Padrões Weintraub, Bolsonaro e Damares de serem_____________ ( preencha)

Imagem relacionadaAs informações que pipocam sobre o“acidente” com o Boeing ucraniano logo após a decolagem em Teerã (Irã) indicam que o avião foi abatido. O primeiro-ministro canadense – muitas da vítimas são do país – Trudeau declarou informações de autoridades que foi um míssil iraniano que explodiu o Boeing. A revista norte-americana – ou estado-unidense como defendem alguns, pois México e Canadá também são países norte-americanos. E um particularmente, acho preciosismo, duvido que alguém pense em outro país que não os EUA ao ouvir ou ler norte-americano – Newsweek publicou que ouviu de um oficial do Pentágono, um oficial sênior de Inteligência dos Estados Unidos e  um oficial de Inteligência do Iraque que o avião caiu após ser atingido pelo sistema de mísseis antiaéreos do Irã. Além dessas notícias, a CNN divulgou que um oficial norte-americano disse que foram dois mísseis, fabricados pela Rússia, que atingiram a aeronave e que os EUA viram os sinais do radar iraniano travarem no avião antes de ser abatido.

 O New York Times também divulgou um vídeo que aparentemente mostra um míssil atingindo o Boeing em região perto do aeroporto de Teerã onde o avião transmitiu sinais pela última vez. O jornal afirma que o material é verdadeiro.

 A dúvida de todos é se o ataque foi intencional ou por acidente.

 Trump adotou, surpreendentemente, atitude cautelosa – e conciliadora –, admite que pode ter havido engano.

 Dois dos países envolvidos na situação – EUA e Ucrânia – já derrubaram aviões civis por engano, sendo que os EUA abateram uma aeronave iraniana.

 Já a TV Bandeirantes informa que foi um…

 

“míssel”. Imprecionante, juvenau… (apud Weintraub e bolsonaro conforme está no Mirando de ontem, 9).

O fervoroso cristão bolsonaro,  que venera torturadores e lamenta que tenham acontecido poucas mortes durante a ditadura militar que nega ter existido, na sua investida para comprar votos da bancada evangélica – bando evangélico é designação mais adequada, os líderes dos verdadeiros evangélicos não aceitam as práticas bolsonaristas –, pretende, à revelia do ministro da Economia Paulo Guedes, subsidiar a luz nos templos evangélicos. Um dos dispostos a vender seu apoio, o “pastor” Silas Malafaia, adorou a ideia.

 O Movimento Passe Livre precisa melhorar o conteúdo de seus comunicados à imprensa e à população. E prestar mais atenção ao calendário, não adianta convocar a segunda manifestação para o dia 8 com release enviado no dia 9:

“Sobre a segunda manifestação contra o aumento da tarifa”
“Data: 8 de janeiro de 2020”

A data correta era dia 9 mesmo.

E, principalmente, não divulgar mentiras a respeito do que aconteceu na primeira manifestação: “Da frente da Prefeitura, a manifestação caminhou pelas ruas do centro, e com muito apoio popular pegou a Av. 9 de julho: paramos o trânsito de São Paulo!”. “Fechamos a Avenida Paulista e conseguimos entrar na estação [Trianon – Masp] e pressionar lá de dentro!”  Não pararam nem a Paulista, o que dirá São Paulo, e  a manifestação passaria despercebida não fossem as violências habituais contra bens públicos e a balbúrdia causada dentro da estação.       

E o que dizer do português:

Sobre a segunda manifestação contra o aumento da tarifa
Data: 8 de janeiro de 2020 – (release enviado no dia 9…)
Horário: Concentração as(*) 17h, saída as(*) 18h.
Local: Praça da Sé.

(*) Às, cara-pálida.

Tomem cuidado, caso contrário irão desmoralizar o importante movimento ocorrido em 2013 que teve grande repercussão e enormes consequências.

Para não perder o hábito, a nova manifestação resultou em mais violência e pouca adesão (https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2020/01/manifestacao-contra-reajuste-da-tarifa-do-transporte-em-sp-termina-em-confusao.shtml)

A questão de gênero que tanto incomoda a ministra Damares está causando problemas no Estadão. Repare no título: “Gigante dos patinetes, Lime decide deixar o Brasil.”. É “das” patinetes. O erro se repete em legenda de foto: “1. Alexandre Pernet e Letícia Peixoto comandaram o primeiro happy hour etc.”. É “a” happy hour”. Mais um: “nas famosas esquetes de samurai no Saturday Night Live”. É “os” esquetes.

(CACALO KFOURI)

                                                           ***************

Copiada do G1

Harry e Meghan anunciam que deixarão função de ‘membros seniores’ da família real

Harryxit ou Meghanxit?

 Bolsonaro cancela ida ao Fórum Econômico de Davos, diz porta-voz

Presidente já havia dito que poderia cancelar viagem porque ‘mundo tem seus problemas, questão de segurança’. Segundo Rêgo Barros, cancelamento foi motivado por ‘série de aspectos’.

Ah, e não ir a Davos resolve os problemas do mundo? Fala a verdade, o problema não é do mundo, é seu, é o tamanho da rejeição internacional à sua figura primária. Além de o medão de dar de cara com a “pirralha” Greta Thunberg. Talquei?

                                                           ***************

Copiada da coluna de Leo Dias

 Vanessa Giácomo será Eliza Samudio em série sobre goleiro Bruno

 A atriz é dada como certa para viver Eliza Samudio em uma nova série da Rede Globo que abordará o assassinato idealizado pelo ex-goleiro do Flamengo, Bruno de Souza.

Que baixaria! Por que fazer uma série sobre este criminoso? Vai ensinar o quê? Vai informar o quê? A Globo, pelo, jeito, além de um monte de gente, demitiu o seu tão decantado “padrão de qualidade”.

                                                          ***************

Copiada do UOL

Toffoli derruba decisão que tirou do ar vídeo de Natal do Porta dos Fundos

Os únicos resultados da decisão censória baseada em esdrúxulos argumentos do desembargador Benedicto Abicair  – seria mais adequado se o nome fosse Maledecto Abicaiu –  foram, mais uma vez, promover um filmeco sem graça e causar precoces orgasmos de satisfação nos intolerantes “cristãos” que, diferentemente de Rolando Lero, não “captam” nada dos livros ditos sagrados que leem. Este mesmo desembargador absolveu bolsonaro em acusação de homofobia: “Não vejo como, em uma democracia, censurar o direito de manifestação de quem quer que seja”. Deve ter se esquecido do que significa “censurar o direito de manifestação de quem quer que seja”.

                                                         ***************

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *