história

Muita história mal contada no país mortal, e com genocida e tudo

históriasA história do convite à cardiologista Ludhmila Hajjar para assumir – e sua recusa de – o Ministério da Saúde está muito mal contada, há várias versões, uma conta que  ela enviou  um texto para o coiso dizendo-se estar “pronta para se alinhar  100%” com ele.

Na reunião com o coiso negou ser ela em uma gravação que circulava com uma voz feminina chamando o presidente de psicopata, declarou que era montagem.

Mas, segundo o coiso, seus assistentes garantiram que não era montagem, que a  voz era da médica.

A Folha de S.Paulo informou que “ela fez movimentos nas duas direções: seguiu dizendo a integrantes do governo que deixava aberta ainda a possibilidade de aceitar um futuro convite e, de outro lado, avisava a amigos que estava com a decisão tomada, de que recusaria.”.

Não se sabe com certeza nem se chegou  acontecer o convite.

Há que aguardar os próximos dias para que venha à tona a verdade “verdadeira”.

No Brasil, pouco mais de 10 milhões tomaram a primeira dose da vacina;

Nos EUA, mais de 40 milhões;

No Brasil, estão sendo vacinadas perto de 345 mil pessoas por dia;

Nos EUA, mais  de 2 milhões.

Por que será? Acertou quem pensou em coiszuello!

O cardiologista Marcelo Queiroga, o dr. Quedroga, que hoje deve assumir a Saúde no lugar do general da banda Pazzo, o zuello, declarou que vai dar continuidade ao trabalho (?) de seu antecessor, ou seja, a marca de 300 mil mortos por covid-19 deverá ser atingida ainda nesta semana.

_____________

O texto abaixo foi publicado no PAINEL DO LEITOR (pág A3) da Folha de S.Paulo (16), uma ironia das boas:

Imprestável
Bolsonaro está certo! Se nossas instituições, ditas democráticas, não têm um modo de destituir, fácil e prontamente, um presidente que tem desprezado a vida dos cidadãos, reiterada e acintosamente, nesses 12 meses de Covid, a Constituição é conversa para boi dormir! Se um renitente obscurantista foi eleito e permanece no poder mesmo depois de quase 300 mil mortes, o regime parece de fato imprestável. (Marcos W. da Cunha, médico paulista)

BRINCANDOAcredite se quiser, leitor, o presidente da Câmara de Vereadores de Canela (RS) sugere que a cidade seja pulverizada com álcool em gel por via aérea. Nas próximas eleições concorrerá com o nome de Nero! Já começou com as aulas para aprender a tocar lira. Eleitor, tome tento, chega de eleger malucos, o resultado é trágico.

 

                                                                ***************

                                       

_____________

_____________

_____________

_____________

_____________

__________________________

_____________

As charges acima estão circulando a rodo na internet, se o delegado que intimou Felipe Neto por haver chamado o coiso de genocida repetir o feito com todos vai ter de mudar a delegacia para o Maracanã.

                                                               ***************

Copiadas da Folha

Governo Trump pressionou Brasil a recusar vacina russa Sputnik V

O governo dos EUA pressionou o Brasil a rejeitar a compra da Sputnik V, vacina russa contra a Covid-19. A informação consta de um relatório publicado pelo Departamento de Saúde e Serviços Humanos americano em 17 de janeiro, três dias antes da posse de Joe Biden.

Como todo “machão” o coiso miou fininho, fininho. Rendeu-se à pressão contra a vacina, contra a chinesa Huawei no caso do 5G. Agora, tem de dobrar-se diante da China, a grande fornecedora de “ifa” para a fabricação de vacinas e beija a mão de Vladimir Putin.

Avisamos ao presidente que interferir na Petrobras teria um custo econômico pesado, diz Guedes

O ministro Paulo Guedes (Economia) afirmou nesta terça-feira (16) que a interferência do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na Petrobras gerou um “custo econômico pesado” e que o problema criado com a estatal ainda “é uma questão em aberto”.

“O que dissemos ao presidente é que isso tem um custo econômico pesado. Se o objetivo era baixar o preço do combustível, o que aconteceu foi que os mercados começaram a subir o câmbio, a Petrobras perdeu valor”, ​disse o ministro em entrevista à CNN Brasil.

Que raio de ministro da Economia é este, não é ouvido e continua a servir um despreparado? Tão sem espinha dorsal como o desmoralizado e expurgado general da banda Pazzo, o zuello.

                                                                ***************

Copiadas do UOL

FÃ-CLUBE DE MATADOR

Paixão por criminosos brutais: como explicar atração por serial killers

Se conseguirem explicar por que muitos dos que votaram no coiso continuam a apoiá-lo serão respondidas duas questões.

Servidor do gabinete pessoal de Bolsonaro morre de covid-19

Pouco antes, a Secretaria-Geral da Presidência havia informado em uma nota curta a ocorrência de um óbito por covid entre os servidores do Planalto. “Mas não divulgaremos o nome em respeito à privacidade do servidor e de sua família”, acrescentou.

Mas a privacidade das famílias das pessoas que morreram e todos os 00s publicaram seus nomes e fizeram mentirosas associações das causas das mortes a testes de vacina e ao isolamento social não tem importância, né mermo?

STJ: 5ª Turma decide contra Flávio Bolsonaro e evita revés à investigação

A maioria dos ministros da Quinta Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça) considerou válida a troca de informações entre o Coaf (Conselho de Controle das Atividades Financeiras) e o Ministério Público do Rio de Janeiro no caso das “rachadinhas”. Por 3 votos a 2, os ministros evitaram hoje (16) que o caso volte à estaca zero, como pedia a defesa do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), envolvido na investigação.

Ai, ai, ai ai, ai ai ai
Está chegando a hora
O dia já vem raiando, seu trem

Você está quase indo embora

Foi por pouco… Quem deu um dos votos contrários, quem, quem? Ele, aquele que está de olho em uma vaguinha no STF, João Otávio de Noronha.

O advogado Frederick Wassef, que havia se desligado da defesa de Flávio quando Queiroz foi preso em uma residência sua, participou do julgamento de hoje.

Eis uma pessoa muito bem informada sobre as rachadinhas, homiziou o operador de 01, Queiroz, em seu escritório fajuto de Atibaia, sabe de tudo, nos seus mínimos detalhes.

Gêmeos tomam kit covid e morrem com dois dias de diferença no Paraná

Já Jailson(*) positivou para a doença em 16 de fevereiro, porém só foi hospitalizado em 21 de fevereiro. O primeiro faleceu no último sábado (13) enquanto(*) o irmão na segunda-feira (15).

(*) Cara-pálida, dá uma lida no que escreveu, jájailson, achou sonoro? Por que “enquanto” se “e” resolveria? Tá loco, sô!

Os dois inicialmente procuraram atendimento médico, mas receberam o kit covid e foram mandados para casa. (*) O mix de fármacos continha, entre outras substâncias, azitromicina, que não tem eficácia comprovada para o tratamento da doença, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde).

(*) Da Saúde, cara-pálida, “da” vem sendo publicado no mínimo 200 vezes por dia faz mais de um ano e você não notou ainda?

Foram medicados com o kit recomendado pelo coiso, ineficiente, e o delegado estranha quando a figura deletéria é chamada de genocida…

                                                               ***************

Copiada do Estadão

 CAMADA POR CAMADA

Mas a verdade, convenhamos, é que não é preciso colocar a mão na massa – muito menos acumular um sem-fim de louças usadas na pia – para ter em casa uma versão caseira gostosa e bem-feita(*)

(*) Cara-pálida,  para ter a versão benfeita de um texto ele deve ser bem feito, capisce? O que você escreveu está malfeito.

                                                             ***************

1 thought on “Muita história mal contada no país mortal, e com genocida e tudo

  1. Não pode ser chamado de genocida? Uai? Lancei mão de um Novo Dicionário Básico da Língua Portuguesa que ganhei em 1995 como brinde do jornal Folha de São Paulo – em papel bíblia, que colecionei durante várias semanas e me devolveram encadernado – e consultei à página 321 o vocábulo GENOCÍDIO (grifo meu) cujo teor define:
    genocídio. S.m. Crime contra a humanidade, que consiste em, com intuito de destruir, total ou parcialmente, um grupo nacional, étnico, racial ou religioso, cometer contra ele qualquer dos atos seguintes: matar membros seus; causar-lhes grave lesão a integridade física ou mental; submeter o grupo a condições de vida capazes de o destruir fisicamente, no todo ou em parte; adotar medidas que visem a evitar nascimentos no seio do grupo; realizar a transferência forçada de crianças dum grupo para outro.

    Muitas medidas do desgoverno liderado por Bolsonaro ensejaram para que o descaso com a “gripezinha” – conforme o presidente (!) chamou a covid-19 – e levassem à morte quase 300 mil cidadãos brasileiros pelo coronavírus. Parece-me, sim, crime de responsabilidade a atitude de Bolsonaro e seus subalternos, que causou grave lesão a integridade física ou mental em muitos dos que conseguiram sobreviver e a morte para os que não conseguiram, em função da falta de vacinas em tempo hábil, falta de material médico- hospitalar, hostilização de ajuda oferecida por laboratórios e governos de outros países. Por demais óbvio, mas é sabido que da cabeça e sentença de juiz nunca se sabe o que vai sair. O que pensam os familiares dos mortos pela covid-19: é ou não um genocida?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter