Violência Interpessoal. Por Meraldo Zisman

[ Violência – IV / X]


VIOLÊNCIA INTERPESSOAL

MERALDO ZISMAN

A expressão ‘violência interpessoal’ foi adotada para designar a situação relacional em que há uso intencional da força física ou do poder, real ou sob a forma de ameaça, de uma pessoa contra outra, destacando-se a intencionalidade do ato violento. 

 O conceito de violência interpessoal é bastante amplo. Engloba desde a agressão relacionada às gangues e ao narcotráfico até o feminicídio. Inclui assassinatos, agressão, brigas, bullying, violência entre parceiros sexuais e abuso emocional.

A expressão ‘violência interpessoal’ foi adotada para designar a situação relacional em que há uso intencional da força física ou do poder, real ou sob a forma de ameaça, de uma pessoa contra outra, destacando-se a intencionalidade do ato violento.

… Durante a juventude os jovens passam a ser, ao mesmo tempo, produto, autor e agente das transformações sociais. É o operário e a matéria desse evento. 

 

“A principal vítima da violência homicida no Brasil é a juventude “. (www.mapadaviolencia.org.br) A estatística indica que no ano de 2014, o maior número de assassinatos ocorreu entre jovens de 15 a 29 anos de idade (26% da população) sendo que os homicídios por armas de fogo foram os mais frequentes.

O peso demográfico dos jovens nos casos de mortes com armas corresponde a quase 60% dos crimes. Dividindo por sexo, a estimativa aponta que, no mundo os meninos (sexo masculino), morrem entre 10 e os 19 anos, principalmente por acidentes de trânsito, violência interpessoal, afogamento, infecção do sistema respiratório e suicídio. As meninas da mesma faixa etária têm mortes atribuídas a infecções do sistema respiratório, suicídio, infecções intestinais, problemas relacionados à maternidade e acidentes de trânsito.

Ensinados a se envergonharem de se mostrarem sentimentais, otimistas, ou aparentarem estarem felizes com a vida, expressam na violência a metamorfose do seu medo e creio eu, a violência não existiria sem estar entrelaçada com a hipocrisia dos adultos…  

A OMS (Organização Mundial da Saúde) estima que 1,2 milhão de jovens morrem por ano no Planeta – três mil por dia. Agora (2018), jovens na faixa de 15 a 19 anos falecem principalmente em decorrência de violência interpessoal, acidentes de trânsito, suicídio, afogamento e infecções respiratórias.

Em um Mundo Líquido como o que vivenciamos a juventude está cada vez mais que perdida, “dês-bussolada”. Creio não estar sendo alarmista e afianço a quem se julga maduro e responsável: a juventude é a vírgula que separa a infância da vida adulta.

Durante a juventude os jovens passam a ser, ao mesmo tempo, produto, autor e agente das transformações sociais. É o operário e a matéria desse evento.

Contempla, atemorizado, as incertezas do desconhecido, do “porvir”.  Ensinados a se envergonharem de se mostrarem sentimentais, otimistas, ou aparentarem estarem felizes com a vida, expressam na violência a metamorfose do seu medo e creio eu, a violência não existiria sem estar entrelaçada com a hipocrisia dos adultos…

Quando leio sobre o temática da violência sobram informações e escasseiam posturas práticas nas dissertações da grande maioria dos “pseudo-experts”, cheias de teorias que viram clichê…

Portanto, nesses dez artigos, este poderia passar a ser o Número Zero*****, quando a Mídia pode ser considerada como o Quarto Poder, mas, graças à tecnologia, abarcou  agora também o Quinto Poder, que é o Zap-Zap (WhatsApp).

——————

   *****Título de Livro de autoria do semiólogo Umberto Eco (1932-2016) 
sobre o Jornalismo, o qual tomo emprestado.

ACOMPANHE A SÉRIE “VIOLÊNCIA”,  DO AUTOR, QUE SERÁ COMPOSTA DE 10 ARTIGOS:

artigo I Medicina e Política. Por Meraldo Zisman

artigo IIA Epidemiologia algorítmica na prevenção da violência. Por Meraldo Zisman

artigo IIICélulas espelhos. Por Meraldo Zisman


Meraldo Zisman Médico, psicoterapeuta. É um dos primeiros neonatologistas brasileiros. Consultante Honorário da Universidade de Oxford (Grã-Bretanha). Vive no Recife (PE).

 

1 thought on “Violência Interpessoal. Por Meraldo Zisman

  1. “Durante a juventude os jovens passam a ser, ao mesmo tempo, produto, autor e agente das transformações sociais. É o operário e a matéria desse evento. ”
    CARO DR. MERALDO, MAIS UMA CRÔNICA DIGNA DE MUITA ATENÇÃO.
    Por favor, esperarei por outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *