma Política Municipal de Sanitização para ajudar a cidade no controle da pandemia da Covid-19.

Dentre os elementos previstos no projeto de lei, estão os chamados túneis de sanitização ou desinfecção, estruturas que lançam um vapor ou gotículas com digluconato de clorexidina a 0,2%, um produto que seria capaz de eliminar vírus em superfícies.

O Conselho Regional de Química de SP, no entanto, tem se posicionado contra esses túneis, afirmando que não há comprovação de sua eficácia para desinfectar superfícies. Wagner Contrera Lopes, gerente de fiscalização da entidade, afirma que, mesmo que os produtos químicos desinfectem superfícies, não eliminam o vírus da pessoa que estiver contaminada, que vai continuar espalhando a doença, mesmo tendo passado por essas estruturas.

Lopes diz que, embora haja previsão para aplicação sobre a pele da clorexidina, não pode haver contato com os olhos ou com as vias respiratórias. “Pode provocar lesões na córnea e perda de visão. Em contato com as vias respiratórias, pode ter impacto no pulmão”, afirma.

Autor do projeto de lei, o vereador Camilo Cristófaro(*) (PSB) afirma que a situação da pandemia é grave e que embora o conselho de química tenha se posicionado contrariamente, há alto interesse na aprovação entre comerciantes, e que não há contraindicação no uso do produto.

A Anvisa publicou nota técnica em que diz que esse tipo de estrutura “não se mostra como uma ferramenta eficiente e que alcance os objetivos desejados, como é o caso das práticas mais simples e efetivas como a limpeza e desinfecção dos ambientes, da lavagem das mãos de forma frequente com água e sabonete ou da sua antissepsia com solução de álcool em gel 70%, bem como o uso de máscara facial pela população em geral.”

À Câmara, a Abralimp (Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional) também emitiu parecer contrário, recomendando a exclusão do artigo no projeto de lei.

(*) Outro negacionista da Ciência, todos os técnicos ouvidos negam a eficiência deste tipo de desinfecção e um deles o gerente de fiscalização do  Conselho Regional de Química de SP,  desmente a afirmação de que não há contraindicação no uso do produto, afirmou que “Pode provocar lesões na córnea e perda de visão. Em contato com as vias respiratórias, pode ter impacto no pulmão”. Dado o passado do edil, cabe a expressão latina quid prodest, eleições municipais estão na porta…

                                                             ***************

Copiadas do UOL

PF prende secretário de Transportes de SP em operação por fraudes na saúde

A Polícia Federal prendeu na manhã de hoje o secretário de Transportes Metropolitanos de São Paulo, Alexandre Baldy (PP), durante operação para desarticular um grupo de empresários e agentes públicos que realizavam contratações dirigidas, especialmente na área da saúde. Preso em São Paulo, Baldy é secretário da gestão do governador João Dória(!!!) (PSDB) desde o início do ano passado. Ele também já foi ministro das Cidades durante o governo de Michel Temer (MDB) e ainda deputado federal por Goiás.

(!!!) Eta ferro, Doria, cara-pálida.

O secretário ora preso foi escolhido pelo governador apesar de seu conhecido e pouco recomendável currículo – ou terá sido por isso, assim como fez o coiso ao escolher vários de seus ministros, um até já condenado pela Justiça, Ricardo Salles?

Seguem detalhes: participou de esquema de jogos de azar em Goiás comandado pelo empresário Carlos Cachoeira, de acordo com relatório da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) sobre o caso.

Baldy foi classificado como colaborador “da organização criminosa”, com base em gravações telefônicas da Polícia Federal feitas na Operação Monte Carlo. Nas conversas, Cachoeira se referia a Baldy como “menino de ouro”.

 A CPI resultou na cassação do mandato do senador Demóstenes Torres (DEM-GO), mas o relatório do petista Odair Cunha (MG), que pedia o indicamento de Baldy, foi rejeitado.

Também foi citado na delação premiada do doleiro Lúcio Funaro. De acordo com ele, o deputado participou de negociações para favorecer a Hypermarcas no Congresso. Baldy é casado com uma ex-integrante do bloco de controle da empresa.

                                                              ***************

Copiada do NTV                                                          

Promotora denuncia repórter da Record por crime de importunação sexual na TV

 A promotora Maria do Carmo Galvão de Barros Toscano, do Ministério Público de São Paulo, denunciou o repórter Gerson de Souza pelo crime de importunação sexual contra quatro jornalistas da Record, todas no ambiente de trabalho do programa Domingo Espetacular. A acusação foi protocolada na Justiça na última segunda-feira (3). Se condenado, pena é de prisão por até cinco anos. A denúncia é resultado de investigação policial aberta em maio do ano passado, quando 12 mulheres procuraram o departamento de Recursos Humanos da Record e afirmaram terem sido vítimas de assédio sexual por parte de Souza. Segundo elas, Souza as constrangia com toques físicos e palavras maliciosas. Há um ano e dois meses, ele causou revolta ao surpreender uma produtora com um beijo na boca.

Olha a TV Record aí de novo, gente! Muito triste quando o Jornalismo em vez de noticiar vira notícia.

                                                             ***************

Copiadas do G1

Sem Ministério Público, governo e TCU assinam cooperação técnica para acordos de leniência

Órgãos do governo e o Tribunal de Contas da União (TCU) assinaram nesta quinta-feira (6) cooperação técnica que muda o formato para fechar acordos de leniência, que as delações premiadas das empresas envolvidas em desvios de dinheiro público.

Que beleeeza!, diria o narrador Milton Leite (SporTV), 99% das ações em que cabem acordos de leniência tem gente do governo envolvida, as raposas vão tomar conta do galinheiro.

Desembargador volta a sair sem máscara e ironiza guardas: ‘Poluem a praia’

O desembargador Eduardo Siqueira, flagrado em vídeo humilhando um agente da Guarda Civil Municipal (GCM) após ser abordado por não usar máscara em Santos, no litoral de São Paulo, foi visto novamente desrespeitando o decreto. As imagens que mostram o magistrado sem máscara em uma praia da cidade foram obtidas pelo G1 nesta quinta-feira (6). Ao ser questionado pelo G1, Siqueira não negou que estava no local e debochou dos guardas, alegando que “não dá bola” e que eles “poluem a praia”.

Continua livre, pesado e solto, o Conselho Nacional de Justiça, como sempre, nada fez. O desembargador continua trabalhando, determinando o destino de pessoas e, pior, com o mesmo comportamento ofensivo. Vejam o vídeo:

                                                               ***************

Copiada da Coluna de Rubens Valente

André Mendonça se recusa a enviar relatório sobre antifascistas para o STF

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, se recusou nesta quinta-feira (6) a enviar ao STF (Supremo Tribunal Federal) cópia do dossiê feito pelo setor de inteligência da sua pasta sobre os policiais antifascismo e quatro “formadores de opinião”. Ele anexou dois pareceres do governo que falam na suposta necessidade de preservar o sigilo de documentação produzida pelo Ministério – novamente sem negar nem confirmar a existência do relatório.

Pode isto, Arnaldo? Ele não quer mostrar porque a invasão foi pior do que se imaginou, se bobear tem ministros no relatório manda prender, STF!

                                                              ***************

Copiada do band.uol.com.br

 Fabio Wajngarten detém criminoso após tentativa de assalto: “um bandido a menos na rua”

O secretário-executivo do Ministério das Comunicações, Fabio Wajngarten, sofreu uma tentativa de assalto nesta quinta-feira, 6, e conseguiu deter o criminoso até a chegada da polícia na região central de São Paulo.

Pena que não se pode dizer a mesma coisa em relação ao… bem, deixa pra lá…

                                                             ***************

Copiadas do Estadão

De fora 2

Segundo Alexandra, o Ocupa Rua escolheu área em que houvessem(Barrabás!) menos prédios residenciais, e quer melhorar a região como um todo.

(Barrabás!) Houvessem menos prédios porque haveriam menos pessoas, haveriam menos usos de calçadas, né mermo? Houvesse, zifia!

Reinfecção em brasileira intriga cientistas

Os sintomas foram concluídos(!!!) em dez dias e a paciente passou os 38 seguintes assintomática, trabalhando normalmente.

(!!!) Uau, Juvenal, nem a pau! Os sintomas cessaram, acabaram, passaram, tudo, menos o que escreveu, cara-pálida. Aonde vai parar o Estadão?

                                                             ***************

1 thought on “100 mil vidas, meio ambiente degradado, e um Brasil caso de polícia

  1. O Kfouri é inteligente, porém enviazado. Seus comentários trazem sempre um subtexto malandro com pesado viés esquerdista. É crime? De jeito nenhum – é seu direito – mas que enche o saco, enche.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter