desequilíbrio - fome

Um mundo em total desequilíbrio. Por Idalvo Toscano

fome - desequiíbrio

Acordo com o comentário de minha mulher sobre a FOME de cidadãos nos postos de atendimento de saúde. Um rapaz desmaia de fome, uma gestante é confundida com uma usuária de drogas pela médica de plantão tamanho abatimento e prostração, outra pessoa desfalece na fila: dois dias sem comer!

É notória a normalização destes casos, só mencionados pela mídia para distrair a atenção dos ouvintes na mescla de tempo que antecede as novelas e seriados. Transmissão sem indignação com o sofrimento do outro. Não há partilha do sofrimento alheio (compatior, do latim).

Não se trata de se compadecer com a situação específica do outro e, assim, ofertar uma esmola (um dos sinônimos da compaixão). Embora importante, esta se limita ao indivíduo, quando se trata de termos participação espiritual na infelicidade de OUTREM, tomada aqui em seu sentido plural. Assim, suscitar um impulso altruísta de TERNURA para com os demais, humanos e sencientes [https://bityli.com/Jl7dFR].

Repugna-me a FOME, pois ela atenta contra o viver pleno que só pode existir nas relações entre os seres no espaço comunal. Somente o “homem coletivo” é capaz de transformar e romper com as cadeias que aprisionam o bem viver. [https://youtu.be/aQX4kAPGLwc]

A FOME é uma bofetada em sociedade, um acinte à vida e não um “fenômeno” sanitário e/ou econômico.

A FOME deixa desnuda a inoperância dos artefatos sociais construídos ao longo da jornada civilizatória do mundo atual.

A economia da elite falhou e falhou porque não há interesse em “… criar novos conceitos e articulações para abarcar fenômenos novos, EM VEZ DE BUSCAR ENCAIXAR ESSES FENÔMENOS EM PADRÕES DE JULGAMENTO PRECONCEBIDOS. [Bernstein / Arendt].

A falácia do equilíbrio fiscal, do direito à propriedade intelectual, do Estado mínimo, da naturalidade da concentração de renda etc., leva a uma catástrofe iminente dos apetrechos com que erigimos o mundo em que vivemos.

O planeta está em colapso.

_________________________________________________________________________________

Idalvo Toscano (idalvo) — Perfil | Pinterest– Idalvo Toscano – economista

1 thought on “Um mundo em total desequilíbrio. Por Idalvo Toscano

  1. Desde que li Marx pela primeira vez, o que tem uns 40 anos, estou esperando pela tal ‘catástrofe iminente dos apetrechos’. Ainda não veio. Não acho que vai ser por estes dias, mas isso não nos impede de continuar torcendo, afinal, o capitão e seu time econômico fazem o que podem para precipitar a derrocada definitiva do Capitalismo. De resto, concordo com a artigo. Quem tolera a fome alheia e a normaliza, seja num compadecimento narcisista inútil, seja por complacência omissa e negligente, perdeu seus últimos vestígios de humanidade. De fato, mesmo, o inferno está cheio é de más intenções.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine a nossa newsletter