As mentiras de perna curta, a vara de pescar, e o narizinho na Venezuela

Imagem relacionadaO ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles, alegando que bolsonaro, flagrado e multado por estar com uma vara de pesca em área de preservação em que a presença de pessoas é proibida, não teve o devido direito à defesa, suspendeu a multa. Declarou que “Ele não foi multado por pescar. Ele foi multado porque estava com uma vara de pesca. O fiscal presumiu que ele estava pescando”. Ah, tem gente que carrega guarda-chuva, pode chover de repente, já bolsonaro prefere vara de pesca, vai que chove muito e aparece um peixe em uma poça d’água, né mermo?

A declaração do ministro lembrou-me de uma velha piada. Uma linda moça estava na mesma situação de bolsonaro, em um bote inflável, vara de pesca, caixa cheia de anzóis e iscas e em área proibida. surge um fiscal do Ibama e avisa que vai multá-la. Ela, indignada, pergunta “Por quê?”. Ele responde “A sra está pescando em área proibida.” Ela “Eu??? Não estou pescando!”. Ele “Ah, a sra está carregando vara de pesca, anzóis, iscas, todo esse equipamento e não está pescando???”. Ela “Tudo bem, pode multar, mas vou acusá-lo de estupro!” Ele “Eu, estupro? Não fiz nada, nem tentei!”. Ela “Mas tem o equipamento, não é mesmo…?”. Em menos de 15 dias o atual governo virou uma piada e sem graça.

Maduro, o Podrão, continua no Poder na Venezuela, mais uma vez como ditador. O silêncio das esquerdas brasileiras a respeito é ensurdecedor. E adivinhe, caro leitor, quem foi assistir à posse? Gleisi Hoffmann, “por solidariedade ao povo do país e em resposta a Bolsonaro”. Que resposta, Narizinho, que os petistas não têm cura, não aprendem nada nunca? Não perceberam o fato de que bolsonaro é uma resposta aos desmandos do PT?

Tempos atrás, quando havia preocupação com o Padrão Globo de Qualidade, trabalhava na empresa a fonoaudióloga Glorinha Beuttenmüller, responsável pela pronúncia correta das palavras. É dela a responsabilidade de, na casa, se pronunciar “Roráima” em vez de “Rorãima” como 80% dos brasileiros ainda falam. Atualmente, a Globo precisa, e com urgência, de alguém que cuide do português falado pelos repórteres. Há pouco, ouvi no Jornal da GloboNews Edição das 10h a pérola “por enquanto, até agora…”. A moça deve ser daquelas que sobe pra cima, desce pra baixo, entra pra dentro, sai pra fora. E mais os “em” Tocantins, quando é no; no Mato Grosso, quando é em…

Outro problema nos telejornais da Globo é uma tentativa de enganar os telespectadores, reportagens são repetidas e apresentadas nos vários programas como se estivessem ao vivo. Que feio, Grobo!

(CACALO KFOURI)

***************
Como tudo indica que o Ibama vai abandonar as funções para as quais foi criado, alguns animais prevenidos começaram a treinar defesa pessoal.

Papagaio bom de briga.

***************Resultado de imagem para PAPAGAIO ANIMATED GIFS

Na Folha

Globo compra direitos e embarga publicação de livro sobre corrupção na Fifa

Obra tem versão traduzida para o português e foi lançada em junho nos EUA

Por que será, por estar envolvida até o pescoço nas maracutaias? “Tem pobrema não, a gente lemos em ingrêis.”.

Confiram: https://www1.folha.uol.com.br/esporte/2019/01/globo-compra-direitos-e-embarga-publicacao-de-livro-sobre-corrupcao-na-fifa.shtml

Renan tenta se alinhar a Bolsonaro para voltar a presidir Senado

Alagoano ameniza críticas à pauta liberal e diz apoiar até agenda de costumes do novo governo

Este é o Renan velho de guerra! Parece as birutas usadas para indicar a direção do vento, para onde soprar é o lado ao qual vai aderir.

***************

No Congresso em Foco

Filho de Mourão foi promovido oito vezes nos governos do PT; ascensão na carreira contradiz vice-presidente

O novo assessor especial da presidência do Banco do Brasil Antônio Hamilton Rossell Mourão, filho do vice-presidente Hamilton Mourão, foi promovido oito vezes nos governos Lula e Dilma (2003-2016). As constantes ascensões internas de Antônio ao longo de 18 anos de Banco do Brasil contradizem a justificativa do vice-presidente de que ele havia sido preterido nas gestões petistas por ser seu filho e que, só agora, estava sendo valorizado.

De acordo com a jornalista Madeleine Lacsko, do jornal Gazeta do Povo, de Curitiba, Antônio Mourão ainda teve a oportunidade de se candidatar a uma promoção no governo de Michel Temer, mas não o fez porque preferiu ficar no cargo de assessor empresarial na área de agronegócios do banco.

Em 1932, Irving Berlin compôs Say Ins’t So, cuja letra foi traduzida para o português como Mente, por favor. Vai virar hino…

***************

N’O Globo

O chanceler ‘não tem autonomia para demitir’, diz assessoria do presidente da Apex

Ontem (10) tratei do assunto, mas de forma errada, pois a notícia publicada pelo UOL contava que ele havia pedido demissão:

“Uma semana após nomeação, chefe de órgão de comércio exterior renuncia”. Segue um trecho do texto: “Uma semana depois de ser nomeado como presidente da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), o gestor público Alecxandro Pinho Carreiro — mais conhecido como Alex Carreiro — renunciou ao cargo. A informação foi divulgada na noite desta quarta-feira (9) pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, por meio do Twitter.”.

Mais um que fala mentiras, o ministro da Trevas Exteriores escreveu que Alex renunciou ao cargo, quando, na verdade, demitiu-o. Não disse que “Mente, por favor” iria virar hino?

***************

No Estadão

Maduro ameaça fechar Parlamento

E Narizinho Hoffmann estará lá para segurar a chave da porta como protesto contra o ditador bolsonaro, que foi eleito em eleições fraudadas, pois não foi permitido a um presidiário candidatar-se. Mas ela tem desculpa, não enxerga um palmo adiante do lindo nariz que orna sua face.

Saúde propõe remédio perto do vencimento para hepatite C

Governo federal avisou que distribuirá 2,2 mil tratamentos que precisam ser usados até 28 de fevereiro, e Estados reclamam de prazo apertado para entregar as drogas. Pacientes aguardam chegada de medicamento desde 2018 – só em SP, 8 mil estão na fila

Na tentativa de evitar perda de R$ 18 milhões, o Ministério da Saúde quer repassar a Estados um lote de sofosbuvir – remédio para tratamento de hepatite C – com vencimento em 28 de fevereiro. A pasta alertou que o início do tratamento deve ocorrer até o próximo dia 25. Autoridades estaduais de saúde rejeitam a oferta.

Dois fatores a considerar: o primeiro é descobrir o responsável pelo fato de os remédios não terem sido distribuídos e processá-lo, não por desperdício de dinheiro público e, sim, por desperdício de vidas humanas. O segundo é que os secretários estaduais de Saúde têm de aceitar a oferta e trabalhar dia e noite para que os remédios – em número não suficiente – cheguem a quem precisa. O Brasil é um país inacreditável, quando se acha que não é possível certo tipo de absurdos, aparece um maior.

***************

Imagem relacionada

2 thoughts on “As mentiras de perna curta, a vara de pescar, e o narizinho na Venezuela

  1. Glória Beuttemuller, eis alguém que faz falta na Globo mesmo. A emissora poderia também ter editores mais atentos> Imagine que na GloboNews, o boletim/jornal da 1h da manhã é anunciado como “das 1 hora”). Por escrito. Faz meses. Será que ninguém de lá assite a esse jornal?

  2. Glória Beuttemuller, eis alguém que faz falta na Globo mesmo. A emissora poderia também ter editores mais atentos> Imagine que na GloboNews, o boletim/jornal da 1h da manhã é anunciado como “das 1 hora”). Por escrito. Faz meses. Será que ninguém de lá assiste a esse jornal?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter