Mengão chegou chegando. Blog do Mário Marinho

MENGÃO CHEGOU CHEGANDO

BLOG DO MÁRIO MARINHO

No primeiro título que disputou neste começo de ano, a Supercopa, contra o Athletico Paranaense, o Flamengo entrou em campo e desfilou em campo o mesmo futebol que maravilhou o Brasil e a América durante o ano de 2019.

Só para lembrar, a Supercopa é decidida entre o campeão brasileiro do ano passado e o campeão da Copa do Brasil.

O Flamengo venceu por 3 a 0 o jogo realizado em Brasília e poderia até ter chegado a um placar maior, não fossem algumas boas defesas do goleiro Santos, do Athletico.

Na verdade, parecia até que o Flamengo não havia parado no fim do ano ou que o calendário estava errado o vivíamos ainda o ano de 2019.

Segundo expressão do excelente Bruno Henrique, do ano passado, o “Flamengo estava em outro patamar”.

E foi, realmente, o que se viu ao longo do ano passado.

É preciso ressaltar que o começo do Mengão na Taça Guanabara, que é o primeiro turno do Campeonato Carioca, foi devagar, com problemas principalmente na defesa.

Entretanto, na manhã de ontem, com o time completo, o Mengão voltou ao seu patamar.

Para provar isso numericamente, os 3 gols foram marcados por Bruno Henrique, Gabigol e Arrascaeta, os três artilheiros da temporada passada.

No ano passado, o Flamengo disputou 76 partidas, alcançando 50 vitórias, 17 empates e 9 derrotas.

Marcou 153 gols e sofreu 66, com um saldo positivo de 87 gols e aproveitamento total de 73,2 por cento.

Desse total de gols, Gabigol marcou 43; Bruno Henrique, 35; Arrascaeta, 18. O artilheiro que vem a seguir e Vitinho, com 9 gols.

Com os gols de ontem, os três mostraram que o patamar continua elevado.

Tragédia do
Ninho do Urubu

O incêndio na concentração do Flamengo, chamada do Ninho do Urubu, completou um ano na semana passada.

Após a tragédia, o Flamengo iniciou um pagamento mensal de R$ 5 mil aos familiares das vítimas. A justiça determinou que essa quantia fosse alterada para os R$ 10 mil que o Flamengo está pagando.

O processo corre na 1ª Vara Cível da Barra da Tijuca. O Ministério Público e a Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro chegaram a elaborar um modelo coletivo de indenização logo após a tragédia, propondo valores mínimos para a reparação, que foram considerados razoáveis pelas famílias na época.

Os valores tiveram como base o programa de indenização às vítimas do voo 447 da Air France, que caiu no oceano em 2009, e previa que o Flamengo pagasse indenização de R$ 2 milhões a cada família, além de uma pensão mensal de R$ 10 mil até à data em que as vítimas completassem 45 anos.

O Flamengo não aceitou e partiu para negociação individual com cada família.

Assim, conseguiu fechar acordos com todos os sobreviventes e com as famílias de Athila, Gedson e Vitor Isaías.

Houve acordo também com o pai do jogador Rykelmo, mas, a mãe dele não aceitou e decidiu continuar com o processo.

As investigações devem chegar ao final ainda este mês.

Se não houver acordo entre o Clube e as seis famílias restantes, a indenização deverá ser decidida pela Justiça.

Por falar
em Justiça…

O Botafogo chegou a um acordo para encerrar uma ação de pagamento proposta por um empresário que se arrastava desde 1995.

O nome do empresário é mantido em segredo de Justiça.

No dia 27 de agosto de 1994, o empresário fez um empréstimo ao Botafogo o valor de R$ 105.263,00, para pagamento da folha salarial do Clube.

Em 1997, as partes firmaram um acordo particular de confissão de dívida.

Durante os últimos 15 anos, as partes entraram com diversos tipos de recursos até que na semana passada chegaram ao acordo, segundo o qual o Botafogo reconhece a dívida e pagará o total de R$ 4.091.249,90.

Os gols
Do Fantástico

—————————————————————————————–

Mário Marinho – É jornalista. É mineiro. Especializado em jornalismo esportivo, foi FOTO SOFIA MARINHOdurante muitos anos Editor de Esportes do Jornal da Tarde. Entre outros locais, Marinho trabalhou também no Estadão, em revistas da Editora Abril, nas rádios e TVs Gazeta e Record, na TV Bandeirantes, na TV Cultura, além de participação em inúmeros livros e revistas do setor esportivo.

(DUAS VEZES POR SEMANA E SEMPRE QUE TIVER MAIS
 NOVIDADE OU COISA BOA DE COMENTAR)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter