Não perca. Live de nosso colunista Aylê-Salassiê Quintão

aylê

SOBRE AMERICANIDADE

O Americanidade é uma tentativa de instituir uma marca distintiva  para os povos da América, em oposição à Europeidade, com o fim de eliminar o caos identitário na América gerado no continente, pelos colonizadores portugueses, espanhóis, franceses, ingleses, holandeses e até dinamarqueses. Os estrangeiros enterraram as culturas  de 400 povos e línguas nativas enraizadas. 

O próprio batismo de “América” homenageia o invasor .   

O termo foi criado pelo jornalista cubano José Martí, autor de Nuestra América – abajo de rio Bravo, hay otra América, e difundido  a seu modo, pelo uruguaio José Henrique Rodó, o nincaraguense Rubem Dario,  o peruano Calderon, os brasileiros Manoel Bonfim,Veríssimo, Eduardo Prado e outros. A brasileira  Zilá Bernd é uma das responsáveis pela sua ressurreição. O meu Americanidade é baseado na hipótese de que o Mercosul, como suas potencialidades integracionistas,  poderia vir a ser um  vetor de adoção dessa americanidade,

AYLÊ-SALASSIÊ QUINTÃO

http://spaces.msn.com/ayleq

(atualizado, 2 de maio, 16h30)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine a nossa newsletter