Terremotos de dia, de tarde, de noite. E a gente treme quando eles falam

Resultado de imagem para terremoto animated gifs Em uma clara demonstração de que o Congresso não vai curvar-se à “diplomacia bolsonaresca” de ameaças e chamamentos a manifestações contra ele, a Casa derrubou, ontem  (11), o veto de 00 a um projeto de lei do Senado, que aumenta de 25% do salário mínimo para metade do mínimo o limite da renda familiar per capita para idosos e pessoas com deficiência terem acesso ao Benefício de Prestação Continuada (BPC). A crise atual até poderia ser motivo para manutenção do veto, para não aumentar as despesas do governo, mas a refinada maneira de a Presidência relacionar-se com parlamentares e mais o fato de que o país está em ano eleitoral foram fatores preponderantes para a derrota do aprendiz de Trump que, diferentemente dele, tem maioria no Senado.

 Uma perfeita descrição de bolsonaro e bolsominions: na Folha de S.Paulo (11), pág. A2, “Receita de impeachment”,  

https://www1.folha.uol.com.br/colunas/ruycastro/2020/03/receita-de-impeachment.shtml

 Frase copiada do jornalista Bernardo Mello Franco (O Globo): “Diante da crise, Jair age como um Bolsonaro”.

A TV Globo tem mostrado reportagens sobre loteamentos clandestinos no Rio e em São Paulo, áreas enormes invadidas e desmatadas, com milhares de construções irregulares. É impossível que tais irregularidades aconteçam sem a conivência das autoridades, não há como esconder as violações, são muito evidentes, somente os que têm obrigação de evitá-las não as veem, melhor dizendo, veem, mas, por motivos óbvios, fingem que não. E isso envolve gente dos atuais e antigos governos, não começou agora.

É inquestionável que é obrigação do Poder Público abrigar  aqueles que perdem suas casas em desabamentos devido a fenômenos naturais, mas o fato de sempre fazerem isso em escolas públicas, em que as aulas ficam suspensas por muito tempo, dá bem uma noção da desimportância da Educação para as autoridades.

(CACALO KFOURI)

                                                             ***************

                                                               ***************

Copiadas do UOL

 Governo reduz projeção de PIB de 2,4% para 2,1% em 2020, após coronavírus

 Que (mau) humorista será contratado para se juntar ao tragicômico para anunciar o pibinho?

 Ontem, o ministro da Economia, Paulo Guedes, enviou mensagem aos presidentes da Câmara e do Senado pedindo que acelerem a pauta de reformas diante da crise provocada pelo surto do coronavírus, destacando que os projetos são necessários para resguardar a economia do país.

Ué, por quê, a crise não é fantasia?

 O governo age como aquele tipo de treinador de time de futebol que declara “eu ganhei, nós empatamos, vocês perderam.”. Quer impor medidas e, quando são rejeitadas, tenta dividir ou atribuir a responsabilidade ao Congresso.  O Orçamento Impositivo, até o momento, teve três propostas apresentadas, uma delas com pedido para que fosse rejeitada e, agora, pasmem, deputados, incluído 02, assinaram pedido para que seja retirada! Ainda não foram apresentadas propostas das reformas administrativas e fiscais. Resumindo, o pedido é para que acelerem o que não existe.

 Harvey Weinstein foge(*) da pena máxima e é condenado a 23 anos de prisão

 Mein Got, o cara-pálida desconhece que, apesar de sinônimas, as palavras têm de ser usadas de acordo com o contexto.  Ele escapou, no caso, significa que livrou-se e não que  fugiu, evadiu-se, escafedeu-se. Mais uma criação de quem cuida da capa do UOL, no título da matéria não há a mancada.

 Stycer: Jornalismo bem feito(*) abriu o caso e levou à condenação de Weinstein

 (*) E que tal texto benfeito, cara-pálida? É adjetivo, seria bem feito se houvesse um verbo a precedê-lo, locução adverbial.

 Ministro compara risco de coronavírus em protestos a metrô e festa de forró

 O ministro da Saúde, Henrique Mandetta, comentou hoje o risco de contágio por coronavírus durante as manifestações programadas para o domingo (15) Ele comparou a aglomeração dos protestos ao uso do transporte público em horário de pico e a festas de forró.

É impressionante a capacidade dos atuais ministros de falar asneiras, mesmo aqueles que têm alguma competência, comparar o uso de transporte público com manifestações e festas é confundir Germano com gênero humano, as pessoas usam metrô para trabalhar, obrigação, já a presença em  festas e manifestações é voluntária. Em um momento em que o próprio ministro recomenda que aglomerações sejam evitadas, a declaração é uma sandice do tamanho da irresponsabilidade dos que convocam as manifestações.

Governo articula fim de votações para evitar mais derrotas no Congresso

 É mais provável que, dada a falta de capacidade da tropa governamental para negociar, as votações aconteçam em maior número.

                                                             ***************

Resultado de imagem para terremoto animated gifs

Copiadas da Folha

 Ex-PM herói de Bolsonaro tinha contas pagas por milícia, revelam documentos

 Material foi apreendido no escritório de um dos responsáveis pelas finanças de grupo criminoso

O texto da Folha sugerido na abertura do Mirando faz com que isto dispense comentários.

 Governo Bolsonaro usa conta oficial nas redes sociais para defender ato deste domingo

 A pauta principal da manifestação é a defesa do presidente, mas parte dos organizadores ataca Legislativo e Judiciário

Juro, se um dia tiver alguma coisica, por menor que seja, que mereça elogio, elogiarei, mas tenho certeza de que não corro esse perigo (ou seria “certeza de que não correria” como apreciam os que duvidam até de afirmações sobre fatos provados?.)

 Advogado de Bolsonaro integrava TSE na época de suposta fraude

 Admar Gonzaga diz que confia nos ministros e nele mesmo, mas que é preciso investigar denúncias do presidente

Comecem por Admar, então…

 A esquerda não pode depender do que o Lula vai dizer ou fazer, diz Boulos

 Líder do MTST quer disputar a Prefeitura de São Paulo pelo PSOL e ampliar os protestos de rua contra Bolsonaro

Que ingênuo, a esquerda sempre – e não é só aqui – precisou de um demiurgo, é só ler os livros de História.

 Mudando de pato a ganso, se houver cinco candidatos disputando a Prefeitura, Boulos chegará em sexto lugar…

                                                               ***************

Copiadas do G1

 STF identifica 12 perfis que disseminam ofensas e ameaças padronizadas contra ministros

 Objetivo agora é apurar quem são os financiadores. Perfis em redes sociais foram identificados após laudo técnico. Nomes são mantidos em sigilo. Inquérito não tem prazo para terminar.

Recomendo educadamente a quem escreveu o texto sobre o assunto no Estadão e comentado no Mirando de ontem que leia esta matéria com toda a atenção e aprenda que não se fazem  suposições sobre afirmações:

https://g1.globo.com/politica/noticia/2020/03/11/stf-identifica-12-perfis-que-disseminam-ofensas-e-ameacas-padronizadas-contra-ministros.ghtml

 Desembargadora do TJ suspende investigação contra(*) Flávio Bolsonaro

A desembargadora Suimei Meira Cavalieri, da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), determinou a suspensão das investigações sobre(*) rachadinha do senador Flávio Bolsonaro (RJ) até que o colegiado julgue o assunto.

(*) O autor do texto acerta e o editor que cuida da capa erra, estará o G1 com inveja do UOL?

 Cara-pálida, se a investigação ou o inquérito forem contra serão viciados, parciais.

Veja o que diz o Aurélio:

investigação
[Do lat. investigatione.]

Substantivo feminino.
1. Ato ou efeito de investigar; busca, pesquisa.
2. Indagação minuciosa; indagação, inquirição.

inquérito
Substantivo masculino.
1. Ato ou efeito de inquirir.
2. Conjunto de atos e diligências com que se visa a apurar alguma coisa; sindicância.

 Note o que traz sobre contra – só colarei o que interessa:

contra

[Do lat. contra.]
Preposição.
1. Em oposição a; em luta com:
2. Em contradição com:
4. Em posição contrária ou hostil a::
12. Em objeção ou oposição a:


Advérbio.


                1. De modo desfavorável; desfavoravelmente:

                                                                ***************

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *