Solidariedade aos amigos. Ecos da greve forçada. E até “colchão” mole na grande imprensa

broke_man_with_empty_pockets_md_clrA verdade verdadeira é que a greve fracassou. O que se viu foi manifestações de movimentos (antis)sociais, sindicatos e os mascarados de sempre, fazendo o que sabem, quebrando e pondo fogo. Sim, escolas pararam, algumas por medo do que viesse a acontecer com os alunos, outras porque os professores aderiram ao movimento (faz tempo, só precisam de um pretextozinho para não dar aulas). Não dá para avaliar qual a efetiva presença dos trabalhadores nas manifestações, pois muitos não foram ao trabalho por falta de transporte coletivo, os ônibus não saíram das garagens, seus donos foram ameaçados por meio de métodos do PCC.

 São entre 16 mil e 17 mil sindicatos no país, dependendo da fonte – parece que aprenderam com os políticos, 35 partidos, como um país assim pode funcionar? –, o que leva a crer que o principal motivo do movimento não foi perda de direitos trabalhistas, mas ação em causa própria, contra o fim do imposto sindical.

Vai acabar a mamata, só vão sobrar os sindicatos sérios, são poucos. Muitos dos ex-presidentes de sindicatos são os responsáveis pelos enormes rombos nas contas dos fundos de Previdência de empresas públicas e mistas. Uma coisa intrigante é a semelhança entre as centrais sindicais – tanto as de trabalhadores como as empresariais –, a CBF e as federações estaduais de Futebol, seus presidentes se eternizam nos cargos, um empregão com estabilidade dos bons.

 Continuo sem entender por que alguns vão às manifestações com máscaras, gente com boas intenções faz isso? Volto a dizer, sou do tempo das ações durante a ditadura militar, a repressão a elas não tinha limites, e nunca pusemos máscara. O que se vê hoje é um monte de mascarados quebrando, pondo fogo (não sou sofisticado, não uso atear, e, se usasse, seria “a” e não “em” como é comum ler e ouvir), provocando e fotógrafos dos tais dos coletivos, também mascarados, registrando a reação da polícia – quase sempre, inadequada, mas é isso que eles querem fotografar – para divulgar nas mídias (antis)sociais. Estão a procura de um cadáver e, ao que parece, vão conseguir, um PM goiano atingiu (fato reconhecido pela corporação) um mascarado de forma despropositada, o rapaz está hospitalizado em estado grave.

 No Estadão (30), pág. A8, “Fumaça preta”.

 Atenção, atenção, futuros corruptos do país, logo que começarem a roubar o povo, construam casas “palacianas”, pois, se forem presos e condenados, a probabilidade de cumprirem a pena nelas é enorme. Eike Batista acaba de chegar à dele…

 Na Folha de S.Paulo(29), pág. A6, “Aos mestres, com carinho”; e no dia 30, pág A12, “Lula não se lembra do que disse em fevereiro”.

 Mais uma vez, quebrando meus hábitos, publico assunto que foge aos objetivos do Mirando, mas se trata de ajudar um amigo que está em situação difícil. Trabalhei com Otto Filgueiras na revista Guia Rural, fizemos várias viagens para publicar belas reportagens, uma pessoa admirável. Tem uma doença degenerativa que causa, além do desconforto em si, grandes despesas que não consegue enfrentar. Quem puder e quiser, aqui vão os dados para ajudá-lo:

Photographer_head Otto José Mattos Filgueiras (CPF 836.654.988-72) – Banco do Brasil – Agência 0637-8 – Conta 76028-5.

 (CACALO KFOURI)

***************

No Congresso em Foco

 CUT estima que mais de 35 milhões de brasileiros deixaram de trabalhar hoje

 Obs.: – Quantos voluntariamente? Pelo que se viu, a maior parte deixou de ir por falta de transporte, não conseguiu chegar aos locais de trabalho. Um dos clássicos da música americana é  Say It Isn’t So, que teve sua tradução para o português como “Mente, Por Favor”.  Serve, não?

 ***************

No Blog do Jamildo

 No RS, Lula cita Fidel e diz que a história o absolverá

Obs.: – Seria a primeira vez em que se teria a história escrita pelo perdedor… Ah, constaria nela, por exemplo, um capítulo contando como negociou com Emílio Odebrecht o fim de uma greve, nos anos 1970, no  Polo Petroquímico de Camaçari, na Bahia? Ou que teve ajuda de Odebrecht na famosa  “Carta ao Povo Brasileiro”? Vai contar  das propriedades que “não” tem?

***************

No UOL

“Coisas da vida”

Pires cai e fere ombro em escada de aeroporto

Obs.: – Não ficou com o pires na mão…

Doria atira no chão flores oferecidas por ciclista em “homenagem a mortos nas marginais”

Obs.: – Dois inadequados. A ciclista, por que pedaleiros não devem andar nas marginais, e também não são santos, longe disso, canso de ver a “espécie” desrespeitando todas as regras de trânsito, achando-se acima do bem e do mal. E o alcaide, por que não é forma de uma autoridade agir, cada vez mais se mostra um preopotentezinho, da escola de Dilma Rousseff, que diz odiar.

***************

No Estadão

Desequilíbrio do Árbitro 

O juiz (simulou empurrou)(UAU!) que o fez quatro ou mais passos para trás.(…). Punido com quatro jogos, ele foi instruído pelo Vasco a não se pronunciar mais sobre o (assinto.)(UAU!)

(UAU!) Nem o revisor automático trabalhou no feriadão…

‘Reforma constitucional sim, mas só após eleição’

Nova pesquisa da USP, diz professor, aponta ‘total desconexão’ entre partidos e eleitores

Obs.: – Falta um dado, a total desconexão entre a academia e a população.

Escolha Pesada

1 kg de dinheiro compra pouco na Venezuela

carne
ACREDITE: ISSO É PEDAÇO DE “COLCHÃO”…

                                                                                                  

2 kg de colchão(!!!???) mole

(!!!???) Tentei dormir nele, não consegui me acomodar e ainda fiquei todo sujo de sangue. Caramba, o que será que os velhos Mesquitas fariam em um caso destes, sobraria pedra sobre pedra?

UFRJ sofre o maior furto de livros raros do Brasil

Retirada de 303 obras é a maior registrada. Suspeito é ladrão famoso, que terá vida retratada em filme financiado com verba pública – o que revoltou vítimas. “Parece um escárnio. Nada contra filme sobre crimes, mas, ao autorizar patrocínio, a Ancine chancela os danos ao patrimônio público”, afirma Marcelo Lima, da Câmara Técnica.

“Tentei muitas vezes leis de incentivo para conservar o acervo, e nada. Agora um ladrão da cultura nacional consegue?”, indaga José Tavares Filho, bibliotecário responsável pelo acervo da [Biblioteca] Pedro Calmon.

Obs.: – Filmes sobre falsificadores e ladrões de arte há às centenas, alguns excelentes (os filmes e os inspiradores), mas com patrocínio oficial deve ser o primeiro na história.

Uma dúvida: a polícia não vai atrás dos compradores? Este mercado só existe por haver quem compra. Pra quem compra falsificações, bem feito!, gasta fortunas pra comprar gato por lebre, sinal de que não entende do assunto, é ser trouxa, compra pra ostentar. Já comprar coisa roubada é receptação, crime.

 Transferência de votos antes de segundo turno ignora ideologias

 Parte do eleitorado da esquerda radical francesa cogita de votar em Marine Le Pen, da extrema direita

Obs.: – Não, não ignora, esta é a verdadeira esquerda, “ou faz do meu jeito ou não brinco mais.”.

 Dilma sofre de ‘amnésia moral’, diz Santana

 Obs.: – Não só moral, para usar uma palavra de que ela gosta muito, seletiva também.

 ***************

Na Folha

balao-de-pensamento

A segunda morte de Mário de Andrade

Para os que julgavam o samba e a arte de Sinhô elementos de um vulgarismo e banalidade sem par, Mário [de Andrade] contrapunha:“Vulgaridades e banalidades apenas para os indivíduos que não sabem reaprender, todos os dias, certos fenômenos, certas reações essenciais diante do amor, da pândega e da sociedade”. e arrematava:“Mas nisso quem tem culpa não é Sinhô, não é o índio, não é a criança, não é o carioca. É o que se supõe culto”.

Impossível não lembrar de Mário quando se lê a entrevista concedida, há poucos dias, por Charles Cosac a esta Folha. Empossado como novo diretor da maior biblioteca pública de São Paulo—batizada justamente com o nome do autor de“Macunaíma”-, Cosac anunciou que irá extinguir o projeto Samba na Varanda, cuja programação ocorria no terraço da Biblioteca Mário de Andrade, sempre com rodas temáticas: samba e  religiosidades da diáspora africana, samba e consciência negra, samba e resistência simbólica. “Cortei”, afirmou o diretor. “Já basta o samba do boteco ao lado.” “Não aguento duas rodas de samba”, explica-se Cosac.

Obs.: – Quem sou eu para acrescentar alguma coisa ao que Mário de Andrade escreveu em 1929?

Com filosofia de que felicidade traz resultados, escritório dá 6 meses de licença para pai e mãe

(…), afirma Alexandre Pellaes, 42, diretor de (gestão de pessoas)(*) do escritório SBZAdvogados

(*) Inacreditável, funcionou muito tempo depois! Lembrei-me de uma palestra que fotografei há muito tempo, nela um dos participantes disse algo que me marcou, “Recursos Humanos… isto é uma barbaridade, é considerar que gente é como material que está no almoxarifado, preciso de uma pessoa para uma determinada função, vou lá ao RH é pesco uma. Gente é gente, tem de ser tratada como gente!” Está aí a diferença, gestão de pessoas.

 Lula amplia liderança para 2018, e Bolsonaro chega a 2°

Cresce percepção de corrupção sob Lula

 Obs.: – Há centenas de piadas sobre como é difícil de entender como funciona a cabeça de uma mulher. E a dos eleitores, então?

 Legenda de foto: O advogado Emanuel de Holanda Grilo, 36, autor por trás do personagem Joselito Müller, num sebo em Natal, onde vive

Obs.: – Ele vive em Natal ou num sebo em Natal?

Prostituição de venezuelanas avança com imigração em massa no Norte

Obs.: – E pensar que o país de origem delas é o 12° maior produtor de petróleo do mundo. Foi isso que Chávez e seu ouvidor de pajaritos, Maduro, conseguiram.

Humorista Marcelo Madureira é hostilizado em manifestação no Rio

Aos gritos de “fascista”, “canalha” e “golpista”, o humorista Marcelo Madureira, 58, conhecido pelo trabalho no “Casseta & Planeta”, foi expulso de manifestação no centro do Rio durante a greve geral da última sexta-feira.

Obs.: – E ele é o “fascista”???

***************

No Blog do Gois

Motoristas que bloquearam ontem a Ponte Rio-Niterói foram multados em R$ 5,8 mil

 A Polícia Rodoviária Federal autuou, na manhã de ontem, os cinco veículos que bloquearam a Ponte Rio-Niterói por causa da greve geral.

Obs.: – Notem bem, CINCO motoristas bloquearam a ponte, não foram 5 mil. É manifestação?

***************

frustrated_pop

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine a nossa newsletter