A água bateu na bunda. Coluna Mário Marinho

A água bateu na bunda

Coluna Mário Marinho

O que aconteceu com a Seleção Brasileira masculina de futebol na Olimpíada na vitória por 4 a 0 sobre a Dinamarca? Escolha:

1 – Reaprendeu a jogar futebol.
2 – Abandonou a máscara.
3 – Caiu a ficha: não somos os maiores, precisamos jogar.
4 – Tomaram vergonha na cara.
5 – Respeito à camisa.
6 – A Dinamarca é muito fraca.

Bem, eu abandonaria a hipótese número seis, pois a Dinamarca não é mais fraca que a África do Sul ou o Iraque.

Acredito que a somatória das outras quatro opções é a mais correta resposta.

O clamor brasileiro através de torcedores anônimos nas redes quase sempre antissociais, a imprensa, a gozação, o ridículo a que estavam expostos, as piadas criativas dos chargistas, como aquela em que o técnico grita: “Jogue como uma mulher!”, ou o bom título que a Folha de São Paulo trouxe em sua capa quando da vitória da guerreira Rafaela Silva no judô: “Lute como uma garota”.

Tudo isso, acredito, serviu para acordar nossos belos adormecidos.

E, aí, deu no que deu.

Há tempo não vejo um Neymar tão participativo, não só das jogadas, não só se apresentando como opção de jogo, mas também falando com os companheiros, gritando, exigindo, como se fosse um líder que, realmente, ele não é. É o mais famoso, mais rico, mas não são esses os quesitos que forjam um líder.

É bom lembrar que Pelé nunca foi capitão pelos times que passou: Santos, Seleção Brasileira e Cosmos dos EUA. O maior jogador do mundo nunca foi um líder.

Enfim, o que aconteceu é que a água bateu na bunda. E quando a água bate na bunda, o cara dá um passo à frente.

Foi o que aconteceu com a Seleção: deu um passo à frente.

Ainda não é um time dos sonhos, ainda não arrebata, ainda tem que provar.

O próximo adversário é a Colômbia que vem de dois empates (2 a 2 com a Suécia e 2 a 2 com o Japão) e vitória, 2 a 0 sobre a Nigéria, em seu último jogo.

Sinceramente, não dá para cravar o Brasil como favorito. Mas, se o time mostrar a mesma garra, a mesma disposição em campo, estará perto da vitória.

Veja os gols da boa vitória sobre a Dinamarca:

https://youtu.be/35tZFaNbJ-I

Com roupa
e sem roupa

meninas praia

As jogadoras do Egito não podem mostrar o corpo. Aí, tivemos esse contraste nas areias de Copacabana. De um lado, a moça super vestida; de outro a nossa representante econômica na roupa.

Será o que passa na cabeça da recata egípcia? Na cabeça dela eu não sei, mas na minha eu sei…

Folha de
São Paulo

Eu leio a FSP principalmente pelos ótimos articulistas que tem. Principalmente os da página 2, da Ilustrada e o Zé Simão.

Mas, por vezes, me irrito com o mau humor do jornal. É incrível a sua vocação para buscar o lado ruim das notícias.

Por exemplo: na cobertura da espetacular Festa de Abertura, a Folha trouxe a seguinte manchete: “Na majestosa festa de abertura, vaias para Temer”. A festa foi surpreendentemente majestosa, as vaias para Temer, além de previsíveis, foram tímidas. Mas a Folha deu aos dois eventos o mesmo peso.

Isso não é correto jornalisticamente.

No jornal desta quinta-feira, a Folha traz como manchete: “Policiais da Olimpíada são baleados por traficantes”.

Dá a nítida ideia de bairrismo, de quem torce contra, como se fosse um fla-flu, um paulistas x cariocas.

Foi um acontecimento lamentável, porém isolado que não colocou em risco a segurança dos Jogos, como pode parecer pelo título.

Lamentável.

__________________________________________

FOTO SOFIA MARINHO

Mario Marinho É jornalista. Especializado em jornalismo esportivo foi durante muitos anos Editor de Esportes do Jornal da Tarde. Entre outros locais, Marinho trabalhou também no Estadão, em revistas da Editora Abril, nas rádios e TVs Gazeta e Record, na TV Bandeirantes, na TV Cultura, nas rádios 9 de Julho, Atual e Capital. Foi duas vezes presidente da Aceesp (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo). Também é escritor. Tem publicados Velórios Inusitados e O Padre e a Partilha, além de participação em livros do setor esportivo

A COLUNA MÁRIO MARINHO É PUBLICADA TODAS AS SEGUNDAS E QUINTAS AQUI NO CHUMBO GORDO.

(E SEMPRE QUE TIVER NOVIDADE OU COISA BOA DE COMENTAR. )

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine a nossa newsletter