ESTRELAS A DAR COM O PÉ

CONVITES

Estrelas a dar com o pé. Por Wladimir Weltman

DIRETO DE LOS ANGELES – FOTOS DE WLADIMIR WELTMAN

ESTRELAS A DAR COM O PÉ Agora que a ressaca passou, o smoking foi pra lavanderia e as imagens da festa estão no computador e na Internet, sento no escritório pra batucar no teclado e contar a vocês como foi a experiência de ser um dos participantes de uma noite de premiação em Hollywood.

Não que esta tenha sido a minha primeira experiência do gênero. Nos anos 90 cobri 8 Oscars, 8 festivais de Cannes e 1 festival de Veneza. Cheguei a participar de algumas “after-parties” badalas. Só que no passado trabalhava como repórter. Desta vez, pela primeira vez, fui como convidado. Estou falando do Critics Choice Awards que aconteceu este domingo, dia 13 de março em Los Angeles.

O que dizer pra vocês? Foi muito legal. Ao contrário dos Oscars, o Critics Choice Awards é um evento mais descontraído. Artistas, produtores e jornalistas se esbarram o tempo todo num clima de confraternização bagunçado. Começa que a premiação da Academia de Hollywood é basicamente um grande show. Já o Critics Choice é uma festa, que começa com um coquetel na chegada; em seguida os convidados vão para suas mesas, onde uma refeição leve é servida.

Apesar da transmissão começar  4 da tarde (horário de Los Angeles), a parte da premiação mesmo acontece no cair da noite. Acontece que o evento começa duas da tarde para os convidados. A comida que é servida, um prato, é apenas uma entrada – todo mundo deve chegar alimentado de casa. Não sei como foi nos anos anteriores. Este ano o que serviram foi um purê não sei de quê, com gosto e aparência extremamente suspeitos. Algo pra vegano nenhum botar defeito. Detestei. Fiquei só nas torradas, nos tostines e numa caixinha bonita, oferecida pela rede de TV TBS que continha dois macarrons de chocolate. Por outro lado a bebida correu solta desde a  chegada, com uma variedade infinita para a alegria de alcoólicos anônimos e famosos.

Eu e minha esposa ficamos numa mesa próxima a uma das entradas do salão principal, distantes do palco, mas com vista privilegiada da chegada de celebridades. Aqui está o vídeo que gravei com meu celular e que mostra artistas indicados como Maggie Gyllenhaal, Kristen Stewart, Jared Leto, Kristen Wiig, Rita Moreno, Jude Hill, Jon Bernthal, Sandra Oh, Guillermo del Toro, e outros famosos que não sei o nome. Aqui o link para ver as imagens:

https://youtu.be/N8A2g575uGQ

Depois que conseguiram fazer a turma se sentar (a muito custo), começou o show comandado pelo ator Taye Diggs e pela comediante Nicole Byer. O roteiro, apesar simpático, era bem fraco, mas com a quantidade de álcool consumida antes e durante o espetáculo, ninguém se preocupou com isso. O lance ali era ver, ser visto, encontrar os amigos e torcer descaradamente por seus favoritos.

Como é um show “ao vivo”, a turma podia ir ao banheiro, ou ao bar fora do salão, nos intervalos comerciais. Nessas horas o ambiente era de festa mesmo — mundo em pé, conversando, fazendo selfies, abraçando os conhecidos e engarrafando o ambiente. Cheguei a passear pelo salão uma vez e quase trombei com a atriz Christine Lahti, indicada ao prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante em Série Dramática do seriado EVIL.

Ao contrário dos Oscars, o Critics Choice engloba prêmios para produção cinematográfica e televisiva, por isso tem mais categorias e é extenso. E, este ano, o filme mais premiado foi THE POWER OF DOG que ganhou quatro prêmios, incluindo Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Roteiro Adaptado para Jane Campion e Melhor Fotografia para Ari Wegner. BELFAST e DUNE seguiram logo atrás na contagem de troféus com três prêmios cada.

Ao contrário dos Oscars, que obedecem mais a critérios comerciais, o Critics Choice, como o nome mesmo indica, é o resultado da votação de um colegiado de jornalistas e críticos de entretenimento audiovisual. Evidência disso é um artigo de Beatrice Verhoeven publicado no The Hollywood Reporter dia 9 de março, que mostra que entre os atores indicados ao Critics Choice Awards foram totalmente esnobados pela Academia de Hollywood; nomes como Caitriona Balfe, Jamie Dornan (BELFAST), Nicolas Cage (PIG), Peter Dinklage (CYRANO), Ann Dowd (MASS), Lady Gaga e Jared Leto (HOUSE OF GUCCI), Alan Haim (LICORICE PIZZA) e Rita Moreno (WEST SIDE STORY). Isso só faz com que os artistas se sintam em casa nessa premiação. A tal ponto que a atriz Melanie Lynskey do seriado YELLOWJACKETS,  ao receber o prêmio de Melhor Atriz em Série Dramática, aproveitou a oportunidade para agradecer a babá de sua filha por permitir que ela pudesse se dedicar ao trabalho sabendo que a filha de três anos está em boas mãos.

E já que menciono discursos, vale a pena ressaltar que o ponto alto da noite foram os agradecimentos de 3 premiações importantes.

Ao receber o prêmio SeeHer – que expande fronteiras, desafia estereótipos e reconhece a importância das mulheres em todo os espaços do mundo do entretenimento – Halle Berry fez um discurso que emocionou a todos, em especial as mulheres: “Somos confiantes e assustadas. Vulneráveis ​​e fortes. Lindas e machucadas. Somos tudo isso e tudo isso ao mesmo tempo!”

Jane Campion que ganhou nas categorias de Melhor Filme, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Diretora, pisou na bola e depois teve que se desculpar com Vênus e Serena Williams (presentes na festa em apoio ao filme KING RICHARD, que rendeu o prêmio de Melhor Ator para Will Smith). É que apesar das irmãs serem incríveis, cuja história inspira mulheres em todo o mundo, nunca jogaram tênis com homens, enquanto ela, Jane, tem que competir com os homens no mundo do cinema.

Mas a melhor coisa da noite foi mesmo a presença de Jimmy Kimmel no palco. Depois de uma apresentação genial, ele entregou o Lifetime Achievement Award a Billy Crystal, que também nos deliciou com seu senso de humor maravilhoso. Foi divertido e emocionante ao mesmo tempo.

Ao fim do show, todos foram convidados para os “After-Parties” no hotel – uma da Netflix para celebridades e outra para os jornalistas do Critics Choice Association.

E eu e minha esposa fomos pra casa descansar, que esse negócio de ser estrela cansa muito.

Pra quem curte, aqui está a lista dos vencedores da noite:

Melhor Série Dramática

SUCCESSION (HBO)

Melhor Ator Série Dramática

Lee Jung-jae — SQUID GAME (Netflix)

Melhor Atriz Série Dramática

Melanie Lynskey — YELLOWJACKETS (Showtime)

Melhor Ator Coadjuvante Série Dramática

Kieran Culkin — SUCCESSION (HBO)

Melhor Atriz Coadjuvante Série Dramática

Sarah Snook — SUCCESSION (HBO)

Melhor Série Cômica

TED LASSO (Apple TV+)

Melhor Ator Série Cômica

Jason Sudeikis — TED LASSO (Apple TV+)

Melhor Atriz Série Cômica

Jean Smart — HACKS (HBO Max)

Melhor Ator Coadjuvante Série Cômica

Brett Goldstein — TED LASSO (Apple TV+)

Melhor Atriz Coadjuvante Série Cômica

Hannah Waddingham — TED LASSO (Apple TV+)

Melhor Série Limitada

MARE OF EASTTOWN (HBO)

Melhor Ator Série Limitada ou Filme Para TV

Michael Keaton — DOPESICK (Hulu)

Melhor Atriz Série Limitada ou Filme Para TV

Kate Winslet — MARE OF EASTTOWN (HBO)

Melhor Ator Coadjuvante Série Limitada ou Filme Para TV

Murray Bartlett — THE WHITE LOTUS (HBO)

Melhor Atriz Coadjuvante Série Limitada ou Filme Para TV

Jennifer Coolidge — THE WHITE LOTUS (HBO)

Melhor Série Estrangeira

SQUID GAME (Netflix)

Melhor Filme

THE POWER OF THE DOG

Melhor Ator

Will Smith — KING RICHARD

Melhor Atriz

Jessica Chastain — THE EYES OF TAMMY FAYE

Melhor Ator Coadjuvante

Troy Kotsur — CODA

Melhor Atriz Coadjuvante

Ariana DeBose — WEST SIDE STORY

Melhor Ator/Atriz Jovem

Jude Hill — BELFAST

Melhor Elenco

BELFAST

Melhor Diretor

Jane Campion — THE POWER OF THE DOG

Melhor Comedia

LICORICE PIZZA

Melhor Filme de Animação

THE MITCHELLS VS THE MACHINES

___________________________________

E AS IMAGENS! 

__________________________________________________________________

WLADIMIR WELTMAN – é jornalista, roteirista de cinema e TV e diretor de TV. Cobre Hollywood, de onde informa tudo para o Chumbo Gordo

__________________________________________________________________________

(DIRETO DE LOS ANGELES)ESTRELAS A DAR COM O PÉ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine a nossa newsletter