Chumbo Gordo

Lembrando PC Farias

No início da crise que levaria ao impeachment de Collor, seu primeiro-amigo e tesoureiro de fé, PC Farias, mandou-lhe um recado: “Madame está gastando muito”. Madame era a esposa de Collor. O recado vale agora para Cláudia Cruz, apontada como responsável por gastos de US$ 60 mil só numa academia americana de tênis (no total, mais de um milhão de dólares saiu de seus dois cartões).

Enquanto Cunha se movimenta para sair da crise, Cláudia Cruz almoçava nesta sexta no ultracaríssimo restaurante Fasano, do Rio, com cinco amigos. Um era Gonçalo Torrealba, do Grupo Libra, um dos maiores operadores portuários do país. O PMDB, partido de Cunha, é há anos quem comanda os portos brasileiros.

Sair da versão mobile