Aconteceu comigo...

Um caso que aconteceu comigo. Por Meraldo Zisman *

Medicina e Literatura por [Meraldo Zisman]
O avanço dos meios de comunicação e o galopante crescimento do conhecimento médico fazem com que seja urgente treinar profissionais de saúde para que dominem a difícil arte de noticiar os fatos e educar o povo. Não deve mais ser permitido o encastelamento ou a omissão de notícias à população.

A democracia é isto: sem educação e liberdade de imprensa inexiste cidadania. Presidia uma mesa redonda na Sociedade Brasileira de Medicina Psicossomática, a respeito de SIDA e suas repercussões sociais. A mesa estava composta por três especialistas. Foi uma bela reunião, auditório interessadíssimo, mas, quando ia dar por encerrado o encontro, eis que um dos participantes fez uma pergunta dirigida a mim:

— O colega presidente da mesa, como pediatra, poderia nos esclarecer se o vírus da SIDA é capaz de ser transmitido através da amamentação?

Fez-se silêncio no auditório. Por sorte, ou por azar meu, respondi: (Era no tempo do flagelo da síndrome da deficiência imunológica no homem. À época, poucos sabiam da sua epidemiologia. Era uma matéria importante, como, aliás, tudo que envolve os desvios da sexualidade humana. Naquele tempo, considerava-se que a patologia afetava o homossexualismo, fato que se mostrou não ser mais que preconceito.)

A Revista Time noticiou que na Suécia haviam sido contatados dois casos de AIDS por contaminação de leite materno. E foi com muito cuidado que respondi existir esta dúvida: se outras secreções, que não a espermática, poderiam ser responsáveis pela transmissão. Esclareci que não havia tomado conhecimento por nenhuma publicação médica indexada sobre o assunto, apesar de não descartar a hipótese de o leite humano poder veicular a SIDA, como qualquer outra secreção do contaminado.

No outro dia li, estupefato, a manchete:

PROFESSOR DE PEDIATRIA DECLARA QUE O LEITE MATERNO PRODUZ AIDS num dos principais periódicos de Pernambuco.
Para sair dessa fria não foi fácil!

________________________________________________________________

*Publicação original, livro “Medicina e Literatura” disponível, aqui, na Amazon.

___________________________________________________________

Meraldo Zisman Médico, psicoterapeuta. É um dos primeiros neonatologistas brasileiros. Consultante Honorário da Universidade de Oxford (Grã-Bretanha). Vive no Recife (PE). Imortal, pela Academia Recifense de Letras, da Cadeira de número 20, cujo patrono é o escritor Álvaro Ferraz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter