Restos a Pagar. Por Fernando Gabeira

Restos a Pagar

Fernando Gabeira

A diferença é que na guerra as pessoas se organizam para matar. Aqui alguns se organizam em quadrilhas e em grande parte os assassinos são indivíduos atomizados. Matam as outras vivendo sob a mesma bandeira nacional, às vezes no mesmo bairro ou o sob o mesmo teto. Vivemos uma guerra visceral.

 PUBLICADO ORIGINALMENTE NO ESTADÃO, "OPINIÃO", 
  E NO SITE OFICIAL DE FERNANDO GABEIRA, 15 DE DEZEMBRO de 2017

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter