Vetos na (in)Segurança Nacional com resquícios para o ignaro ignóbil

O X Dize-me o que vetas e dir-te-ei quem és”. O ignaro ignóbil sancionou o projeto que revogou a famigerada Lei de (in)Segurança Nacional, resquício dos tenebrosos tempos da ditadura militar, mas vetou este trecho: “promover ou financiar, pessoalmente ou por interposta pessoa, mediante uso de expediente não fornecido diretamente pelo provedor de aplicação de mensagem privada, campanha ou iniciativa para disseminar fatos que sabe inverídicos, e que sejam capazes de comprometer a higidez do processo eleitoral.”.

Trocando em miúdos, réu confesso, tentativa de livrar própria cara e dos seus asseclas!

O coiso reduziu em 85% verba para compra de vacinas contra a covid-19 no Orçamento para  2022. O valor apresentado, de R$ 3,9 bilhões, é suficiente somente para aquisição de 140 milhões de doses da AstraZeneca, o  que não chega nem a cobrir o necessário para uma dose em toda a população adulta – o Brasil tem hoje cerca de 160 milhões de pessoas com 18 anos ou mais.

De outro lado, no mesmo Orçamento  está a previsão  de R$ 11,8 bilhões que podem ser usados livremente pelo Ministério da Defesa no próximo ano para a compra de “brinquedinhos” desnecessários que fazem a alegria do pessoal, tais como a construção de reator nuclear para submarino, compra de blindados, aviões e helicópteros militares e produção de sistemas de artilharia e defesa.

Esta é a “visão” que o ignaro ignóbil tem das necessidades prioritárias dos brasileiros.

A juíza Maria Christina Berardo Rucker, da 2ª Vara Empresarial do TJ do Rio, ao julgar o Laboratório Vitamedic, responsável pela fabricação e distribuição  de ivermectina no país,  proibiu a empresa de  publicar em seu site, redes sociais ou por qualquer meio de divulgação que o remédio pode ser usado como tratamento preventivo da covid-19.

Tem mais, decidiu também que a Vitamedic está obrigada a fazer contrapropaganda a respeito da ivermectina, utilizando-se da imprensa – o único meio sério para obter informação confiável [adendo deste mirandeiro] para informar que o remédio não tem indicação no tratamento da covid-19.

Mais uma traulitada no mentiroso que desonra a cadeira presidencial.

poça d águaUma reportagem publicada no G1 conta que um vídeo gravado por uma câmera instalada em uma área de mata mostra um veado-campeiro e uma jaguatirica bebendo água no mesmo cocho. A jaguatirica é predador do veado, mas, com a escassez de água, eles compartilharam o mesmo cocho.

O único animal que não é capaz de uma atitude assim é aquele classificado como sendo racional. Será mesmo merecedor do adjetivo depois de tudo o que acontece no mundo, no governo brasileiro, Afeganistão, na Hungria, Turquia, Polônia, Nicarágua, no Texas etc. etc. etc.

 https://g1.globo.com/mt/mato-grosso/noticia/2021/09/02/predador-e-presa-jaguatirica-e-veado-bebem-agua-no-mesmo-cocho-colocado-em-mata-no-pantanal-de-mt-veja-video.ghtml

(CACALO KFOURI)

                                                             ***************

Copiada da Coluna JULIANA DAL PIVA

Ex-assessor de Flávio diz que era obrigado a devolver salário, 13º e férias

Marcelo Luiz Nogueira dos Santos, ex-assessor de Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), contou em entrevista à coluna que no período em que foi funcionário do filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio) era obrigado a devolver mensalmente 80% de seu salário.

A informação foi revelada pela coluna do jornalista Guilherme Amado, no portal Metrópoles, e confirmada pela coluna que ouviu outros detalhes do ex-assessor, que é conhecido como Marcelo Nogueira. Ele afirma que, além dos 80% do salário, tinha que entregar porcentagem semelhante do 13º salário, das férias, do que recebia como vale-alimentação e ainda da restituição do imposto de renda.

Nessa mesma época, a ex-mulher do agora presidente era a chefe de gabinete de Carlos Bolsonaro, em seu primeiro mandato na Câmara Municipal do Rio. As mesmas condições, segundo ele, foram impostas a funcionários de Carlos na Câmara. “Tudo a mesma coisa”, afirmou Nogueira, à coluna.

Como é mesmo a musiquinha que o sr. cantou durante a campanha presidencial, general Heleno, é “se gritar pega ladrão não sobra um no Centrão”? E na famílícia que o sr. tanto adora, sobra?

Sem esquecer que até hoje não se sabe o porquê de Fabrício Queiroz ter depositado R$ 89 mil na conta de Michelle.

Não se trata mais de rachadinha, a tranqueira está maior que a Falha de San Andreas, na Califórnia, que tem quase 1.300 km de extensão.

                                                             ***************

Copiada da Coluna CAROLINA BRÍGIDO

Supremo vai aguardar Congresso analisar de vetos de Bolsonaro à LSN

Ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) evitam comentar os vetos do presidente Jair Bolsonaro à Lei 14.197, que revoga a LSN (Lei de Segurança Nacional) e inclui no Código Penal uma parte dedicada aos crimes contra o Estado Democrático de Direito. Eles vão aguardar primeiro o Congresso analisar os vetos. Caso os parlamentares não derrubem, o mais provável é que a oposição entre com ação no Supremo para questionar a medida de Bolsonaro.

Diz o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, que vai pôr em pauta rapidamente o processo de derrubada do veto, pois os senadores aprovaram o trecho vetado e ele deve permanecer como tal. Há que ver para crer.

                                                             ***************

Copiada do UOL

‘Nosso inimigo é o preço do feijão, da gasolina, da luz’, dispara Pacheco

“Nosso inimigo é o preço do feijão, da gasolina, da luz elétrica. Temos que discutir isso no Brasil e não perdermos tempo com aquilo que não convém”, disse.

Não, fazedor de média, nosso inimigo é o responsável pelo preço do feijão, da gasolina, da luz elétrica, é o ignaro ignóbil.

                                                             ***************

Copiada do VivaBem

Anvisa suspende e manda investigar importação e uso da proxalutamida

Depois da cloroquina e ivermectina, a proxalutamida passou a ser defendida pelo presidente Jair Bolsonaro, seus filhos e apoiadores como mais um medicamento “milagroso” contra a covid-19. Por ser uma droga ainda em estudos e não acessível em farmácias, no entanto, o alcance dessa propaganda foi mais limitado que a cloroquina e a ivermectina.

Alguém ainda tem dúvidas sobre o porquê de ele ter vetado o trecho da nova LSN que pune os mentirosos? Agiu com a intenção de proteger a “familícia”.

                                                             ***************

Copiada da Folha

 Aras defende análise de caso a caso em marco temporal para terra indígena e faz aceno a Bolsonaro

 O procurador-geral da República, Augusto Aras, defendeu nesta quinta-feira (2) que a fixação de um marco temporal para demarcação de terras indígenas deve ser aplicada caso a caso e que não pode haver uma regra linear para essas disputas sobre áreas reivindicadas por povos tradicionais.

“Este procurador-geral manifesta concordância com o afastamento do marco temporal quando se verifica de maneira evidente que já houvera apossamento ilícito das terras dos índios”, disse.

Aras, aras, vejam só, de onde não se espera nada de vez em quando sai algo sensato. Parabéns, PGR, até que enfim disse coisa com coisa, desde os tempos da ditadura militar indígenas vêm sendo expulsos de suas terras, todos os casos devem ser analisados individualmente, não é justo estabelecer uma regra geral.

                                                              ***************

Copiadas do Blog do Ancelmo

Economistas americanos preveem que pandemia segue em 2022

A ideia de que o controle da pandemia de Covid-19 esta(?!) próximo com o avanço da vacinação perde força.

(?!) Entre seus vários problemas, o blog está transformando verbo em pronome demonstrativo…

“à luz do recente aumento nas hospitalizações devido ao(!!!) COVID-19 e a rápida disseminação da variante Delta”,

(!!!) Caramba, ao COVID-19 quase dois anos depois do início da pandemia??? À Covid-19, no feminino, é a doença, e escrito assim.

Paes vai anunciar medidas para combater a crise energética

O prefeito Eduardo Paes vai lançar um programa de redução do consumo de energia para ajudar no combate a(!)crise energética.

(!) À crise, cara-pálida.

Duas Linhas e Meia (02-09-2021)

. Chef Pedro Benoliel, ex(*)apresentador do canal Food Network Brasil,

(*) Com hífen, escriba.

A atriz Nathalia Dill se reencontra com Jackie Silva na Praia de Ipanema

Veja a foto na Pria(?) de Ipanema, no Rio.

(?) Não foi na Praia???

Advogado acusa Smart Fit de permitir a volta de aluno que o agrediu

 É que(*) em março deste ano, o autor foi agredido por  Daniel Oliveira, um outro aluno da unidade, faixa preta de MMA e apelidado de “Cão(!) de briga”.

(*) É que, vírgula, escriba.

Só que no dia 31 de agosto, para a surpresa do autor, “cão(!) de briga” retornou para a academia e passou a coagi-lo com olhares.

(!) Foi rebaixado, cara-pálida, faixa marrom agora?

 Hermínio Carvalho lamenta a morte de Pelão, o primeiro a gravar Cartola e Adoniran

 Pelão,(!!!) foi  responsável, veja só,  por levar ao estúdio pela primeira vez gigantes do samba como Cartola e Adoniran Barbosa.

(!!!) Vixi santa, cara-pálida, a vírgula que faltou lá em riba sobrou aqui embaixo…

 Clube Naval teve de explicar porque cumpre a lei, enquanto vai à Justiça contra o ‘passaporte da vacina’

Ele disse que o primeiro comunicado provocou veementes protestos por parcela do Quadro Social(!). O almirante explicou também que sua obrigação é de cumprir a lei “por mais contestada que ela seja”, para evitar medidas, como até o fechamento do clube(?).

(!) É o samba da caixa-alta doida, alta, por quê, cara-pálida?

O almirante explicou também que sua obrigação é (*) de cumprir a lei “por mais contestada que ela seja”

(*) Barrabás, cara-pálida, e a dos escribas é a de ou de respeitar as regras gramaticais, capisce?

Fonseca disse lamentar não ter atendido às expectativas dos que discordam da decisão tomada pelo Clube(?),

(?) É ou não o samba?

Gustavo Vaz no filme ‘O jardim secreto de Mariana’, com Andreia Horta

Rodado em Nova Friburgo, no Ri,(???)

(???) Where, pale face?

Rio vai multar em R$ 1 mil quem tentar fraudar o ‘passaporte da vacina’

O líder do governo Eduardo Paes na Câmara, Átila Nunes, apresentou (Projeto de Lei)(!) que prevê multa de R$ 1 mil para as pessoas que tentarem burlar a comprovação da vacina contra a Covid-19 no município do Rio.

(!) De novo o samba, pra que em alta se não está identificado? O critério do blog é a falta de critério…

                                                             ***************

equilibrando

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine a nossa newsletter