Tóquio e os Jogos Olímpicos. Por Laurete Godoy

TÓQUIO E OS JOGOS OLÍMPICOS

LAURETE GODOY

… No dia 24 de março de 2020, o governo japonês e o Comitê Olímpico Internacional, de comum acordo, decidiram adiar a XXXII Olimpíada da Era Moderna.  Jamais anteriormente ocorrera adiamento dos Jogos Olímpicos de Verão, mas a medida foi oportuna, necessária e aconteceu por causa de um vírus que estava se espalhando pelo mundo há alguns meses.

Sempre ouvi dizer que uma bomba não cai duas vezes no mesmo lugar.  Ledo engano! Cai sim. De uma forma ou de outra, por um motivo ou por outro, de vez em quando isso acontece.  E neste ano de 2020, no movimento olímpico, com um intervalo de oitenta anos, ocorreu com a capital do Japão, cidade-sede da XXXII Olimpíada da Era Moderna.

Mas, para contar essa história, é preciso voltar no tempo, chegar ao ano de 1936 e falar sobre os XI Jogos Olímpicos da Era Moderna. Foram muito intensos os problemas e controvérsias que antecederam o evento, por causa da política discriminatória de Adolf Hitler, ditador da Alemanha desde 1934. Essa evidência contrariava clamorosamente os princípios olímpicos, pois, ao reinstituí-los em 1894, o Barão Pierre de Coubertin declarou: “Atletas amadores de todas as partes do mundo deverão, uma vez mais, competir de quatro em quatro anos, sem nenhuma restrição de raça, religião, classe social e riqueza.”. Havia muitas restrições na Alemanha de Hitler e isso era preocupante.

Porém, o evento foi realizado, o público afluiu maciçamente às manifestações esportivas, a perfeita organização superou as mais otimistas expectativas e, tecnicamente, os Jogos de Berlim foram os mais perfeitos de todos realizados até então. Em Berlim foi realizada a 35ª Sessão do Comitê Olímpico Internacional e, na oportunidade, os Jogos seguintes foram concedidos à cidade de Tóquio.

 Uma comissão de especialistas alemães seguiu para Tóquio a fim de ajudar os japoneses e os preparativos para a grande festa esportiva estavam caminhando em ritmo acelerado. Mas o conflito com a China iniciado em julho de 1937, gerou a Segunda Guerra Sino-Japonesa e levou os japoneses a desistirem do direito de realizar o evento. Eles encaminharam ao COI o seguinte documento: “Embora nosso governo tenha demonstrado sempre desejo de organizar os Jogos Olímpicos, não temos alternativa senão declinar do direito de celebrar em nosso país os Jogos da XII Olimpíada, em face das presentes circunstâncias. A nação necessita mobilizar ao máximo todos os seus recursos espirituais e materiais, para atingir o último e decisivo objetivo da presente campanha.”.

Imediatamente Helsinque foi indicada, mas os XII Jogos Olímpicos da Era Moderna não se realizaram, porque em setembro de 1939 teve início a II Guerra Mundial.

…Como há oitenta anos, desta vez não apenas Tóquio, mas o mundo inteiro “necessita mobilizar ao máximo todos os seus recursos espirituais e materiais, para atingir o último e decisivo objetivo da presente campanha.”. E o objetivo da presente campanha é combater o coronavírus, cuja epidemia começou onde?  Justamente na China.

Em 1964, os japoneses tiveram a honra de sediar os Jogos Olímpicos, e o fizeram de maneira primorosa.  Em clima de alegria, organização, aperfeiçoamento técnico, cortesia e meticulosidade demonstraram ser excelentes anfitriões. E, desde setembro 2013, quando Tóquio foi escolhida sede da Olimpíada de 2020, os nipônicos preparavam-se para mostrar ao mundo globalizado um espetáculo grandioso. A Cerimônia de Abertura estava marcada para o dia 24 de julho de 2020, o entusiasmo já estava tomando conta do mundo esportivo e gerando excelentes expectativas. Tudo seguia nesse passo…

Porém… No dia 24 de março de 2020, o governo japonês e o Comitê Olímpico Internacional, de comum acordo, decidiram adiar a XXXII Olimpíada da Era Moderna.  Jamais anteriormente ocorrera adiamento dos Jogos Olímpicos de Verão, mas a medida foi oportuna, necessária e aconteceu por causa de um vírus que estava se espalhando pelo mundo há alguns meses.

No ano de 1940, Tóquio desistiu de sediar os Jogos Olímpicos por causa de uma guerra contra a China. Em 2020 a cidade de Tóquio é obrigada a adiar a linda festa que estava preparando, por causa também de uma guerra, que desta vez é viral, e começou na cidade chinesa de Wuhan.

Como há oitenta anos, desta vez não apenas Tóquio, mas o mundo inteiro “necessita mobilizar ao máximo todos os seus recursos espirituais e materiais, para atingir o último e decisivo objetivo da presente campanha.”. E o objetivo da presente campanha é combater o coronavírus, cuja epidemia começou onde?  Justamente na China.

Concordam comigo? A bomba cai, ou não cai duas vezes no mesmo lugar?

___________________________________________________________________

                     Resultado de imagem para lAURETE gODOY

 

Laurete Godoy é panathleta, pesquisadora e escritora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter