O fator Alexandrino: um perigo para Lula. Por Cláudio Tognolli

O fator Alexandrino: um perigo para Lula

Cláudio Tognolli

… Se Alexandrino falar com  o que sabe, o futuro de Lula será mais negro do que asa de graúna…ou do que já é…

Publicado originalmente no Blog de Claudio Tognolli no Yahoo - https://br.noticias.yahoo.com/blogs/claudio-tognolli/, post de 14 de agosto de 2016

 Está no Lauro Jardim, colunista do Globo, neste domingo, dia dos pais (http://blogs.oglobo.globo.com/lauro-jardim/):

“A conversa do lobista da Odebrecht Alexandrino Alencar  com os procuradores da Lava-Jato, na semana passada, para negociar sua delação premiada, foi basicamente em torno de Lula. Alencar acompanhou Lula em diversas viagens internacionais, em suas palestras.”

Bem… Há mais de ano este blog tem insistido que Alexandrino é capaz (e hoje talvez seja o único) de deixar Lula em estado demencial.

Vamos resgatar o peso atômico de Alexandrino.

No dia 19 de junho de 2015 a Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira a 14ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Erga Omnes, contrate as construtoras Norberto Odebrecht e Andrade Gutierrez. Cerca de 220 agentes cumpriram doze mandados de prisão e 38 de busca e apreensão em quatro estados (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul).

Alvos de mandados de prisão preventiva, o diretor-presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, e o presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Marques de Azevedo, já haviam sido presos. Naquele dia foram expedidos mandados de prisão preventiva contra o diretor de Relações Institucionais da Odebrecht, Alexandrino Alencar, apontado por delatores do petrolão como operador de propina na empreiteira, o diretor Rogério Araújo, da Odebrecht Plantas Industriais e Participações, e o executivo Márcio Faria, citado por delatores como o contato da construtora no Clube do Bilhão.

Alexandrino Alencar viajou com Lula e lhe pagou as passagens.

Lembrando o vínculo: em 13 de abril do ano passado, a Odebrecht esclareceu, em nota divulgada no jornal O Globo, ter pagado por uma viagem de Lula em 2013. Segundo a nota, tudo  porque o ex-presidente realizou uma palestra “para empresários, investidores, políticos e formadores de opinião”. O roteiro da viagem passou por Cuba, República Dominicana e Estados Unidos, conforme noticiou o Globo naquele domingo 12 de junho de 2015.

Lula viajou acompanhado do diretor de Relações Institucionais da construtora, Alexandrino Alencar, que é apontado por três delatores da Lava Jato como sendo o operador do pagamento de propinas para a empreiteira no exterior. Aliás, você pode até ver que o nome dele está no comunicado da Odebrecht no Globo.

Segundo a Líder Táxi Aéreo, responsável pelo voo em que estava Lula, foi pedido sigilo pela contratante.

O Instituto Lula confirmou a palestra concedida pelo ex-presidente e esclareceu que nem sempre a organização divulga na agenda oficial a participação do petista em eventos privados. Questionado sobre seu relacionamento com Lula, Alexandrino Alencar respondeu que “conhece o ex-presidente Lula e sempre teve com ele uma relação de cordialidade e respeito”.

Na nota, a Odebrecht afirmou que “é de conhecimento público e já esclarecido inúmeros vezes para a imprensa (…) que nossa empresa patrocinou, sim, algumas palestras de ex-presidentes (Fernando Henrique Cardoso, Lula e o espanhol Felipe Gonzalez) no Brasil e no exterior. São ações remuneradas para participações em eventos públicos, absolutamente legítimas e transparentes”, diz o texto.

Se Alexandrino falar com  o que sabe, o futuro de Lula será mais negro do que asa de graúna…ou do que já é…

_________________________________________________________

Claudio Tognolli – é jornalista há 35 anos e já passou por “Veja”, “Jornal da Tarde”, “Caros Amigos”, “Joyce Pascowitch”, “Rolling Stone”, “Galileu”, “Consultor Jurídico”, rádios CBN, Eldorado e Jovem Pan e “Folha de S. Paulo”. Ganhou prêmios de jornalismo e literatura como Esso e Jabuti. É diretor-fundador da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) e membro do ICIJ (International Consortium of Investigative Journalism). Professor da ECA-USP, escreveu 12 livros.
https://br.noticias.yahoo.com/blogs/claudio-tognolli/

1 thought on “O fator Alexandrino: um perigo para Lula. Por Cláudio Tognolli

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *