Agora quem dá bola é o Santos…Coluna Mário Marinho

AGORA QUEM DÁ BOLA É O SANTOS…

COLUNA MÁRIO MARINHO

Estamos apenas na 12ª rodada do extenso e extenuante Brasileirão.

Portanto, muito cedo para qualquer comemoração, para qualquer afirmação concreta.

Porém, há que se festejar não apenas a ascensão do Santos à liderança mas, principalmente, o futebol apresentado pelo time dirigido pelo irrequieto Jorge Sampaoli.

A vitória deste domingo foi sobre o fraco Avaí, time dos corações do ídolo Guga e do jornalista JB Telles.

Mas a forma de jogar do Santos não difere muito de jogo para jogo, independente do tamanho ou da colocação na tábua de classificação do adversário.

É um futebol gostoso de se ver, de um time que joga com leveza e sempre à procura do gol adversário.

Essa procura se dá de modo natural e, parece, sem esforço.

É o que acontece quando a tarefa é desenvolvida com natural competência.

Quem assiste a um jogo de tênis do Djokovic, por exemplo, tem a impressão de que ele não faz o menor esforço. Dá até para considerar que jogar tênis é fácil.

Parece, mas, só parece.

Santos fez 1 a 0 logo no começo do jogo.

Mas, cerca de 20 minutos depois levou o empate num belíssimo gol, resultado de jogada criativa e bem elaborada pelo ataque catarinense.

Guga ainda comemorava o empate quando o time de Pelé fez o segundo gol – uma jogada de arte.

Chegou aos 3 a 1 com tranquilidade e assumiu a liderança do Brasileirão graças a mais um tropeço do Verdão.

O Santos tem sido assim e tomara que assim continue para alegria de quem gosta de futebol e em homenagem a um time que teve o mundo a seus pés.

O pequeno
BailarinoImagem relacionada

 

O venezuelano Yeferson Julio Soteldo Martínez em apenas 1,60 metro de altura.

É o jogador de menor estatura no campeonato brasileiro.

Grandes jogadores não precisam, necessariamente, serem grandes no tamanho.

Messi tem 1,70 metro de altura. Pelé, o maior de todos, é apenas 3 centímetros maior que Messi.

O polêmico Maradona tinha 8 centímetros a menos que Pelé: 1,65.

Romário, certamente o maior baixinho do mundo, jogou com seus respeitáveis 1,67 metro.

Neymar não é nenhum gigante: 1,75.

Já Ronaldo, o Fenômeno, tem 1,83 metro ótima altura para os padrões do futebol.

Mas, o pequeno Soteldo, de 22 anos, é um gigante na rapidez e nos dribles.

Quando a bola chega a seus pés, o adversário sabe o perigo que representa e procura se amontoar para roubar-lhe o espaço.

Aí, acontece de algum companheiro seu ficar desmarcado e livre para receber a bola.

Ou então, como aconteceu no lance do segundo gol santista, o endiabrado baixinho parte para cima dos três adversários e apronta um salseiro sem igual que culmina com a bola nas redes.

Veja os gols do Fantástico

Ah!,
As meninas

O campeonato brasileiro de futebol feminino continua sendo discreto e anonimamente disputado.

Seus jogos continuam atraindo pouca atenção da mídia e, consequentemente, pouco público.

O Corinthians, atual campeão, lidera a competição: venceu 13 de seus 14 jogos e perdeu 1. Acumula 39 pontos.

Em segundo lugar está o Santos, com 37.

3º – Kinderman- SC, 33.

4º – Flamengo, 29.

5º – Internacional, 28 – para ficar nos cinco primeiros colocados.

No próximo fim de semana, o líder Corinthians recebe o Vitória, enquanto o vice-líder, Santos, vai a São José dos Campos onde enfrenta o São José.

—————————————————————————————–

FOTO SOFIA MARINHO

Mário Marinho – É jornalista. Especializado em jornalismo esportivo, foi durante muitos anos Editor de Esportes do Jornal da Tarde. Entre outros locais, Marinho trabalhou também no Estadão, em revistas da Editora Abril, nas rádios e TVs Gazeta e Record, na TV Bandeirantes, na TV Cultura, além de participação em inúmeros livros e revistas do setor esportivo.

(DUAS VEZES POR SEMANA E SEMPRE QUE TIVER MAIS
 NOVIDADE OU COISA BOA DE COMENTAR)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *