Coiso fazendo coisices. General da Banda da Saúde, asneirices

 O Estadão (3) informa que, segundo o Ministério Público Federal, Arthur Lira (Progressistas-AL), o apoiado pelo coiso para presidir a Câmara Federal, liderou um esquema de  rachadinha  quando integrou a Assembleia Legislativa de Alagoas. O montante desviado chega a R$ 254 milhões. Ele sozinho  movimentou R$ 9,5 milhões em sua conta.As informações estão em uma ação penal a que Lira ainda responde na Justiça Estadual, sendo que já foi condenado pelo caso na esfera cível.

O líder do Centrão tem todas as características para ser líder do Centrão e merecer o apoio do coiso, líder de uma família profunda conhecedora de rachadinhas.

Se a carruagem da oposição continuar com o mesmo andar, o coiso não terá com o que se preocupar em 2022, é o PT na sua prepotente cegueira de sempre, Ciro Gomes atirando em tudo e todos, João Doria sinalizando de maneira evidente que sairá candidato.

 Na Folha de S.Paulo (2), pág. A10, “Gilmar toma lá, Maia dá cá”. Demolidor e para considerar.

https://www1.folha.uol.com.br/colunas/conrado-hubner-mendes/2020/12/gilmar-toma-la-maia-da-ca.shtml

 (CACALO KFOURI)

                                                              ***************

Pode isto, Arnaldo? Castração em massa?

Que sorte tiveram as moças, escaparam…

                                                              ***************

Copiadas da Folha

 Combate à Covid é ativo eleitoral, e PSDB deve sentar na(*) mesa principal para 2022, diz Doria

(*) Que falta de educação, é melhor sentar-se à mesa principal ou estar na mesa principal,  do jeito que está na primeira linha do texto.

O PSDB tem de estar sentado na mesa principal das discussões sobre a frente contra Jair Bolsonaro e a esquerda em 2022, e disposto a abrir mão da sua joia da coroa, o governo paulista.

Não encontramos fraudes que tenham alterado a eleição, diz secretário de Justiça dos EUA

 O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, ganhou nesta terça-feira (1º) um improvável aliado em seu caminho para a Casa Branca: o atual secretário de Justiça do país, William Barr, descartou que tenha ocorrido um esquema massivo de fraude para beneficiar o democrata na eleição de 3 de novembro.

Um dos mais fervorosos defensores de Donald Trump no governo, Barr disse que a investigação conduzida por seu departamento não encontrou irregularidades em quantidade suficiente para alterar o resultado do pleito.

Mais um a caminho do olho da rua…

                                                            ***************

Copiada do Blog do Ancelmo

64% dos cariocas teme(!!!) perder o emprego, aponta Fecomércio

(!!!) Barrabás, genial, o cara-pálida conseguiu desrespeitar as duas regras existentes, a horrorosa da concordância por proximidade e a lógica, com o número. É temem, cara-pálida.

                                                            ***************

Copiadas do G1

‘Não se fala mais em afastamento social’, diz Pazuello ao citar as eleições; declaração é criticada por especialistas

Ministro da Saúde apontou que eleições municipais geraram aglomerações, mas não houve registro de aumento dos casos de Covid-19. Números, porém, mostram alta nos diagnósticos.

Marching Band | E drum, RosenEste é outro que só abre a boca pra falar “sim, senhor” para o coiso ou asneiras. Merece o Prêmio Rei Juan Carlos, ¿Por qué no te callas?

Grande número de cidade apresentando UTIs lotadas e o general da banda sai-se com esta asneira.

 Comandante é diagnosticado com Covid-19, informa Exército

 O Centro de Comunicação Social do Exército informou nesta quarta-feira (2) que o comandante, general Edson Leal Pujol, foi diagnosticado com a Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.

No último fim de semana, Pujol sofreu uma queda enquanto andava a cavalo e fraturou o fêmur.

Caiu do cavalo duas vezes, literal e metaforicamente.

                                                            ***************

Copiada do UOL

 Martinho da Vila diz ter ficado contente por ter sido retirado da lista da Fundação Palmares

Excluído da lista de personalidades históricas da Fundação Palmares, Martinho da Vila, 82, diz ter gostado. “Tem uma frase que é racista: negro de alma branca. No caso dele cabe perfeitamente”, diz sobre Sérgio Camargo, presidente da instituição. “Fiquei contente, porque me desvincula completamente daquela organização que não é mais minha, nossa, entendeu?”.

Dizem que elogio em boca própria é vitupério, mas, leitor, eis o que o Mirando publicou há dois meses quando da publicação desta informação:

“Fundação Palmares retira nome de Benedita de lista de personalidades negras”

Com este desclassificado na presidência da fundação Benedita deveria sentir-se homenageada ao ter o nome retirado da lista.

É o sentimento que Martinho da Vila descreve.

                                                            ***************

Copiada do  notícias da tv

Processada por Marcos Harter, Globo é obrigada a abrir ‘caixa preta’(*) do BBB17

O Mirando vai consultar a juíza sobre a possibilidade de obrigar jornalistas a estudar português antes de publicar alguma coisa. Caixa-preta, cara-pálida. No texto também está errado.

                                                            ***************

Copiada do Estadão

Cadastro vazado tinha ofensas a políticos

A base de dados com informações pessoais de mais de 200 milhões de brasileiros que ficou exposta por uma falha de segurança em um sistema do Ministério da Saúde sofreu adulterações para a inclusão de termos ofensivos nos registros de políticos de esquerda e artistas.

Há dois registros no nome da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Em um deles, o campo “nome social” foi preenchido com o xingamento “motherfucker”. No outro, o nome social aparece como “Vai Bolsonaro”. No registro da ex-deputada federal Manuela D’ávila (PCdoB), os dados pessoais estão corretos mas o nome social aparece como “petista” e o nome do pai foi adulterado para “Luis Inacio Pingaiada da Silva”.

A apresentadora Xuxa Meneghel também sofreu ataques. No seu registro, o nome do seu pai (Luis Floriano Meneghel) foi adulterado para “Luiz Floriano Bolsonaro” e o campo “nome social” foi preenchido com o termo “petista sfda” (em linguagem usada na internet, a interpretação mais provável seria “petista safada”).

Em vista do teor das alterações tudo leva a crer que a invasão foi feita  por algum coisiforme.

                                                            ***************

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter