O abismo entre o humanismo e os minions: pesadelo nacional

Finalmente, ocorreu o previsto, Mandetta foi demitido. Que lhe sirva de lição, não se deve aceitar convite de determinadas figuras, faz mal para o currículo, ainda mais conhecendo a folha corrida de quem convida. E saiu deixando mais uma sujeira em sua ficha, declarou que “O presidente é extremamente humanista e pensa também nesse momento todo pós-corona.”.  Todos terão de jogar no lixo seus dicionários, a definição de humanista que trazem está errada…

 Já o substituto, Nelson Teich, sabe bem onde está pisando, é bolsominion de carteirinha, fez campanha para o coiso, é mais empresário do que médico, já declarou que a gestão da pandemia não deve excluir o socorro econômico. Por que dizer isso, quem declarou o oposto? O que as pessoas de  bom senso declararam é que em primeiro lugar vem a vida humana, ninguém declarou que a economia não tem importância. No seu discurso de posse, só faltou gritar Sieg Heil!

 Para completar a tragédia, disse que há um “alinhamento completo” entre ele, Bolsonaro e todo o grupo do ministério.”. Alinhamento completo com o coiso é o mesmo que dizer que os brasileiros vão sofrer muito. E com que grupo se os mais capacitados, a menos que mudem de ideia, devem sair com Mandetta?

 Um detalhe: saberá ele o significado de alinhamento? Na fala de ontem disse que é adepto do alinhamento horizontal…

 É a confirmação do que o Mirando veio sustentando nos últimos dias, uma pessoa com amor-próprio, que respeite valores morais e éticos jamais aceitaria o convite.

 O artigo está na Folha de S.Paulo (16), pág.A2, “A burrice saiu do armário”.

https://www1.folha.uol.com.br/colunas/marilizpereirajorge/2020/04/a-burrice-saiu-do-armario.shtml

 O Mirando saiu do armário bem antes, em certas circunstâncias a gentileza no trato não tem lugar, não há como agir de outra forma atualmente.

 O texto, de autoria de José Paulo Kupfer, publicado originalmente em seu Facebook, reproduzido na edição do Jornalistas&Cia desta semana, é a descrição exata do que deve ser o Jornalismo:

 www.jornalistasecia.com.br/files/zepaulokupfer.docx

“Amigos, este é um momento especialíssimo, em que mitos e tabus caem como castelos de areia. Em momentos como esses, o jornalismo profissional, comercial, ou como queiram chamar, mostra o seu valor. Mas, para isso, há um pré-requisito.

Há poucas vantagens em ser velho e pertencer a grupos de risco… Uma é ser, como o extinto Repórter Esso, testemunha ocular da História. Vou contar um segredo que os velhos da profissão guardam porque é grande o perigo de serem mal interpretados.

Um dos melhores momentos do jornalismo profissional foi em meados da Ditadura. Sim, quando havia censura explícita e pressões econômicas fortes.

Os donos dos jornais, nossos patrões, perceberam que sem notícias de verdade, com credibilidade, o negócio de veicular notícia ia para o ralo. Ocorreu então um acordo tácito, não escrito, não combinado.

Do nosso lado, esforço de narrar os fatos por trás da propaganda oficial, com checagem rigorosa. No lado dos patrões, esforço para driblar a censura e as pressões oficiais. E de não autocensurar as reportagens. Confiram como se comportou o jornalismo profissional nos anos 70.

Na democracia, o jornalismo profissional encontrou barreiras. Simpatias patronais com os governos FHC não ajudaram, assim como não ajudaram as antipatias patronais com os governos Lula. E o curioso é que os dois, FHC e Lula, contribuíram, positivamente, para melhorar o país

Mas, aí, o jornalismo profissional estava enroscado e não conseguiu cumprir bem seu papel. Agora, está num momento bom de novo. E todos podem observar seu grande valor, quando é exercido sem enquadramentos.

Moral dessa história: o jornalismo profissional, até pelo nome que o designa, não se dá bem com enquadramentos”.

José Paulo Kupfer

É bom ressaltar que, no caso atual, as críticas negativas não têm relação com partidarismo, não há o que elogiar; já as positivas devem ser creditadas ao fanatismo, à cegueira.

As redes que passaram a receber o adjetivo antissociais, não por culpa delas e, sim, de quem as usa mal, como bem tratou a nova colunista da Folha, Lúcia Guimarães, ontem, deram  margem para o surgimento de novas “Marias Antonietas”, clones daquela do “se não tem pão, que comam brioches” à época da Revolução Francesa. O que tem de granfos e famosos exibindo-se dentro de seus palácios é uma grandeza. “Ricos famosos encarnam as Marias Antonietas de quarentena” https://www1.folha.uol.com.br/colunas/lucia-guimaraes/

(CACALO KFOURI)

                                                            ***************

Copiadas do Estadão

 Trump envia ajuda, mas em seu nome

Em uma decisão inédita nos EUA, Donald Trump ordenou que seu nome seja gravado em todos os cheques de US$ 1.200 que serão enviados a 70 milhões de americanos como ajuda durante a crise da pandemia de coronavírus. A exigência causou espanto de muita gente, em razão da proximidade da eleição presidencial, em novembro.

Em razão da exigência de Trump, uma fonte da Receita Federal afirmou ao jornal The Washington Post que haverá atraso na entrega da ajuda financeira. A ordem partiu do Departamento do Tesouro. Assessores e funcionários do governo disseram que o presidente chegou a sugerir que os cheques tivessem sua assinatura, mas foi convencido de que o procedimento não seria legal.

O que é pior, ser imoral ou amoral? Amoral, sem dúvida, o imoral, no íntimo, tem vergonha pelo que fez, o amoral não sente nada. A pergunta a ser feita é como classificar quem vota em gente assim?

Bispos evangélicos morrem após cultos

Mortes ocorreram nos EUA e no Chile; americano disse que só pararia de pregar ‘na cadeia ou no hospital’

Errou, parou na cova…

Durante um sermão, em 22 de março, Glenn pregou para algumas dezenas de fiéis na igreja e publicou o vídeo no YouTube. Depois, o conteúdo foi removido.

Na época, o bispo foi citado pela imprensa dizendo que “Deus é maior que o temido vírus”.

Este é outro que acreditou em reza, mas teve mais sorte, não foi pro beleléu, foi salvo pela medicina. É o prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis, que esteve na unidade de tratamento semi-intensiva do Hospital Pró-Cardíaco, já teve alta, está em recuperação

No fim de março, Washington Reis apareceu em um vídeo dizendo que as igrejas da cidade permaneceriam abertas “porque a cura virá” delas. Na hora do vamos ver preferiu a fé de menos e foi a um hospital.

Tratar de religião é dos temas mais espinhosos que existem, mas vamos tentar sem ferir sensibilidades, lidar pelo aspecto lógico. Quem crê em Deus – deixo, mais uma vez, claro que não acredito e nem desacredito, penso ser uma maldade atribuir desastres à vontade d’Ele,  onde estaria a bondade? – define- O como onisciente e onipotente e responsável por tudo o que acontece, fazem até uso de um cacófato quando acontece algum desastre, foi Deus… Então, somando 2 com 2, o vírus é do tamanho de Deus, pois foi Ele quem o criou, uai. E se foi, de que adianta rezar? Pra fazê-Lo mudar de ideia? Deixem Deus fora disso, não faz bem para a ideia de cuidador que se tem Dele. Obedeçam, então, o mandamento que obriga a não tomar Seu nome em vão.

 SP distribui material para aulas a distância na rede pública

Desenhos produzidos por crianças de 0 a 6 anos poderão contar como horas cumpridas na educação infantil

Olha o estatisquês aí de novo, gente! Quem conhecer uma criança com 0 ano leve-a a uma TV para entrevista e ficará famoso mundialmente. Cara-pálida, crianças de até 6 anos, caramba.

Significativo

Na capital paulista, pelo que esta coluna apurou, tanto o hospital Sírio(*)Libanês bem como o hospital Einstein estão assistindo a uma diminuição dos casos graves de coronavírus.

Um líder que faz muita falta em tempos de crise

Mas o momento não deixa de ser interessante para contar a história do diplomata brasileiro Sergio Vieira de Mello (1948/2003), Alto(*)Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, um homem que teve a história profissional marcada pela empatia, pela liderança firme e por uma preocupação genuína com as pessoas.

O filme explora também o tempo que o diplomata passou como representante especial da Administração Transitória da ONU no Timor-Leste(???)

Na Tailândia, onde foram filmadas as cenas que simulam o Timor(*)Leste, cerca de 30 timorenses participaram. “Isso foi muito interessante”, diz Moura.

Os figurantes do Timor(*)Leste realmente o conheciam muito, pois ele foi figura central na história do país.

(*) Nos hospitais faltam máscaras e luvas, no Estadão, hífens e atenção.

Mais uma evidência da falta de cuidado envolve a OMS, dependendo da página é da ou de Saúde, apesar de “dá” ser martelada 24 horas por dia nas TVs.

                                                              ***************

Copiadas da Folha

 Irmão de Bolsonaro é barrado em açougue ao tentar burlar regra em meio a coronavírus

 Renato tentou entrar sem máscara no estabelecimento, contrariando norma de município no interior de SP

O comerciante esteve na última segunda-feira (13) em um açougue de Registro (SP), a 194 km da capital paulista, e se recusou a cumprir medidas estipuladas pela prefeitura para prevenir o contágio. Por isso acabou barrado na porta e não foi atendido.

Que árvore, só deu fruto ruim, assim como um dos frutos dela.

Onze estados têm projetos para obrigar desconto em mensalidades escolares

Órgãos de defesa do consumidor e juristas alertam para possibilidade de proposta ser considerada inconstitucional

Irracional certamente é. No projeto será incluída a obrigatoriedade de descontos em aluguéis, salários dos funcionários? Há, sim, possibilidade de alguns abatimentos, por exemplo nas atividades extracurriculares que estão suspensas, alimentação, mas dar descontos na parte de custos fixos? Muito cuidado com propostas demagógicas sem a menor sustentação na realidade.

 Em reviravolta, Trump deixa decisão de reabertura econômica com governadores

 Em bom português, tirou o dele da reta, fez besteiras à pencas, tentou passar a culpa para a OMS e, agora, quer passar a responsabilidade para os governadores. Agora ficou difícil decidir quem copia quem, se o coisão ou o coiso. Uma coisa é certa, são dois bufões.

 

                                                              ***************

Copiadas do UOL

Bolsonaro diz que Maia conduz Brasil ao caos: ‘quer me tirar do governo’

Ontem, ao comentar aqui a declaração do publicitário do governo que, entre outras coisas, comparou  governadores a psicopatas, o Mirando afirmou que não tem o menor critério, os psicopatas estão pertinho dele e não percebe. Mais uma prova do acerto, o coiso acha que é Maia quem está levando o país ao caos.

                                                             ***************

 

ANIMADO de Carmita Lion | Poster, Fotos, Fotos da capa

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter