Sandices a granel para a colheita da imprensa. Um governo prodígio, na Mira e no alvo

Imagem relacionada A última sandice disparada por bolsonaro – “Se presidente da OAB quiser saber como pai dele desapareceu na ditadura, eu conto, diz Bolsonaro” – é uma prova irrefutável do tamanho de sua incapacidade e inadequação para estar no cargo que ocupa. Os jornais noticiam que Fernando Haddad, Flávio Dino e Gulherme Boulos pedirão o afastamento de Sergio Moro e Deltan Dallagnol, estão errados, peçam o de bolsonaro por falta de decoro.

 N’O Globo: “Relatório da Aeronáutica desmente Bolsonaro sobre vítima da ditadura” https://blogs.oglobo.globo.com/bernardo-mello-franco/post/relatorio-da-aeronautica-desmente-bolsonaro-sobre-vitima-da-ditadura.html

 Dizia o presidente Juscelino Kubitschek que “Governar é eleger prioridades”. O atual, cuja agenda incluia reunião com o ministro de Negócios Estrangeiros da França, país cujo apoio é fundamental para a assinatura do Acordo Mercosul-UE, preferiu ir cortar cabelo…Resultado de imagem para barbeiro animated gifs

 Segundo matéria publicada na Folha de S.Paulo, em 10 dias, declarações de Bolsonaro têm preconceito, dados falsos e sarcasmo:

https://www1.folha.uol.com.br/poder/2019/07/em-10-dias-declaracoes-de-bolsonaro-tem-preconceito-dados-falsos-e-sarcasmo-relembre.shtml

 É provável que até o fim do dia haja mais uma declaração inadequada, comemoração pela morte de 57 prisioneiros em presídio de Altamira (PA). Adaptando um velho ditado, de onde se espera qualquer coisa é que sai qualquer coisa mesmo.

Se a cúpula de segurança do Pará previa confronto de facções por que nada fez para evitá-lo? Achou que seria um método rápido para resolver o problema de superlotação no presídio?

 Informa o Estadão que o CNJ vai se mudar para um imóvel ao custo de R$ 23,3 milhões anuais. Muito dinheiro para abrigar um órgão que não funciona. entra ano, sai ano e Brasília não muda, continua a ser a Ilha da Fantasia.

 Parece que foi iniciado um campeonato mundial de declarações, sendo educado, inadequadas, o daqui, o de lá de cima e, com um novo partícipe, o outro loiro recém-empossado do outro lado do Atlântico. E pensar que falavam mal das loiras…

 (CACALO KFOURI)

 

                                                          ***************

Na Folha

 Bolsonaro põe em dúvida assassinato de líder indígena waiãpi em conflito no Amapá

 Invasores têm armas e tomaram aldeia, dizem Funai e indígenas

São dois casos gravíssimos, um é o assassinato do cacique, o outro, tão grave como, a fala de bolsonaro antes de qualquer investigação. É sempre bom lembrar que põe em dúvida a informação da Funai, cujo presidente foi nomeado por ele dias atrás, e é apresentada dias

após ter dito que é mentira um episódio mais que confirmado, as torturas a que a jornalista Miriam Leitão foi submetida durante a ditadura militar.

 Procuradoria diz que não há indício de invasão de terra indígena Waiãpi

 Documento da Funai (Fundação Nacional do Índio) afirmava que um grupo de até 15 pessoas armadas com armas de grosso calibre teria invadido a Terra Indígena, tomado uma aldeia e feito incursões para intimidar índios.

Quem está sendo imprudente e incompetente? Pode até ser verdade, o que é difícil, mas as atitudes bolsonarescas levam a sempre duvidar de tudo.

 Se presidente da OAB quiser saber como pai dele desapareceu na ditadura, eu conto, diz Bolsonaro

 “Por que a OAB impediu que a Polícia Federal entrasse no telefone de um dos caríssimos advogados? Qual a intenção da OAB? Quem é essa OAB? Um dia, se o presidente da OAB quiser saber como é que o pai dele desapareceu no período militar, conto pra ele. Ele não vai querer ouvir a verdade. Conto pra ele.”

 Felipe é filho de Fernando Augusto Santa Cruz de Oliveira, desaparecido em fevereiro de 1974, depois de ter sido preso junto de um amigo chamado Eduardo Collier por agentes do DOI-CODI, no Rio de Janeiro.

Não precisa contar, qualquer pessoa que saiba 2 com 2 conclui que morreu assassinado pela ditadura militar. Junte-se isso com as “dúvidas” também se pode facilmente concluir algo a respeito da personalidade bolsonaresca.

 Ala do Congresso trabalha para derrubar norma que prevê expulsão de estrangeiro ‘perigoso’

 (…). Na linha de frente da articulação, aliados do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), classificam a medida como autoritária e sintomática de falta de sensibilidade política do ministro da Justiça.

É mais que falta de sensibilidade política, é norma terrivelmente terrível, quem definirá quem é estrangeiro perigoso, ele, o chefe dele?

Ibama vai lançar edital para contratar satélite para monitorar desmatamento na Amazônia

 Anúncio ocorrerá em meio a críticas que Jair Bolsonaro tem feito ao Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais)

Se for tentativa de desmentir as informações do Inpe será um furo n’água, satélites não respeitam fronteiras, qualquer país estrangeiro tem como medir o desmatamento na Amazônia.

 Frigorífico que foi interditado volta a ganhar licitações da merenda em SP

 Gestão Doria também deixou no papel projeto para que chefs ajudassem nos menus de escolas

A empresa NS Alimentos foi interditada pelo Ministério da Agricultura no dia 30 de janeiro, após fiscalização constatar fraude econômica —que consiste na venda de um produto diferente do que o informado, ou em quantidade menor, com a injeção de outros produtos como salmoura (solução de água saturada com sal).

Mesmo assim a empresa voltou a participar de licitações nos últimos três meses e ganhou a maior parte das concorrências abertas para o fornecimento de carne bovina e suína às escolas.

Os nove lotes nos quais a NS venceu a concorrência totalizam R$ 23,9 milhões.

Continua o mesmo, blefou na prefeitura e agora blefa no governo do estado. E pensar que ele pensa em ser o adversário de bolsonaro nas próximas eleições presidenciais. Oh, céus!

 Witzel diz que ‘teria dado um tiro na cabeça’ de morador de rua que esfaqueou dois no RJ

 Que valentão! Cuide dos malfeitos que acontecem sob seu nariz dia após dia e não faz nada, só diz que faria em relação ao que não pode e não deve fazer.

                                                           ***************

No G1

Homem que consta como dono de empresa que fechou contrato milionário com o RJ é vendedor de frutas

O argumento da presidência da Suderj para fazer um contrato de emergência não convenceu o departamento jurídico da própria Suderj, nem a Procuradoria-Geral do Estado, órgão do governo responsável por analisar contratos públicos.

Documentos obtidos pela GloboNews mostram que o presidente da Suderj, Marcelo da Fonseca Salgado, foi alertado sobre irregularidades no processo. Além disso, foi avisado que a licitação seria o “melhor caminho”. No entanto, ignorou as avaliações técnicas.

Licitação foi aberta

Em um parecer, a PGE informa que uma licitação chegou a ser aberta pela Suderj em janeiro para a contratação de serviços de limpeza. O processo, porém, ficou parado entre março e maio, sem nenhum motivo.

O documento da PGE aponta também “que não existe justificativa para que a licitação ainda não tenha sido realizada”.

A conclusão da procuradoria é de que não ficou “caracterizada a hipótese de contratação por dispensa de licitação”.

Mais uma farsa acontecida sob o nariz de W2. No caso, a personagem da ilegalidade parece piada pronta, vendedor de frutas, marmelada é doce de fruta, marmelo. E tudo foi descoberto porque a “maldita e mentirosa” imprensa cumpre o papel que deveria ser exercido pelas autoridades, investiga e descobre os podres.

                                                            ***************

No Estadão conteúdo

Morte de cacique ‘será devida e completamente’ apurada pela PF, diz Moro

Com a mesma presteza e eficiência com que descobriu os hackers?

                                                           ***************

No Lei em Campo

Por que Lei Geral que ataca corrupção no esporte não anda

Ora, ora, ora, vou responder dis costa, porque sobraria pouca gente fora das grades, no esporte e fora dele também.

 

                                                            ***************

No Blog do Ancelmo

 Após sofrer corte do governo, universidade anuncia que não dará mais bolsas de estudo

 Após um corte de 41% no financiamento que recebia do governo estadual, a Universidade do Alasca, nos EUA, anunciou que não mais oferecerá aos (*) estudantes aos(!) bolsas de estudo que havia prometido.

(*)(!) Que cachorrada, não?

                                                              ***************Imagem relacionada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *