Governo bem genocida, população alheia: cheiramos mais desastres à vista

nose smelling on Make a GIF Vale ler este artigo que está na pág B4 do Estadão de hoje (3), “Os vilões”.

https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,os-viloes,70003352554

 Duas novas personagens na Lava Jato, o senador José Serra e sua filha Verônica, suspeitos de recebimento de lavanderia internacional de pecúnia. Uma personagem é a de sempre, a Odebrecht, e o dinheiro, segundo o Ministério Público Federal, tem origem nas obras do Rodoanel Sul. Segundo informações obtidas pelo jornalista Jamil Chade, os advogados de defesa de Serra tentaram impedir que as informações da Suíça chegassem aos procuradores brasileiros, o que alongou o processo. Olha eles aí de novo…

 Não é implicância, é curiosidade, por que o pessoal da TV Globo fala “Rádial” Leste, Jôrnal Nacional, “mêdição” de temperatura?

 (CACALO KFOURI)

                                                              ***************

Assim como no caso do Ministério da Saúde, está difícil encontrar alguém honesto e competente que aceite ser ministro deste desastre que é a Presidência da República.

                                                  ***************

Copiada do Band.com

 Bolsonaro sanciona, com vetos, lei que obriga o uso de máscaras

 A sanção foi publicada na madrugada desta sexta-feira, 03, no Diário Oficial da União

Jair Bolsonaro sanciona, com vetos, a lei que obriga o uso de máscaras em espaços públicos, transportes públicos como táxis, carros de aplicativos, ônibus, aeronaves e embarcações fretadas.

A sanção foi publicada na madrugada desta sexta-feira, 03, no Diário Oficial da União. O presidente, porém, vetou a obrigatoriedade do uso do uso de máscaras em órgãos e entidades públicos e em estabelecimentos comerciais, industriais, templos religiosos e demais locais fechados.

 É um genocida nato. Como reza o chavão, na calada da noite, quando coisas absurdas costumam acontecer. Os evangélicos devem estar felizes, poderão morrer em estado de graça, rezando…

 E o que significa “demais locais fechados”? Por exemplo, condomínios estão incluídos? Estão liberadas festas com a turma sem máscara? Pobres síndicos, mais um abacaxi a descascar.

                                                            ***************

Copiadas da Folha

Informações inseridas no currículo Lattes são autodeclaradas e raramente verificadas

Questão central da demissão do ex-ministro da educação(*), plataforma reúne currículos de pesquisadores

A plataforma Lattes, que esteve no centro da demissão de Carlos Alberto Decotelli do Ministério da Educação(*) após a revelação de falsidades em seu currículo acadêmico, funciona com informações inseridas pelo próprio autor sem verificação de veracidade. Não são exigidas cópias de diplomas ou documentos comprobatórios de vínculos empregatícios, como contratos ou cartas de empregadores.

(*) Por que a discrepância? O lógico é em caixa-alta, pois não?

Trata-se, então, da plataforma “Morddes” mas não “Lattes”.

Ocupação de UTI volta a subir e supera 80% em 13 capitais

Cidades começam a recuar de medidas de flexibilização após aumento de casos

É o que Nelson Rodrigues chamaria de óbvio ululante, estava na cara que o resultado seria esse. Por que na cara? Porquê, apesar da martelação na TV, nos jornais, em cartazes, nada convence boa parte das pessoas que a máscara não serve para nada se usada no queixo. O brasileiro, parece, é infenso ao comportamento certo, “fazer o errado é comigo mesmo!” é o lema.

 Método da inteligência brasileira para avaliar novos integrantes do governo se resume a ‘dar um google’

 Agentes verificam condenações ou dívidas, mas não analisam currículos nem antecedentes profissionais

É melhor, então, fechar a Abin e o GSi pra economizar verba ou então trocar o “i” por “b”, burrência.

                                                              ***************

Copiadas do UOL

De Adidas a Unilever: veja quem participa do boicote ao Facebook

A lista de empresas que anunciaram um boicote publicitário ao Facebook não para de crescer. Desde o lançamento do movimento Stop Hate For Profit (“pare de dar lucro ao ódio”, em tradução livre), no meio de junho, mais de 240 marcas se uniram à iniciativa, que exige que a rede social seja “menos complacente” com mensagens de ódios publicadas na plataforma. Marcas como Adidas,Volkswagen, Coca-Cola, Diageo, Ford e Unilever são algumas das principais empresas que anunciaram o boicote às redes sociais, independente da adesão ao movimento – confira abaixo uma lista mais completa de quem deixará de anunciar nas plataformas.

É isto que pode acabar com fake news e violência nas redes sociais, doer no bolso, lei, como estão tentando por acá não funcionam. Never forget, palefaces, money makes the word go round, go round.

 Depoimento de Queiroz contradiz Wassef sobre saída do gabinete de Flávio

Em depoimento prestado ontem à Polícia Federal, Fabrício Queiroz disse que saiu do gabinete de Flávio Bolsonaro na Alerj, em outubro de 2018, porque estava “cansado” de atuar como assessor parlamentar.

A explicação contradiz a justificativa dada pelo advogado de Flávio, Frederick Wassef, em entrevista ao UOL, em 20 de maio. Wassef alegou, então, que Queiroz saiu junto com outros funcionários do gabinete porque era “fim de mandato” e também porque ele “tinha” que voltar à Polícia Militar, seu órgão de origem, para passar à reserva e receber aposentadoria.

IRONIAS INCERTAS: Pinóquio(Holandinha),Soldadinho de Chumbo(Dino ...Que tipo de livro escreveria hoje Colodi, autor de “Pinóquio”? Que tradução de “Say isn’t so”, clássico da música norte-americana,  faria Raul Roulien em vez de “Mente, por favor”? Ou, voltando a passado mais próximo, apesar de ainda remoto, o que faria o pessoal do Jornal da Tarde que pôs na capa Paulo Maluf com o nariz crescendo dia após dia quando acabou o prazo prometido por ele para que a Paulipetro – empresa à Petrobras criada por Maluf para desviar dinheiro público – para encontrar petróleo em São Paulo?

 

 

Auxílio emergencial: ‘Não podemos continuar por muito tempo’, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que o auxílio emergencial pago a mais de 60 milhões de pessoas está aumentando a dívida do Brasil e fez novo apelo para a reabertura da economia, durante live realizada nas redes sociais. “Assinei o decreto essa semana. Mais duas parcelas que vão cobrir julho e agosto. Não podemos continuar por muito tempo, não é dinheiro que está sobrando, estamos nos endividando com isso. A gente apela aos prefeitos e governadores, cada vez mais, com responsabilidade, abrir o comércio e botar a economia para funcionar. Sabemos que é pouco, mas dá para fazer compra para necessidades básicas”, disse Bolsonaro.

Estratégia genocida, abre tudo, mais gente morre, menos gente precisa do auxílio emergencial. É a mesma estratégia do prefeito de Itabuna (BA), ele diz que comércio será reaberto a partir de 9 de julho ‘morra quem morrer’.

                                                               ***************

Copiadas do G1

Procurador diz que depoimento de Queiroz não nega vazamento de operação da PF

O Ministério Público Federal (MPF) ouviu, na tarde desta quinta-feira (2) o ex-assessor parlamentar Fabrício Queiroz no Complexo Penitenciário de Bangu, na Zona Oeste do Rio. O depoimento levou 2 horas e 30 minutos, aproximadamente.

Os procuradores buscam detalhes do suposto vazamento da Operação Furna da Onça para beneficiar Jair Bolsonaro nas eleições de 2018. Segundo o promotor Eduardo Benones, coordenador do Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial do Ministério Público Federal, que ouviu o ex-assessor, o depoimento de Queiroz não nega que houve vazamento na operação.

A problemática, como diria Dadá Maravilha, é que a Justiça tarda, tarda, tarda, e leva tudo em banho-maria, se fossem cortados os 500 mil recursos possíveis e imagináveis 01 estaria vendo o Sol nascer quadrado há muito tempo. Um exemplo recente: o STF levou 20!!! anos para decidir que que estados e municípios endividados não podem cortar salário de servidores. Pode isso, Arnaldo?

Aras defende no STF que Bolsonaro seja questionado sobre como prefere prestar depoimento

 Inquérito apura se presidente interferiu na Polícia Federal, o que ele nega. PF informou ao Supremo que quer ouvir Bolsonaro, e relator pediu manifestação da PGR sobre o assunto.

Aras, aras, vejam só, e se ele decidir fazer como o Seu Boneco, da Escolinha do Professor Raimundo, “dis costas”?

Auxílio Emergencial: quase 2 milhões ainda aguardam análise do cadastro

 O prazo para se inscrever e receber o benefício termina nesta quinta-feira (2).

Mas as granfas do Rio Grande do Sul, militares, empresários e outros mais do mesmo nível receberam sem problemas. Vai ver, a Caixa também usa o Google para descobrir quem tem direito…

 Bolsonaro vê ‘opiniões distorcidas’ e diz ao Mercosul que protege Amazônia e populações indígenas

 Na véspera, Inpe registrou nova alta histórica das queimadas na floresta amazônica. Presidente pediu aos colegas do Mercosul ‘firme propósito’ para assinar acordo com a União Europeia.

Brasileiros e brasileiras, este cara é um pândego, quais são as “opiniões distorcidas” diante da informação do Inpe – órgão oficial – que focos de queimadas na Amazônia em junho foram os maiores para o mês nos últimos 13 anos? Decotelli, o que não foi sem ter sido,  é amador perto dele.

 Frio e ‘ciclone bomba’(*) ajudam a conter nuvem de gafanhotos

 Eita, eita, o cara-pálida não associa lé com cré, se carta-bomba – abra o Volp – tem, por que ciclone-bomba não teria, por que é muito rápido?

                                                              ***************

Copiada do Jornalistas&Cia

Renúncia de editor do NYT evidencia que leitores não diferenciam notícia de opinião

Kevin Lerner, professor assistente de jornalismo no Marist College, dos EUA, escreveu um artigo que tenta explicar a diferença entre opinião e notícia, e mostra que essa distinção é feita facilmente por jornalistas, mas leitores não conseguem percebê-la.

Vale a pena ler o artigo:

https://www.poder360.com.br/nieman/jornalistas-sabem-diferenciar-noticias-e-opiniao-mas-os-leitores-geralmente-nao/                                                          

 

***************

 

 

 

 

 

 

 

1 thought on “Governo bem genocida, população alheia: cheiramos mais desastres à vista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *