sem cabeça

A turma não pensa com a cabeça, não pensa…

 Não tem jeito

sem cabeçaA turma não pensa com a cabeça, usa o estômago. Segundo pesquisa publicada na “Folha de S.Paulo” Lula lidera em termos de popularidade digital atualmente, mas o coiso liderou durante quase todo o ano passado. No início deste ano, o ignaro ignóbil caiu bastante por causa das férias que nega ter tirado, mas se recuperou um pouco por causa da obstrução “cerebral”, ficaram com peninha dele. Ao que tudo indica, tem um monte de gente com o mesmo problema…

É muita cara de pau

O Ministério da Saúde, sob o comando do dr. Quedroga,  levou  mais de quatro meses para rescindir o contrato assinado na gestão de Pazzo, o zuello, para a compra de 10 milhões de doses da vacina russa Sputnik V.

E o coiso tem a desfaçatez de levantar suspeitas sobre a Anvisa…

Ué, teve crise hídrica?

O Banco Central afirmou que a pandemia e a crise hídrica são os culpados pela inflação de 10,06% acumulada em 2021.

Estranha explicação, pois o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, declarou dias atrás, mais precisamente em 1º de janeiro que: “A crise de energia, a meu ver, nunca ocorreu. Passamos por um período de escassez hídrica que resultou no aumento do custo da geração de energia e isso abala o orçamento de todos nós. As luzes de Natal e a retomada das empresas mostram simplesmente a volta da atividade econômica.”.

Esqueceram de combinar a estratégia…

Este #$%& se diz cristão

 O “evangélico” Silas Malafaia, que alardeia seguir e pregar a palavra de Cristo mas que, na verdade, segue e divulga a do anticristo, ornejou no Twitter que  a vacinação de crianças contra a covid-19 é infanticídio. Ignorante e irresponsável, pois, infelizmente, tem muitos que lhe dão ouvidos e provavelmente deixarão de vacinar seus filhos.

 O Twitter tirou a mensagem do ar e declarou que a idiotice viola as regras da rede.

 Que ingênuos…

Alguns líderes do PT dizem não entender a  surpresa de Geraldo Alckmin com a declaração  de Lula em discurso junto com Gleisi Hoffmann afirmando que, se eleito, revogará a reforma trabalhista implementada no governo de Michel Temer (MDB) e complementada pelo ignaro ignóbil.

 Dizem eles que a intenção é pauta do PT praticamente desde que a medida foi aprovada, há cinco anos. Já estava no programa de governo de Fernando Haddad nas eleições daquele ano.

Só esqueceram de um detalhe, o eleito foi aquele que maltrata o país desde que assumiu o Poder. Realmente, não aprenderam nada.

Não perca, leitor!

 Sem data venia ou qualquer outro tipo de permissão aqui vai um trecho do artigo do Gordo deste Chumbo: Um é o grosseirão de maus modos e linguagem de estrebaria, com quatro filhos que são zeros à esquerda, que pouco se importa com a morte dos outros, seja por tragédias naturais, como agora, seja por falta de vacinas. Uma letra adaptada: “o sorriso do velhinho é de a gente arrepiar”.  Ou “eu já peguei o meu, da família não sairá/a aula eu já te dei, e tu não vais rachar?” Ou “Bota o Centrão do meu lado, outra vez/A ajuda do Centrão deixa a gente governar”. Dá galho.

E o outro candidato? Só um companheiro precisou devolver US$ 100 milhões, que tinha recebido de forma desburocratizada. Letra adaptada: “O retrato não é meu, o meu amigo é que vai botar”. Ou “Bota o retrato do velho outra vez/bota pra gente roubar”. Dá galho também.

A íntegra: https://www.chumbogordo.com.br/400113-bota-o-retrato-do-velho-coluna-carlos-brickmann/

A situação lembra muito uma charada dos meus tempos de adolescência – foi dia desses…

Perguntava-se “você prefere escorregar em um tabuleiro com goiabada ou com aquilo que o coiso tem no lugar da massa cinzenta?”. Claro que todos diziam que era na com goiabada, e aí vinha a cacetada: “Vai cair de cara na com o material do coiso!”. Um espertinho ouvia a resposta e dizia que escolhia escorregar na outra. Sujava a cara, pois o que ouvia era que iria cair no próprio, a matéria era muito deslizante.

Sendo mais “fino”, se ficar, o bicho come, se correr, o bicho pega, nenhum dos dois vale um tostão de mel coado. Sem perder de vista que o “um”, com a contribuição da falta de discernimento do eleitor,  é o responsável pelo “dois”

“Foi Deus” quem quis assim?

A expressão muito usada por “cristãos” para explicar tragédias diz tudo, começa com um cacófato.

Cinco pessoas da mesma família morreram em decorrência das fortes chuvas no estado, quando uma encosta soterrou o carro em que estavam. Eles pegaram desvio da BR-040 quando ela ficou interditada após transbordamento de dique de mineração

“Está muito difícil para toda família. A irmã dela tinha uma doença genética e morreu dias antes do Natal. Deisy, Henrique e os meninos vieram também para consolar os familiares”.

 Ela [Deisy] estava no carro com o marido, dois filhos e um primo quando aconteceu o acidente. Todos morreram.

Não é mais sábio desvincular a vontade divina das tragédias que acontecem por estas plagas? Se Ele tiver alguma relação cai-se na questão levantada pelo escritor português José Saramago em seu livro “O Evangelho Segundo Jesus Cristo” quando do diálogo entre Deus, Diabo e Jesus:

 “É  preciso ser-se Deus para gostar tanto de sangue”.

O melhor comentário que este mirandeiro conhece a respeito da leitura da “Bíblia” está na letra da música que faz parte de “Porgy and Bess”m “It ain’t necessarily so”, de autoria dos irmãos George (música) e Ira (letra) Gershwin:

It ain’t necessarily so
It ain’t necessarily so
The things that you’re liable
To read in the Bible
It ain’t necessarily so

 Now David was small, but oh my
Little David was small, but oh my
Fought big Goliath
Who laid down to dieth
David was small, but oh my

To get into Heaven, don’t snap for a seven
Live clean, forget your faults
I take the gospel whenever I’m able
But with a grain of salt

Now Jonah lived in a whale
Jonah, he lived in a whale
He made his home in a fish’s abdomen
Jonah he lived in a whale

To get into Heaven, don’t snap for a seven
Live clean, forget your faults
I take the gospel whenever I’m able
But with a grain of salt

Methuselah lived 900 years
Methuselah lived 900 days
Who’d call it livin’?

No gal will give in
To no man that’s 900 years

It ain’t necessarily so
It ain’t necessarily so
The things that you’re liable

To read in the Bible
It ain’t necessarily so

 Ain’t necessarily so
Ain’t necessarily so
Ain’t necessarily so

Precisa ser muito obtuso para não perceber as impossibilidades que constam nos textos.

Falta de juízo dá nisto

Os exames positivos para covid-19 em laboratórios privados no Brasil dispararam depois das festas de fim de ano, revela pesquisa repassada com exclusividade ao UOL pela Abramed (Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica), que representa 65% dos laboratórios de diagnóstico do país. De todos os exames coletados entre 20 e 26 de dezembro de 2021, apenas 7,6% indicavam positividade para o coronavírus, índice que saltou para 40% entre os exames coletados de 3 a 8 de janeiro de 2022.

E o pior é que não servirá de lição para os fissurados por Carnaval.

Por que acabaram com o Horário de Verão?

Muitos não gostam, alegam mexer com seu relógio biológico – não devem viajar para o exterior por causa da diferença de fuso horário… –, houve justificativas furadas tratando da economia de energia que proporcionava, mas a verdade é que foi uma medida sem sentido, como todas as propostas ou sancionadas pelo ignaro ignóbil.

A foto abaixo foi tirada às 18h50 de ontem, dia nublado em São Paulo e, como se pode ver, estava bem claro ainda:

(CACALO KFOURI)

                                                             ***************

Copiada do Estadão conteúdo

Ponte na Raposo Tavares tem pilares deteriorados; DER prevê reparos

Uma ponte na Rodovia Raposo Tavares (SP-270), em Piraju, no interior de São Paulo, está com avarias aparentes na estrutura, o que tem preocupado moradores da região e usuários da estrada. Os problemas são mais visíveis na parte inferior da Ponte Jurumim, que passa sobre o Rio Taquari (no km 295,3) e tem 215 metros extensão, em trecho de pista simples.

Parte do concreto se desprendeu entre os pilares e também na estrutura, expondo parte do aço que sustenta a ponte. O trecho não é concedido e está sob administração do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), que prepara uma licitação para obras no local. O órgão disse que realizou vistorias e não há danos estruturais.

“Não há risco iminente… vamos fazer licitação”… Aí a ponte cai e vão declarar “Quem poderia imaginar, caiu, uma tragédia”…

Veja, leitor, a situação no vídeo feito por um morador de Piraju, local da ponte, que foi exibido na TV Globo dias atrás:

https://www.youtube.com/watch?v=Ywz3RLn9x0Y

                                                             ***************

Copiada do UOL

 Zema breca há 3 anos depósito de mineradoras contra desastres em barragens

O governo Romeu Zema (Novo) breca há três anos a criação de um depósito caução a ser feito por mineradoras como garantia em caso de desastres em barragens como os que ocorreram em Mariana, em 2015, ou em Brumadinho, em 2019.

A cobrança virou lei, mas aguarda regulamentação do Executivo para valer. A cobrança da caução foi incluída na lei que criou a nova Política Estadual de Segurança de Barragens. Fruto de um projeto de iniciativa popular conhecido como “Mar de Lama Nunca Mais”, a legislação, sancionada por Zema em fevereiro de 2019, cria um depósito caução a ser feito pelas mineradoras para cada barragem existente no estado.

Do Novo??? Novo o quê, mais do mesmo? Tá mais pra eczema.

Cabe a velha pergunta, quid prodest.

                                                     ***************

Copiadas do Desast ops! Blog do Ancelmo

Em que pé está a guerra entre Marcos Braz e um conselheiro do Flamengo

 Marcos Braz, o vice-presidente de futebol (*) Flamengo

(*) Do Flamengo, ligadão.

(…), o sócio chama Braz de “palhaço”, além de insinuar que sua atuação como dirigente teria respaldo de empresários, oferecendo-o(!!!) comissões.

Barrabás, este bateu o recorde de todos erros do errador insistente no ano passado! Se o Gordo vir isto vai ter um ataque… Oferecendo-lhe, cara-pálida! Zero no Enem!

 Já a situação do blog é de dar “pé na”…

 Onyx Lorenzoni faz queixas, no STF, contra Aziz, Randolfe, Renan e Tebet

Onyx Lorenzoni, um dos minitros(*) mais fiéis

(*) Ministros, escriba.

No caso de Aziz, a queixa acontecer(?)

(?) Cara-pálida escrever que nem índio falar em bangue-bangue duplado, no infinitivo… Aconteceu, atento escriba.

Já Renan,(X) postou em uma rede social que Bolsonaro e Lorenzoni entraram em “desespero”

(X) Como disse uma aluna de minha mulher não pode separar o sujeito do prejudicado, tira a bicha daí.

Roteiro dos ‘covideiros’ traz o vírus para casa

Segundo enquete do Site(?) Nomercado

(?) Miss Caixa, por que em alta?

Renato Aragão processa ex-funcionário e banco por prejuízo milionário

(…), estão processando o banco(!) Santander por adulterações na compensação de cheques que teriam gerado um prejuízo de cerca de R$ 3,3 milhões.

O processo cível contra o Banco(!) Santander

(!) Miss Caixa merece ser estudada… Resolva-se, cara-pálida!

Pesquisa: 89% dos músicos tiveram perdas decorrentes da pandemia em 2021

Entre os artistas, 89% afirmaram que passaram a ganhar menos dinheiro na(X) durante a pandemia.

(X) É o protótipo do escriba cuidadoso…

O Brasil caminha para ter a conta de luz mais cara do mundo, avalia Instituto(?)

 (?) Por que em alta se não tem o nome do dito-cujo?

Para esse(!!!) ano, a expectativa é de que o país chegue ao topo da lista das nações que possuem(!!!!!!) a mais alta conta de luz.

(!!!) Ele não aprende mesmo, Barrabás! Este ano, errador insistente, o ano vigente, o atual. Esse é passado. Alguns gramáticos admitem como futuro também, mas todos, sem exceção, garantem que é passado.

 (!!!!!!) O escriba é forte candidato, se infectado, a “possuir” uma gripe… Caramba, cara-pálida, possuir tarifa é dose pra elefante, têm tarifas.

 Estranha, muito estranha a passividade do Grupo Globo diante de tanta incapacidade. Por que será? O “Mirando” tem uma triste suspeita…

                                                             ***************

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine a nossa newsletter