Deputado isso

Deputado bolsonarista é mais um “isso”, eleito no rolo dos coisistas

deputado isso - bolsonaro

Toda a confusão causada pelo deputado coisista Daniel Silveira poderia ter sido evitada se a Justiça fosse mais rápida e, também, menos leniente com criminosos. A folha corrida do ogro deixa isso muito claro: quando era cobrador de ônibus apresentou três atestados médicos falsos para faltar ao serviço. Foi denunciado pelo Ministério Público em 2014, mas como nenhum juiz se mexeu a causa prescreveu em 2016.

Na sua passagem pela Polícia Militar, na qual só conseguiu ser aceito devido a um mandado judicial, a PM não queria aceitá-lo devido aos problemas com os atestados falsos e uma  briga de rua. A mesma Justiça que deixou prescrever as denúncias concedeu-lhe o direito de entrar para a PM. Nela passou  26 dias na  prisão, 54 em detenção, recebeu 14 repreensões e duas advertências quê, para a PM, deixaram “cristalina sua inadequação ao serviço policial militar, mesmo tendo recebido inúmeras oportunidades, confirmando ineficiência do caráter educativo”.          

Tem jeito um país em que “isso” é eleito para fazer companhia a uma porção de “issos”?   Se for levado em consideração o fato de que o país jamais teve política educacional adequada e hoje não tem nenhuma (gasto do MEC com investimentos é o menor desde 2010), que devido à pandemia a evasão escolar é grande, a única previsão possível é que no fim de 2022 o Brasil terá voltado à Idade Média em seu pior estágio.  

Na audiência de custódia da quinta-feira (18), o juiz Aírton Vieira, que trabalha auxiliando o ministro Alexandre de Moraes, manteve a prisão do deputado coisista. Parece que agora arrumou mais um com quem vai tirar braço de ferro [“Você está entrando numa queda de braço que não pode vencer”, zurrou ele para o ministro]

Dando continuidade ao seu comportamento deliquente, a Polícia Federal encontrou dois celulares na cela do coisista quando da sua transferência para um quartel da PM.

 Por falar em braço de ferro, este digitador, ao verificar se leva hífen, quase caiu de costas, para o Orélio não existe nem o verbete braço! e para o Uáiss não há braço de ferro, o coisista, segundo eles, não teria com quem brigar. Mas, quem manda é o Volp e nele estão os dois verbetes. Shame on you, Orélio, idem, Uáiss.

 O jornalista Ricardo Kotscho pergunta em seu “Balaio do Kotscho” (UOL) como o tenente das bombas e o soldado miliciano puderam ser eleitos. Este digitador não é assinante UOL, não tem acesso a conteúdo restrito, não sabe se tem a resposta. A do Mirando é triste, é um infeliz indício de que  grande parte dos brasileiros aprecia o comportamento criminoso deles.

https://noticias.uol.com.br/colunas/balaio-do-kotscho/2021/02/18/o-tenente-das-bombas-e-o-soldado-miliciano-como-eles-puderam-ser-eleitos.htm

Em entrevista ao UOL, ontem (18), Lula disse que Luciano Huck é uma aventura e vê chance de reeleição do coiso. Só se esqueceu de dizer que ele pode ser um dos artífices da tragédia.    

Entre as impropriedades declaradas, em uma demonstração de que nem Aritmética básica domina,  afirmou que o PT precisa ter um candidato próprio nas próximas eleições presidenciais  para enfrentar o coiso em sua tentativa de reeleição. De acordo com Lula, os partidos de oposição precisam lançar candidaturas próprias no primeiro turno e fazer um pacto de apoiarem o candidato  que for para o segundo turno. Não é capaz de perceber que a papagaiada proposta por ele pode levar, não a uma tentativa, mas à reeleição do coiso já no primeiro turno.       

Médicos  têm medo da explosão de casos no Rio após constatarem a chegada de variantes do coronavírus, mas  há um perigo maior, as constantes aglomerações,  grande parte das pessoas não tem a menor preocupação, além de se amontoarem durante o show do irresponsável que foi preso, na saída do cantor Belo do presídio teve tumulto, mais um ajuntamento. O “Feio” deixou a cadeia aos gritos de “eu te amo” de fãs que o esperavam na porta.  

Se gracyannes, anittas, massaferas, andressas, salemis e afins continuarem na mesma toada faltarão silicone e botox na praça… 

(CACALO KFOURI)

                                                                ***************

                                                                 ***************

Copiada da Coluna THAÍS OYAMA

 Da prisão, deputado diz à Câmara que só “aceitará” dois meses de suspensão

Por meio de dois colegas que foram visitá-lo ontem na carceragem da Polícia Federal no Rio de Janeiro, o deputado Daniel Silveira mandou um recado para o presidente da Câmara, Arthur Lira: só “aceita” no máximo dois meses de suspensão do seu mandato.

E o que o pitbull fará se for cassado? Vai dar um golpe de Estado? Um de artes marciais?

                                                                ***************

Copiadas do G1

 Cantor Belo é solto após prisão por fazer show clandestino em escola pública no Rio

A saída do cantor do presídio foi marcada por tumulto. O artista deixou a cadeira(???) aos gritos de “eu te amo” de fãs que estiveram no local

(???) Afinal, ele estava preso ou descansando, cara-pálida? Cadeia, cana, xilindró

IBGE abre concursos para mais de 204 mil vagas para o Censo 2021

São 181.898 vagas para recenseador, que exige nível fundamental, e 22.409 para agente censitário, de nível médio; remuneração vai até R$ 2,1 mil.

Uma pergunta inocente, vão fazer censo em plena pandemia? Vão pôr gente pra circular de uma casa para outra em plena pandemia? Quem vai deixar o recenseador entrar? Mais, tem sentido fazer o levantamento em um período em que centenas de pessoas morrem diariamente?

                                                                ***************

Copiada da Folha

Mônica Bergamo

Bebianno disse que Jair Bolsonaro pediu a ele que processasse Carlos, mostra vídeo

Jair Bolsonaro pediu ao ex-ministro Gustavo Bebianno que processasse Carlos Bolsonaro, vereador e filho do presidente, e prometeu a ele o ministério da Justiça.

 E agora, desmente, coiso, desmente, diz que é fake news da imprensa esquerdista que deve ser fechada, desmente, vai?

                                                                ***************

Copiadas d’O Globo

Caso Daniel Silveira: Marco Aurélio diz que deputados ‘prestarão contas nas eleições de 2022’

 O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF) reforçou nesta quinta-feira seu recado ao Congresso sobre o caso do deputado Daniel Silveira, preso em flagrante  por crime inafiançável após ataques aos ministros do Supremo.  O decano da corte disse que há regra para a deliberação da Casa Legislativa e cabe aos deputados manter a detenção ou revogá-la, lembrando que os parlamentares devem prestar contas na eleição do próximo ano.

Que vã esperança ministro, todos os sinais indicam que quanto mais boçalidades fazem mais gente os admira. A saída é o STF ser mais ágil, condená-los – consulte os arquivos da Corte e veja quantos estão à espera de julgamento – e tornar todos inelegíveis.

Brasil desiste de brigar com Canadá na OMC por subsídio a Bombardier e retira processo

(Segundo Itamaraty, encerramento de contencioso se deveu à(!!!) mudanças no mercado de retirada da Bombardier do mercado de aviação comercial)(???)

(!!!) À mudanças, cara-pálida? Uau, genial! Às mudanças ou à mudança, meu.

Sob a alegação de que o mercado de aviação comercial não é mais o mesmo, o Brasil encerrou uma disputa iniciada em 2017 com o Canadá,(*) na Organização Mundial do Comércio (OMC).

(???) Brasileiros e brasileiras, leiam o parágrafo acima e notem no que o editor cara-pálida transformou-o na linha fina, é um quebra-cabeças! Sem contar o erro crasso.

(*) E esta virguleta, cara-pálida, por quê?

                                                                  ***************

Copiada do UOL

Polícia encontra corpo de empresária que desapareceu ao sair de casa no MT

As primeiras informações dão conta de que o caso foi desvendado depois que policiais da DHPP prenderam um homem, que não teve sua identidade revelada, por estar com o automóvel da mulher num (lava jato)(*) da cidade.

(*) É culpa da Polícia Federal, errou ao dar o nome da operação que levou um monte de corruptos à cadeia, é lava a jato, cara-pálida. Ou lava rápido.

(Ele estaria supostamente tentando apagar vestígios do crime no momento da abordagem. Durante depoimento, o suspeito teria confessado o homicídio de Rosemeire e levado a força policial até o local exato onde estava o corpo da empresária.)(*)

(*) Este parágrafo é um exemplo completo do antijornalismo. Se ele levou a polícia até o exato local em que estava o corpo, não há suposições, foi ele, confessou. A menos que a polícia esteja mentindo.

 O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico(*)Legal) de Cuiabá e não há informações sobre o horário em que será liberado para a família.

(*) Hífen, cara-pálida, ao menos olhe a fachada do prédio se tem preguiça de abrir um dicionário.

Em 90% das vezes em que acontece um crime este vem acompanhado de dois, um contra a lógica, outro contra a gramática.

                                                                 ***************

Copiadas do Estadão

 Biocombustível de lixo deve crescer com Lei do Gás e agenda sustentável

Gerado pela purificação do biogás obtido com a decomposição de resíduos orgânicos que hoje vão para aterros sanitários, o biometano pode substituir combustíveis fósseis, como o diesel, reduzindo emissões de gases do(!!!) efeito estufa de até 96%

(!!!) Cara-pálida, acorde Tico e Teco, se escreve “do” efeito estufa está dizendo que o efeito estufa tem gases e ele não tem, o que há são gases que causam o efeito, portanto gases “de” efeito estufa, capisce?

Sócia de empresa da Covaxin tem dívida com governo

A empresa que tenta trazer ao Brasil a vacina indiana Covaxin tem entre suas sócias uma firma que deve R$ 20 milhões ao Ministério da Saúde. O valor é referente à compra de remédios de alto custo que nunca chegaram às mãos de pacientes de doenças raras. O contrato foi feito no fim de 2017, quando o ministério era chefiado pelo atual líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (Progressistas-PR).

No fim de 2018, o Ministério Público Federal no Distrito Federal entrou com ação contra a Global Gestão em Saúde S. A., contra Barros e servidores que na época atuavam no ministério. A (suspeita dos procuradores é de)(*) que o atual líder do governo Jair Bolsonaro beneficiou a empresa em contratos. O caso tramita na Justiça Federal do DF e a Procuradoria pede que os réus paguem R$ 119,9 milhões, o que inclui ressarcimento e danos morais a pacientes.

(*) Cara-pálida, os procuradores não suspeitam, têm certeza, tanto é que pedem o ressarcimento. Mas, admitindo que fosse suspeita, ela seria que ou a de quê, capisce?

Trata-se de alguém que tem todas as características necessárias e suficientes para ser líder do coiso na Câmara, se não estiver enrosco com a lei não serve.

                                                          ***************

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter