silêncio

O silêncio dos culpados e as propinas que matam

silêncio “Me reservo ao direito de permanecer em silêncio”. Esse foi o bordão do “mágico” Carlos Wizard no depoimento à CPI da Pandemia ontem (30).

 Mas, pode ser traduzido como “faço parte do gabinete paralelo, mas não vou confessar; conheço fulano, beltrano e sicrano, fizemos malfeitos em conjunto, mas não sou trouxa de assumir”. Papelão pior que o dele só o de seu causídico, Alberto Toron, que, se bem pago, defenderia até Hitler.

 Segundo informa Chico Alves, colunista do UOL, desde outubro o coiso  e o então ministro da Saúde general da banda  Pazzo, o zuello, sabiam de problemas na atuação de Roberto Ferreira Dias, diretor de logística da pasta defenestrado ontem. Foi ele quem assinou o contrato no valor de R$ 133,2 milhões com a   Life Technologies Brasil Comércio e Indústria de Produtos para Biotecnologia Ltda, para a compra de 10 milhões de kits de insumos para testes de covid-19. A suspeita de irregularidade no processo foi informada ao Tribunal de Contas da União (TCU) pela Diretoria de Integridade do próprio Ministério da Saúde e o contrato, feito sem licitação, anulado.

Apesar disso, ele foi mantido à frente da negociação da importação da Covaxin. De acordo com Luis Ricardo Miranda, chefe de importação do Ministério da Saúde, em seu depoimento   à CPI da Pandemia, Dias foi um de seus superiores a pressionar para liberar a importação da Covaxin com   nota fiscal internacional ilegal.

Aquele que se apresenta como representante da empresa Davati Medical Supply – esta, primeiro  negou que fosse, depois admitiu que é -, Luiz Paulo Dominguetti Pereira, que, anteontem (29), contou à Folha de S.Paulo ter recebido  a proposta indecente do descartado Roberto Ferreira Dias,  de pagar propina de US$ 1 por vacina,  completou, ontem a informação acrescentando que no encontro no restaurante em que houve a oferta da maracutaia esteve presente o tenente-coronel do Exército Marcelo Blanco, que foi assessor no Departamento de Logística do Ministério da Saúde.

Por uma estranha coincidência, um dia antes do encontro, mais este militar a “honrar” as Forças Armadas  abriu uma empresa de representação comercial de medicamentos.

A oposição e os  movimentos sociais protocolaram, ontem,  o super pedido de  impeachment do coiso,  mas isso não deve ser considerada uma boa notícia, o presidente da Câmara, Arthur Lira, apesar de criticado pela deletéria figura, sem caráter que é, continua a apoiá-lo e deve engavetá-lo  na já lotada gaveta de sua mesa.

A verdade verdadeira é que o coiso transformou Sarney, Collor e Lula em aprendizes. Dilma fica fora desse time, não foi cassada por desonestidade, foi por incompetência e porque o Arthur Lira da época era Eduardo Cunha, seu inimigo. Se o Congresso fosse digno de respeito, o genocida não duraria mais um mês na Presidência, que passou a ser com “p” na sua (in)digestão.

Aliás, faz tempo que não homenageio o Gordo, a o apoiar e o engavetar

Na semana passada, uma dentista dirigindo um BMW em alta velocidade atingiu um grupo de motoboys em São Paulo. Recusou-se a fazer o teste do bafômetro, foi levada a uma delegacia, fichada por homicídio culposo, pagou fiança de R$ 22 mil e vai aguardar em liberdade um julgamento que sabe-se lá quando acontecerá. Ontem, também em São Paulo, um pedreiro, que admitiu ter bebido – mas que também se recusou a fazer o teste – e não ter CNH, cometeu uma infração de trânsito que resultou na morte de um motoboy. Foi levado à mesma delegacia em que esteve a dentista, onde foi fichado por homicídio culposo e… e… transferido para um Centro de Detenção Provisória, afinal é um pedreiro, não uma dentista, como pagaria R$ 22 mil de fiança? Brasilsilsiiiil!

 Caramba, será que não cai a ficha dos pauteiros dos noticiários de TV que ninguém aguenta mais ver entrevistas com manifestações de alegria dos que foram vacinados,  as mesmas abobrinhas de sempre? E, agora, a situação piorou, são acompanhadas por outras da mesma espécie, sobre a queda de temperatura. Provavelmente, estão preparando as pautas “não faltarão flores em Finados” e a próxima, “não faltará peru no Natal”. Vão catar coquinho, quanta falta de imaginação – e preguiça!

(CACALO KFOURI)

                                                             ***************

                                                             ***************

****************

Barrabás, TV Foco e cara-pálida fora de foco, mandou às favas as malas do âncora. Santa Inhorância, padroeira dos escribas da internet.

 Se continuar caprichando vai conseguir uma vaga no blog abaixo…

                                                             ***************

Copiadas do Blog do Ancelmo

 Lázaro Ramos e Luiza Trajano estarão em debate sobre mercado de trabalho e inclusão social

O festival é transmitido através do Facebook e Twitter da GloboNews e, também, no Youtube(*) da Globo.

(*) Cara-pálida, este é exclusivo da GloboNews? O dos simples mortais é YouTube.

“Uma das coisas que mais tem(XXX) me estimulado hoje em dia,

(XXX) Dá nele, raciocínio! Entre as coisas que mais tÊM me estimulado esta é uma, cara-pálida.

A guerra entre os sócios do conhecido motel Corinto chega à Justiça

Um dos locais de saliência mais conhecidos da Zona Norte do Rio, o motel Corinto – que já teve até a bela Nicole Bahls como garota(*)propaganda

(*) Hífen, cara-pálida.

O silêncio de Kajuru na ação de Luciana Gimenez no STF

É que duas vezes foi lançado no sistema do STF certidões de ausência de um posicionamento de Kajuru,

Que beleza, cara-pálida, foi lançado certidões… Foram lançadas, tome tento!

Marco Feliciano é condenado a pagar R$ 41,8 mil a Jean Wyllys após postar fake news

O ex-deputado é representado pelo escritório é(?) Flora, Matheus & Mangabeira Sociedade de Advogados.

(?) É mesmo, cara-pálida. Tira este bicho daí.

Puxa, um tremendamente evangélico pastor postando mentiras? Oh, céus!

‘Do zero(*) à Aids’, livro de Jorge Machado, vai virar uma peça

Com direção de Bruce Gomlevsky e intervenções visuais de Amanda Palma, o livro “Do Zero(*) à Aids”,

(*) Cara-pálida, decida-se, em alta ou baixa? É em alta.

Academia Nacional de Medicina completa hoje 192 anos

Já há mais de dez mil inscritos”, diz o acadêmico e gastroenterologista José Galvão.

o(?) também acadêmico e neurologista Sérgio Augusto Novis, em seu depoimento para o “Memória virtual”. O acadêmico Silvano Raia(*) brincou que não contaria seus segredos na série.

(?) Frases não começam mais em caixa-alta, cara-pálida?

(*) Que pena, é uma perfeita ocasião para esclarecer detalhes obscuros da morte de Florestan Fernandes.

Para relembrar: http://pordentrodamidia.com.br/a-trilogia-de-um-erro-medico-encerramento/

É semana de estreia para Carolina Ferraz, com a segunda temporada de ‘She is the boss’

 A série continua com lançamentos semanais, todas às(!!!) sextas-feiras

(!!!) Ferreira Gullar, o autor de “a crase não foi feita para humilhar ninguém”, vivo fosse faria uma alteração, “foi feita para humilhar o cara-pálida”, não acerta uma, põe onde não tem, não põe onde deve. As sextas-feiras, bicho.

Justiça dá 48 horas para CBF explicar por que seleção brasileira não usa o número 24

O juiz Ricardo Cyfer, da 10ª Vara Cível, concedeu liminar minutos atrás para obrigar a CBF a se manifestar, em 48 horas, sobre o porquê da(*) seleção brasileira

(*) De a, cara-pálida.

A ação foi apresentada dias atrás pelo Grupo Arco(*)Íris de Cidadania LGBT,

(*) Hífen, cara-pálida.

A questão é mais complicada, sr. juiz e Grupo Arco-Íris, se existe a numeração mas nenhum jogador quiser usá-la vão obrigar que algum use?

Daniel Silveira, aquele deputado truculento, pensa em ser governador do Rio

Ele acredita que as duas prisões aumentam o capital político dele. É tudo que o Rio… não precisa. Deixa pra lá.

Não deixe pra lá, lembre-se de quem o Rio elegeu nos últimos tempos, o próprio, a zeralhada toda, milicianos, Sérgio Cabral, Pezão etc. etc. etc.

STF autoriza audiência de custódia por videoconferência

Até então as audiências de custódia só poderiam ser feitas de forma presencial, visto que é necessário que o preso seja submetido a(*) presença do juiz em até 24 horas,(X) para verificar eventuais abusos no momento da prisão.

(*) À presença, cara-pálida.

(X) Outra especialidade da turma, virguleta onde não deve, falta de onde deve ter. Tira ela daí.

Covid-19: Justiça do Rio nega pedido de hotéis contra corte de energia

No entanto, segundo a decisão judicial, as medidas de isolamento social atingiram não somente aos(XXX) hotéis,

(XXX) Se a cara-pálida fosse da área policial escreveria “os tiros atingiram à vítima – claro que, para completar o desastre, seria vítima fatal). Os hotéis, caramba.

                                                             ***************

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter