Abrantes - Cassio

Tudo como dantes…no quartel de Abrantes. Blog do Mário Marinho

Tudo como dantes…

…no quartel de Abrantes

Abrantes - Cassio

A frase do título não é nova.

Ela chegou ao Brasil junto da Família Real em 1808.

Mas você não é obrigado a saber o que é ou quem foi Abrantes e o seu quartel.

Por isso vale a explicação.

A Família Real chegou ao Brasil, em1808, fugindo de Napoleão que invadiu Portugal.

Dom João VI, obviamente preocupado com o destino de seu povo e de sua terra, trocava mensagens perguntando como estava a situação.

E recebia lacônica resposta: “Tudo como dantes no quartel de Abrantes”.

A resposta queria dizer que estava tudo como antes na cidade de Abrantes, onde estava instalada a força de ocupação francesa, a cerca de 150 quilômetros de Lisboa.

Traduzindo, a expressão quer dizer: continua tudo na mesma.

Corinthians e São Paulo entraram ontem na Arena Neo Química do Corinthians com a expectativa de quebrar alguns tabus.

Vejamos:

  • – O Corinthians não perdia do São Paulo havia 15 jogos.
  • – O técnico Rogério Ceni não perdia do Corinthians havia 4 jogos.
  • – O técnico português Vitor Pereira, não venceu nenhum clássico desde que chegou ao Corinthians.

Então, tudo como dantes…

O empate de 1 a 1 até que foi um resultado justo e agradou a franceses (invasores) e a portugueses (invadidos).

O São Paulo foi melhor no primeiro tempo e terminou vencendo por 1 a 0.

E foi só 1 a 0 porque o goleiro Cássio fez uma sequência de 3 defesas espetaculares no finalzinho do primeiro tempo.

No segundo tempo, o Timão foi melhor. O técnico Vitor Pereira fez algumas modificações e o time melhorou, ajudado por modificações erradas de Rogério Ceni.

Em minha opinião, Roger Guedes deveria estar em campo. Afinal, ele é o artilheiro do Corinthians.

No caso de Rogério Ceni, o São Paulo mandou no primeiro tempo e não havia necessidade de mudar a estrutura do time.

Entre as mudanças, a saída de Reinaldo para dar lugar a Patrick. O lateral Reinaldo foi um dos melhores em campo no primeiro tempo. Patrick que entrou em seu lugar para jogar no meio campo, não foi visto em campo.

Mas, para queimar a língua do comentarista, foi Adson, uma das substituições de Vitor Pereira, o autor do gol de empate.

Bem, erros à parte (erros em minha opinião, claro), o jogo foi muito bom.

Jogo tenso e intenso, de muita disputa, de poucas faltas, com boa arbitragem que agradou a quem assistiu.

No sábado, o meu América, tão mineiro quanto eu, empatou com o Botafogo, 1 a 1. Não foi um mau resultado e o América está em 9º lugar, mantendo-se na faixa de classificação para a Copa Sul-Americana. Nada mau.

Por falar em Minas, O Cruzeiro continua firme no caminho de volta à Série A. Com Mineirão lotado, quase 60 mil torcedores, a Raposa bateu o Sampaio Correa, 2 a 0, e mantém se líder na Série B com 19 pontos três a mais que o vice-líder Bahia.

Veja os gols :

Outro jogaço!

jogaço - abrantes

Na manhã de ontem, começo de tarde, assistimos pela tevê o Manchester City tornando-se campeão inglês.

O Manchester jogava em casa contra o Aston Villa e precisava da vitória para ser campeão.

E não é que o abusado Aston Villa fez 2 a 0 e manteve o placar até os 31 minutos do segundo tempo, quando Gündogan marcou o primeiro do Manchester.

Aos 33 e 35, o Manchester marcou novamente e virou o jogo para garantir o título.

Tão bonito quanto a vitória, foi a comemoração ao final da partida.

A torcida do Manchester invadiu o gramado enlouquecida.

Mas, a segurança do jogo, fez um cordão de isolamento para resguardar os jogadores. Não se viu nem um enlouquecido torcedor tentando furar o cordão de isolamento para tocar nos seus ídolos.

Durante uns 10 minutos, a torcida comemorou em campo e nas arquibancadas.

Terminado esse prazo, os alto-falantes do estádio pediu que a torcida deixasse o gramado para a cerimônia de premiação.

Ordeiramente, a torcia foi deixando o campo e voltando ao seu lugar, acompanhada de longe pela força de segurança.

Será que aqui o nosso torcedor sairia pacífica e ordeiramente de campo?

Duvi-d-ó.

Mas, eles saíram.

Com os torcedores em seus lugares, os jogadores voltaram a campo acompanhados de esposas e filhos. Foi a festa da família.

Sonhar

não paga imposto

O campeoníssimo Pep Guardiola

Com o título de ontem, Pepe Guardiola conquistou o Campeonato Inglês pela quarta vez em seis temporadas. Ele foi campeão também em 2017/18, 2018/19 e 2020/21 antes de levantar o troféu novamente agora, em 2021/22.

Na Espanha, Pep venceu LaLiga em 2008/09, 2009/10 e 2010/11, perdendo o título em 2011/12 para o Real Madrid.

Na Alemanha, ele levantou outro tricampeonato seguido, em 2013/14, 2014/15 e 2015/16 dirigindo o Bayern de Munique.

Como se sabe, o técnico Tite já anunciou que após a Copa do Catar não dirigirá mais a Seleção Brasileira.

Seria muito pensar na contratação de Pep Guardiola?

Veja os gols e a festa da espetacular vitória do Manchester City.

https://youtu.be/6Guor2qWngo

 

____________________________________________________________

Mário Marinho – É jornalista. É mineiro. Especializado em jornalismo esportivo, foi FOTO SOFIA MARINHOdurante muitos anos Editor de Esportes do Jornal da Tarde. Entre outros locais, Marinho trabalhou também no Estadão, em revistas da Editora Abril, nas rádios e TVs Gazeta e Record, na TV Bandeirantes, na TV Cultura, além de participação em inúmeros livros e revistas do setor esportivo.

(DUAS VEZES POR SEMANA E SEMPRE QUE TIVER MAIS NOVIDADE OU COISA BOA DE COMENTAR)

1 thought on “Tudo como dantes…no quartel de Abrantes. Blog do Mário Marinho

  1. Gostei, Amigo Marinho. No que se refere ao único jogo que neste final de semana, sua análise bateu com a minha. E por que eu vi um único jogo, quando costumo assistir a todos do sábado e domingo? Porque estava ocupado com mais um evento de lançamento do livro-biografia O Cabo e o Jornalista – José Arnaldo 100 Anos. Abraços e muuuuiiiinto obrigado pela atenção que você me deu em relação a esta que considero A OBRA DA MINHA VIDA DE BIÓGRAFO.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine a nossa newsletter