Pergunte ao coronavírus. Por Fernando Gabeira

PERGUNTE AO CORONAVÍRUS

FERNANDO GABEIRA

… quando se escrever a história dessa peste no Brasil, não se pode apenas culpá-la pelos estragos que fez. O governo digeriu mal a tese da imunização pelo amplo contágio e refugiou-se nela na esperança de tocar a economia…

ARTIGO PUBLICADO ORIGINALMENTE EM O ESTADO DE S. PAULO, EDIÇÃO DE 1º DE MAIO DE 2020

1 thought on “Pergunte ao coronavírus. Por Fernando Gabeira

  1. Muito bom texto, mas isto é pura redundância, embora mereça ser repetido.
    Estou encantado com a primeira-ministra da Nova Zelândia e seus auxiliares, temo que a procura para imigração aumente muito o que, parece, já é alto considerando o tamanho do país.
    Quanto aos testes, o exame pode dar verdadeiro negativo, e daí, e amanhã o mesmo teste, com nova amostra de sangue, apresentará o mesmo resultado? Única resposta relevante é a positiva, e isto para que possamos tomar providências à tempo; a negativa talvez não resista ao tempo necessário para apresentar o resultado. “Nada será de novo como a gente já viu um dia”, muito poético, mas na realidade nada é como o vemos, porque já há uma defasagem de tempo entre a formação das nuvens e a captação da imagem e, depois, o seu processamento.
    E quanto a isto a que chamam presidente, o que tem feito senão cuidar do bem estar de seus pimpolhos à revelia do restante dos brasileiros, fazer bagunça na liderança do país, relativo ou não aos cuidados aos pimpolhos, e ficar fazendo firula no meio da rua, criando ainda mais bagunça? Acredito que neste menos de ano e meio já foi à rua mais vezes que lulla nos primeiros quatro. Parece líder sindical, só fala e nada faz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter