As passeatas da morte promovidas pelo presidente. Agora com invasão ao STF?

 No mesmo dia (7) em que foi anunciado o triste recorde diário de mortes por covid-19 e quase 8 mil no total,  de forma acintosa, o coiso, alguns ministros, entre eles Paulo Guedes, e vários empresários sem representatividade “invadiram” –  com a companhia de equipe de filmagem para registrar o evento sem autorização da Corte –  o STF para uma reunião fora da agenda com Dias Toffoli  para pedir relaxamento da quarentena. Ficou evidente que a intenção do coiso é pressionar o STF e, mais uma vez, tentar dividir com outro Poder a responsabilidade pelos estragos que sua desastrada administração tem ocasionado ao país. Mas a invasão não surtiu o efeito desejado.

 A resposta do presidente do STF foi que  a pandemia do novo coronavírus exige medidas restritivas, como o isolamento social, recomendadas pelas autoridades de saúde e a Organização Mundial da Saúde. Toffoli  recomendou que as ações sejam coordenadas entre a União, os estados e municípios.

 O STF já decidiu que prefeitos e governadores têm autonomia para decidir quais as medidas julgam adequadas adotar no enfrentamento da pandemia.

 Outra consequência da invasão foi que integrantes do Supremo viram o gesto como interferência indevida do Palácio do Planalto no Poder Judiciário.

 O coiso anuncia que amanhã fará um churrasco para “umas 30 pessoas”. Para comemorar o quê, o fato de que se tornou o presidente brasileiro considerado mundialmente o mais desprezível e incompetente de todos, incluídos aí os ditadores?

 O Congresso em Foco publicou ontem  uma notícia assustadora que exige pronta providência da Polícia Federal, a informação é que bolsonaristas ameaçam invadir STF e Congresso com apoio de militares da reserva. Dá nomes aos líderes dos coisiformes que estão acampados em Brasília, são eles Marcelo Stachin, que participa de campanhas pela criação da Aliança Pelo Brasil, partido que o coiso vem tentando fundar; e Paulo Felipe que, por meio de suas redes antissociais, é fácil notar que é presença assídua em manifestações antidemocráticas.

https://congressoemfoco.uol.com.br/governo/bolsonaristas-ameacam-invadir-stf-e-congresso-com-apoio-de-militares-da-reserva/

 No dia 22 de julho de 2018, o general Augusto Heleno, o hoje  chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República declarou que:

O centrão é a materialização da impunidade. Vai lutar pela impunidade. Vai apresentar um programa de governo cheio de mentiras. Não adianta fazer um programa de governo com frases maravilhosas. Cheio de mentira. Primeiro ato do presidente carimbado de centrão vai ser uma anistia ampla e irrestrita, indulto a todos os envolvidos na Lava Jato. Não tenham dúvidas disso.

Se gritar pega centrão, não fica um meu irmão.”.

Mudou de ideia, general?

(CACALO KFOURI)

                                                            ***************

Capa da revista piauí, edição de maio

Combina com a realidade brasileira, não é? Tristes trópicos, mais triste ainda Brasil:

 Brasil tem 9,2% das mortes por covid-19 no mundo em 24 horas, diz OMS

Após presidente argentino, chefe do Congresso paraguaio alerta para ‘ameaça’ no Brasil

Revista Lancet chama Bolsonaro de ‘maior ameaça à luta à covid-19 no país’

                                                              ***************

                                                              ***************

Copiadas da Folha

Ricardo Salles diz ter sido expulso do partido Novo e que prefere Bolsonaro a Amoêdo

Ministro do Meio Ambiente afirma que justificativa foi ter aceitado o cargo sem consultar a sigla

Volto à velha piada, duas caixas lado a lado, uma com goiabada, uma com cocô – sou finérrimo –, qual Salles escolheu para escorregar? Tanto faz, se na de goiabada, cai de cara na de cocô, se nesta, cai nela mesmo.

Guedes defende veto a aumento do funcionalismo em visita surpresa de Bolsonaro ao STF

Item cujo veto foi defendido por Guedes foi incluído em pacote pelo Congresso e teve aval de Bolsonaro

Fala com o coisa aí do seu lado, ele aprovou, uai. Quem sabe terá êxito, o que ele diz não dura muito, muda conforme o vento e está ventando muito.

Supremo anula medida do governo que obrigava teles a compartilhar dados com o IBGE

O STF (Supremo Tribunal Federal) formou maioria, nesta quinta-feira (7), para invalidar medida provisória do governo federal que obrigava as empresas de telefonia a compartilharem os dados de todos os clientes de telefonia fixa e móvel com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Se não anulada a medida propiciaria a maior quebra de privacidade da história, além de o fato de que não haveria como alguém ter certeza de que a chamada tivesse sido feita pelo IBGE. O curioso é que o mesmo governo que propôs a medida acha que monitorar o deslocamento de pessoas por meio de celular é invasão de privacidade. Será que tem gente pulando cerca e está com medo de ser pega em flagra em  um motel? Não tem perigo, os endereços não são divulgados.

                                                              ***************

Copiadas do UOL

Weintraub ameaça tirar mural de Paulo Freire do MEC: ‘Fracasso da educação’

Weinfraude deve fazer isto mesmo, Paulo Freire teria vergonha de enfeitar um MEC comandado por tal mediocridade. Quando e se alguém letrado assumir o ministério neste governo o painel poderá ser recolocado ao merecido lugar.

Governo pede para entregar trecho de vídeo de reunião; Moro quer a íntegra

Tradução: governo quer entregar um vídeo sem as partes que confirmam tudo o que Moro declarou no depoimento à Polícia Federal.

 Coronavírus: Bolsonaro defende volta ao trabalho: ‘Empresários dizem que estão na UTI’

A solução proposta pelo coiso é salvar CNPJs à custa de CPFs.

                                                              ***************Des1gn ON - Animacao em looping GIF - 03 | Des1gnON

Copiada do Estadão

Vale enquanto durar pandemia

O que acontece nos meses com 31 dias?

Carros de placa final par(*) não poderão circular por dois dias seguidos na virada dos meses com 31 dias. Isso vai acontecer nos dias 31 de maio e 1.º de junho, por exemplo.

(*) O vírus está causando mudanças também na Matemática, 31 e 1 passaram a ser considerados números pares…

                                                             ***************

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter