Luxemburgo

A previsível queda de Luxemburgo. Blog do Mário Marinho

A PREVISÍVEL QUEDA DE LUXEMBURGO

BLOG DO MÁRIO MARINHO

Luxemburgo

 Você que me acompanha por esses campos da vida, sabe que eu nunca fui adepto da solução fácil de se demitir o técnico após alguns resultados ruins.

Mas há um momento que não dá mais.

Vanderlei Luxemburgo foi um grande técnico do futebol brasileiro. Dos melhores.

Sempre gosto de contar a conversa que tive com o presidente do Palmeiras, Mustafa Contursi, ali pelo começo dos anos 2000, num hotel em Assunção, onde estávamos acompanhando o sorteio dos grupos da Libertadores.

Mustafá é, sempre foi e sempre será, parcimonioso em seus elogios.

Mas rasgava seda falando do Luxemburgo.

Estávamos numa época em que os jogos do Campeonato Paulista tinham uma paralisação de três minutos no primeiro e no segundo tempos. Era tipo o pedido de tempo técnico nos jogos de vôlei.

E Mustafá falava de Luxemburgo.

– Ele é o único técnico que eu conheci capaz de mudar a forma do time jogar nessas paradas técnicas. Fala claramente com os jogadores o que ele quer e o que eles têm que fazer. O time muda completamente sua forma de jogar.

Mas o Vanderlei que chegou ao Palmeiras esse ano já não era o mesmo vencedor daquela ocasião, 20 anos atrás.

Teve sempre na mão um bom elenco e não conseguiu fazer um bom time.

Está certo, foi Campeão Paulista e, melhor ainda, em cima do Corinthians.

Mas, sem jamais encher os olhos do torcedor.

A série de três derrotas seguidas, sendo duas delas em casa, e uma para o São Paulo, portanto, um clássico, tornou inevitável sua queda. Por fim, a pá de cal: a derrota para o Coritiba em casa: 3 a 1.

Antes de saber que estava demitido, Luxemburgo ainda deu entrevista coletiva após o jogo. Reconheceu que o time precisava melhorar e que ele também tinha que melhorar.

Foi um mea culpa que chegou tarde demais.

Não será fácil, mas, Vanderlei ainda pode se inventar. Tomara que consiga.

O velho

Timão

Claro, não se poderia esperar qualquer modificação no modo de jogar do time com a simples estreia de um novo técnico que teve pouco mais de 48 horas para iniciar o seu trabalho.

Assim, quem assistiu à vitória sobre o Athletico Paranaense, viu aquele calvário: um time ruim, mal colocado em campo, sem inspiração e sem transpiração. Um time burocrático à espera do apito final, desde o primeiro minuto de jogo.

O time que toca a bola sem o menor sentido, sem planejamento e depende, como ninguém, das defesas miraculosas de seu goleiro.

Ontem, na falta do suspenso Cassio, foi a vez de Walter salvar a pátria.

E, ao final, o gol salvador de Everaldo, aos 49 minutos do segundo tempo.

Foi até bonito ver a comemoração dos jogadores se abraçando e até se ajoelhando em campo. Parecia a conquista de um título.

Pensei que a qualquer momento veria um torcedor atravessando de joelhos o gramado.

Veja os gols da quarta-feira.

https://youtu.be/LYxtW8Y6rAA

Perguntar

não ofende

Pegaram o vice-líder do governo com dinheiro na cueca. Mais precisamente, no meio das nádegas. Mas, ele não disse que acabou com a corrupção?

______________________________________________________________________________

Mário Marinho – É jornalista. É mineiro. Especializado em jornalismo esportivo, foi FOTO SOFIA MARINHOdurante muitos anos Editor de Esportes do Jornal da Tarde. Entre outros locais, Marinho trabalhou também no Estadão, em revistas da Editora Abril, nas rádios e TVs Gazeta e Record, na TV Bandeirantes, na TV Cultura, além de participação em inúmeros livros e revistas do setor esportivo.

(DUAS VEZES POR SEMANA E SEMPRE QUE TIVER MAIS
 NOVIDADE OU COISA BOA DE COMENTAR)

_______________________________________________

1 thought on “A previsível queda de Luxemburgo. Blog do Mário Marinho

  1. MMarinho. Sou daqueles crentes que técnico não faz milagre. O futebol brasileiro é rico quanto ao passado de grandes times onde o técnico era mais um no conjunto de estrelas. Quando as estrelas começaram a rarear, os técnicos deixaram de brilhar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter