Cacalo Kfouri e sua implacável caneta vermelha nos jornais do fim de semana

Que ocorre nas redações?

Não estão usando nem as mais simples regras de gramática, como as de atração pronominal? O Estadão, por exemplo, outrora paradigma da escrita de qualidade, está risível. Nele não são respeitadas nem a velha e nem a nova ortografias, erram até em concordância. Chegaram a inventar assembleia geral com hífen! Além disso, falta o conhecimento do sentido das palavras e de que elas devem ser usadas de acordo com o contexto. Confesso que não entendo, pois é possível instalar o Aurélio, o Houaiss e o Volp nos computadores e celulares, a consulta é fácil e rápida.

Checagem de informação, nem pensar: Sara Montiel, ícone espanhol, virou mexicana. E o faro dos repórteres – no caso, o problema é geral, não é só nele -, praticamente todas as informações publicadas têm buracos, são incompletas. Na Folha, a coisa está melhor, mas longe do ideal. Nela, tem o xerife Pasquale. E que dizer do UOL? É imbatível no quesito texto mal escrito. Carlos Imperial, se os lesse, estaria rouco de tanto gritar “nota deisxxxx”. Abaixo, as pérolas encontradas no fim de semana, e olha que não pude dedicar-me com todo o empenho, tomei conta do neto…

Ah, em tempo, esqueci do festival de anacolutos na TV, “Hollande, ele foi etc.”, “Obama, ele disse etc.”…

(Cacalo Kfouri)

———————————————————————————————————————————————————————–

  • No Estadão

TRAGÉDIA EM MARIANA

Prefeitura diz que Vale enviou água com querosene

Espera por quatro garrafas de um litro de água em Governador
Valadares supera 3h30; mineradora nega que exista contaminação

 

Tem declarações do prefeito, tem o desmentido da Vale, mas não ocorreu ao repórter dar uma cheiradinha na água para ver se tem cheiro de querosene mesmo? Nem perguntar para algum morador? Não sugiro beber, se tiver o produto, vai fazer mal, mas um cheirim, como dizem em Governador Valadares… Ou será que a matéria foi feita por telefone?

*******************

  • Na Folha

Governo de SP omitiu 973 mortes por policiais de balanços oficiais

Um total de 973 mortes cometidas por policias (policiais) militares de folga em ações de legítima defesa foi omitido por quase uma década dos balanços trimestrais de criminalidade divulgados pelo governo de São Paulo.

A Folha vai insistir, virou pinimba, apesar das explicações. Isso me lembra de um fato ocorrido há muito tempo. Quando da execução de um condenado à morte por fuzilamento nos EUA, o jornal publicou que “os componentes do pelotão de fuzilamento eram vendados para não saberem quem acertou o condenado”. Sim, foi isso que leram, essa foi a explicação. Eram tempos do fax, mandei um para a redação, explicando que não era assim, que as armas eram carregadas com munição viva e festim e ninguém sabia qual estava em que arma. A Folha demorou um mês para publicar a correção, apesar de minha insistência, mas não se deu por vencida: publicou um box em que explicava que existiam “outras” formas de execução, o que, em bom português, significa que manteve o fuzilamento por pelotão vendado. Se eu for condenado à morte, quero esse pelotão vendado!
**************

  • No Estadão

Nova caixa resgata clássicos do western

(…). Sara Montiel, a estrela mexicana (XXX)(espanhola), faz uma índia

Sara Montiel, seu nome artístico, famosa graças ao filme La Violetera, de 1958, em que fez o papel principal e cantou a música-tema, nasceu em Campo de Criptana, na Espanha. Confiar na memória, não checar, dá nisso. E hoje é tão fácil, é só dar um “google” e pronto. Antigamente, dava trabalho, tinha de ir ao arquivo, mas hoje???

***************

  • Na Folha, em Veículos

Com motor flex, Audi A3 Sedan nacional passa pelo teste Folha-Mauá
(…)

Não havia nenhuma indicação visível de que o modelo era o primeiro flex da marca alemã, pois o simplório(XXX)(uau!!!)(SIMPLES(*) adesivo que identifica a tecnologia foi colocado depois.

(*)simplório

[De simpl(es) + -ório.]

Adjetivo.
Substantivo masculino.

1. Diz-se de, ou indivíduo ingênuo, tolo, papalvo, simples. Atenção, o simples refere-se a um indivíduo.

***************

  • No Estadão

ACIDENTE DE TREM EM PARIS DEIXA10 MORTOS
PARIS

Um trem de alta velocidade que estava em fase de testes na linha entre Paris e Estrasburgo descarrilou ontem perto da fronteira com a Alemanha e deixou ao menos 10 mortos, segundo autoridades francesas, que reforçaram que o caso se tratava de um acidente. Outras (XXX)(*)  32 pessoas ficaram feridas,

Outras por quê? As “outras” não morreram? Então, é óbvio que não foram as mesmas, não?

***************

  • No Globo.com

Vídeo mostra ventania que derrubou árvores na Zona Sul de São Paulo

Velocidade dos ventos chegou a 55km/h no temporal de quarta-feira (11).

73 árvores caíram em toda a cidade graças (XXX)(devido) ao mau tempo.

Graças usa-se para coisas boas, agradáveis, graças a Deus, sarei graças à competência dos médicos; mas Fulano morreu devido a uma doença grave. No caso, a palavra foi usada devido ao desconhecimento do sentido das palavras que grassa na imprensa. As palavras e expressões, mesmo que (aparentemente) sinônimas, têm de ser usadas de acordo com a situação, o contexto.

  • *************

    No UOL

Repórter da Record sofre derrame cerebral e é salva pelo cinegrafista
(…)

O cinegrafista que a acompanhava, conhecido por Gringo, (a pegou)(X)(pegou-a)(*) no colo, colocou (dentro do)(no)(**) carro da reportagem e a(XXX) levou(-a)(***)rapidamente

(*) A pegou? Além de feio, não soa bem, confuso, apegou…

(**) Fora é que não haveria de ser, não?

(***) Rapidamente é advérbio, atrai o pronome, regrinha mais que básica.

*************

PM descobre rinha de galo e apreende 55 animais

Na madrugada de sábado (14), após uma denúncia anônima de que na comunidade de Nova Santana, município de São Jorge D’Oeste, no Paraná, estava acontecendo rinha de galo em uma propriedade, policiais militares da 3ª Cia, Rotam, RPA e Serviço de Inteligência P-2, foram até o local e ao se aproximar perceberam que alguém soltou foguetes para alertar os participantes e os donos do local desligaram as luzes para facilitar a fuga dos participantes.

Como diz Milton Leite, que beleza! E que economia de vírgulas…

Os policiais agiram rápido e localizaram escondidos em uma mata 11 pessoas. Todos(Todas) foram identificados (identificadas). Durante buscas (foi localizado)(foram localizadas)com eles grandes quantidades em dinheiro oriundo das apostas. Foi localizado(XXX)(achado)(*) no local usado para as rinhas um quadro de anotações das apostas.

Foram localizadas (XXX)(encontradas) e apreendidas ainda 55 aves com ferimentos;(XXX)(,) (algumas delas com ferimentos)(XXX)(alguns graves) graves.

A Polícia Militar alerta que a briga de galos não é uma “prática esportiva” como muitos dos envolvidos afirmam, mas(XXX)RED é considerada crime de maus(-)tratos aos animais

Citando novamente Milton Leite, meu Deus!!!

****************

Só 15% de barragens com risco fizeram plano de emergência

Brasília – A catástrofe causada pelo rompimento das barragens de rejeito de minério em Mariana (MG) expôs a precariedade na fiscalização e nos programas de riscos e danos relacionados a essas estruturas instaladas no Brasil. A falta de monitoramento e de recursos humanos e financeiros para as vistorias tem (XXX)(têm) há cinco anos, levado ao descumprimento da lei que trata especificamente desse tema, uma situação que já era de conhecimento do governo.

(…)

(…). As duas barragens da Samarco, segundo o diretor de fiscalização do DNPM, Walter Arcoverde, estavam enquadradas como estruturas de baixo risco. Ele próprio admite falha nos parâmetros. “Não pode ser de baixo risco. Isso acendeu o alerta totalmente. Tem de haver uma estrutura muito mais pesada para enfrentar o problema.”

A matéria é boa, mas faltou uma pergunta fundamental: a multa aplicada à Samarco – não lhe tiro a responsabilidade, claro que tinha de tomar providências para que o desastre não acontecesse –, na verdade, não passa de demagogia? Leiam a matéria toda e verão, o governo é corresponsável, não fiscalizou, não fiscaliza, cortou verbas e, ao que tudo indica, mais desastres virão (e não é só o atual, a incúria vem de longe).

*************

  • No Estadão, Link, hoje

Fora do ar. Todos os equipamentos eletrônicos estão mais caros e as vendas em 2015 em queda; se o desempenho previsto para o terceiro trimestre for tão ruim quando (X)(quanto) se projeta, o mercado de smartphones no Brasil terá o seu primeiro ano de retração na história

***************

Os jornais têm se dedicado bastante ao desagradável tema, sob todos os aspectos, Eduardo Cunha. E todo dia apontam as inconsistências de suas explicações esfarrapadas, trazem entrevistas com colegas dele, ministros do STF e outras (aqui cabe o pronome) autoridades. A da venda de carne enlatada para países africanos seria cômica não fosse trágica (além de ele achar que somos burros). O estranho é o fato de que nenhum jornal mandou alguém a esses países para descobrir quem comprou.

E ninguém pediu para que ele apresentasse as guias de exportação.

***************

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine a nossa newsletter