Explodem casos nos EUA, macaquinho! E pare de nos ofender com seus ódios e filhos

 Os EUA são o novo epicentro da covid-19 e Trump pediu aos norte-americanos fiquem em casa como recomendam a Organização Mundial da Saúde e autoridades médicas (https://g1.globo.com/mundo/noticia/2020/03/26/em-carta-presidente-trump-pede-para-americanos-ficarem-em-casa-por-coronavirus.ghtml).

Desenho de três macacos, nada vê, nada ouve, nada dizO que fará, agora, o macaquinho de imitação daqui, vai insistir que é uma gripezinha? Em isolamento vertical?

Manchete do Estadão (27): “ De cada R$ 100 prometidos, só R$ 36 saíram do papel”.

 O ministro do STF Alexandre de Moraes vetou a decisão bolsonaresca que restringia a Lei de Acesso à Informação, medida que, segundo alguns, visava esconder o resultado do exame que bolsonaro fez ao voltar dos EUA com boa parte de seu bando contaminado pelo coronavírus.

 Como sempre disse Tancredo Neves, a esperteza quando é demais acaba por comer o esperto (não foi com essas palavras, mas é o conceito), a medida do coiso que permite a abertura de igrejas é um tiro que saiu pela culatra e deixará evidente aquelas que são sérias e as mercantilistas. A decisão foi tomada, evidentemente, para agradar às bancadas evangélicas e foi criada uma sinuca de bico, as autoridades católicas e espíritas já anunciaram que não abrirão as suas – note, leitor, que o Vaticano está fechado. Terão as evangélicas a coragem de abrir e mostrar a verdadeira face, que a questão não é apoio aos fiéis e, sim, a falta do dízimo?

 Editorial da Folha de S.Paulo (26), pág. A2: “Presidente, retire-se”

https://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2020/03/presidente-retire-se.shtml

 Não fossem suficientes todos os problemas causados pelo vírus, começam rumores de que caminhoneiros bolsominions pretendem parar com o intuito de forçar governadores e prefeitos a relaxar os lockdowns.

 Trecho de coluna publicada na Folha: “Nele, o pior presidente da República do mundo no combate à pandemia – eleito por aclamação, palavrões e gargalhadas incrédulas ao redor do globo – tratou de deixar claro até para quem é lerdo na compreensão que o vírus é o segundo maior problema enfrentado pelo Brasil. O primeiro é Jair Bolsonaro.”.

 Os bolsominions voltaram a comparecer ao cercadinho na frente do Palácio do Planalto para o encontro com irresponsável-mor, aquele que deveria ser um exemplo a ser seguido, mas, ao contrário, é o que precisa ser ignorado.

 Vixi santa, erro crasso no meloso anúncio da Petrobras: a nossa rede nos “enchem” de orgulho.

(CACALO KFOURI)

***************

Falou e disse!

 

***************

Sem palavras

 

***************

Para relaxar um pouco…

 

***************

 

Copiada da Folha

 Em grupo de WhatsApp, presidente do Banco do Brasil diz que vida não tem ‘valor infinito’

 Em mensagem em um grupo de WhatsApp, Novaes disse que vida não tem “valor infinito”. “Muita bobagem é feita e dita, inclusive por economistas, por julgarem que a vida tem valor infinito. O vírus tem que ser balanceado com a atividade econômica”, afirmou o executivo no aplicativo de mensagens.

Barbaridade maior do que esta só bolsonaro&filhos serão capazes de disparar. Deve ser ídolo do dono do Madero.

 Ô, pateta – sem ofensa à personagem de Disney –, é óbvio que a economia tem de ser cuidada, mas não à custa

A saída foi mostrada pelo Senado norte-americano, um pacote de US$ 3 trilhões para que ela não afunde.

 Por aqui, país pobre, uma boa sugestão está neste artigo publicado na pág. A19 da Folha de ontem: “A melhor ideia econômica na crise”

https://www1.folha.uol.com.br/colunas/viniciustorres/2020/03/surge-a-melhor-ideia-para-salvar-empresas-da-morte-na-epidemia.shtml

 

***************

Copiada do Estadão conteúdo

 “O presidente sou eu”, diz Bolsonaro após fala de Mourão sobre isolamento

 O imaturo, “a bola é minha, no gol eu não jogo!”. E não percebe que a ala militar séria não quer se sujar com as sandices que tem feito, o vice o contradiz, o comandante do Exército também. Não demora, ficará como aquele pintor do qual tiraram a escada e ficou pendurado no pincel.

 ***************

Copiada do Estadão

 Clubes e atletas não chegam a acordo

 Os jogadores de futebol dos clubes brasileiros terão 20 dias de férias coletivas durante a pandemia do novo coronavírus, mas a definição sobre reduzir ou não salários ainda está em suspense. Após mais de duas horas de reunião por videoconferência entre representantes da CBF e dirigentes de 30 clubes das quatro divisões nacionais para debater como reduzir os custos enquanto o calendário está paralisado, ficou descartada a hipótese de se realizar um acordo coletivo.

 Uma parte deles ganha por mês o que a média dos brasileiros não receberá durante a vida toda. Os milionários, se tivessem espírito público, deveriam abrir mão de 80% do que recebem para que os colegas dos times pequenos possam manter seus parcos salários.

 Na Europa, o problema está sendo resolvido por meio de acordos entre clubes e atletas, a Alemanha sendo exemplo – como vendo sendo em relação a qualquer problema surgido em qualquer área – os acordos estão sendo feitos entre clubes e atletas.

 ***************

Copiadas do UOL

 Ministério da Saúde defende cultos virtuais após Bolsonaro abrir templos

 O secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, afirmou hoje que a recomendação da pasta para os eventos religiosos não se alterou e permanece a mesma: não há a necessidade de fechamento dos templos, mas não é recomendada a realização de eventos religiosos que promovam a aglomeração de pessoas, como missas e cultos presenciais.

A situação transformou-se em um combate entre os que conhecem e um ignorante total.

 Bolsonaro ironiza a imprensa sobre coronavírus: ‘O que estão fazendo aqui?’

 “Mostra ali. Atenção povo do Brasil. Esse pessoal diz que eu estou errado e tem que ficar em casa. Aí eu pergunto, o que vocês estão fazendo aqui? Imprensa brasileira o que vocês estão fazendo aqui. Estão com medo do Coronavírus não? Vão pra casa. Todo mundo sem máscara”, falou ele.

Sabe o que estão fazendo? Trabalhando, cumprindo a obrigação de bem informar, o quê, muitas vezes, obriga o contato com seres abjetos.

 

Mais uma vez, mostrou a falta de educação e a ignorância, máscaras não devem ser usadas a torto e a direito. No caso em pauta, não defenderia os jornalistas, elas não têm efeito contra boçalidade.

                                                              ***************

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *