vida

Voltei à vida. Por Meraldo Zisman

VOLTEI À VIDA

MERALDO ZISMAN

… A importância da palavra VIDA é a coisa mais sagrada que a pessoa carrega dentro de si. Esta minha volta à vida tem tanta importância porque a existência humana é o aqui e agora, nunca o depois. Pretendo, portanto, viver apenas o presente…

Estou de volta a vida; voltei para viver o resto de meus dias de uma maneira diferente. Tudo tem seu tempo de abrolhar.  Lembrar as palavras de Santo Agostinho é pertinente, desde que o presente é o único tempo real. Os dois outros (passado e futuro) de fato não existem: um seria o fantasioso acontecido e o futuro esperado é apenas uma das possibilidades do que pode acontecer.

A importância da palavra VIDA é a coisa mais sagrada que a pessoa carrega dentro de si. Esta minha volta à vida tem tanta importância porque a existência humana é o aqui e agora, nunca o depois. Pretendo, portanto, viver apenas o presente.

Somente eu posso dizer o quanto aprendi com essa de doença pandêmica.  Ela me fez ser outro homem, muito mais presente, muito mais amadurecido, entendendo muito mais e dando valor às coisas simples do mundo, porque isso é o que importa. Espero que este aprendizado me faça uma pessoa melhor, mais completa.

Entendi que devo dar valor à minha finitude, pois eu pensava que depois da morte não existiria mais nada e estava enganado. Após esses 15 e mais dias de sofrimento e de não sei quantos durante os quais fiquei às custas do amor de meus semelhantes, palavra desgastante desgastada, mas que quer dizer muita coisa dentro deste meu novo conceito que o Tempo.

Porque todas essas mudanças dentro de mim?

Nós somos apenas criações dele e agora sei que devemos cuidar do nosso corpo, porque nele moramos.

Obrigado por eu voltar bem diferente daquilo que eu pensava ser. Eu fico muito alegre em ter voltado desta maneira e só posso dizer que a vida é boa, a vida, toda vida, vale a pena, não importa a idade, não importa nada, só importa o fato de que você está aqui, agora.

Compreendo agora que devo mudar aquilo que eu tinha como certo; hoje vejo que tudo é importante, desde o sofrimento até o alívio que me levou a um momento de muita felicidade.

Voltei em paz comigo mesmo.

 Voltei à vida e descobri que amo todas as pessoas. Sei que ninguém é perfeito, mas também que tudo é aprendizado, inclusive o carinho afetivo e amoroso que recebi e jamais poderei retribuir; estou aqui aproveitando estes momentos de lucidez e vendo como fiquei diferente.

Que coisa boa estar vivo e saber que voltei à vida sob uma bandeira diversa, aos 86 anos vividos sem estar a entender a vida.

Muito obrigado Deus, a vida é o mais importante acontecimento que possa acontecer ao ser humano.

 Daqui para a frente vou tentar viver plenamente os anos ou meses vindouros, o tempo não importa, o que importa é a qualidade com a qual se vive.

Nada devemos à vida, estamos nela sem saber a causa e por isso a estamos sempre questionando, mas agora sei que tudo vale a pena.

Podemos fazer da vida o que dela desejarmos, até passar por sofrimento, desde que mantenhamos a humildade. Ao afirmar que a vida é breve, lembra-te que o amor é infinito. A vida é como um livro somente entendido após ser lido… tudo pode mudar até a última linha.

Há muito tempo, Horácio nos ordenou “carpe diem” e Sêneca exortou que o presente é tudo o que temos:

“O resto da existência não é viver, mas apenas tempo”.

O que é, por conseguinte, o tempo? Se ninguém me perguntar, eu sei; se o quiser explicar a quem me fizer a pergunta, já não sei.  Termino com estas frases do Santo Agostinho, porém antes permita-me dizer que quando se pensa em viver por longo tempo é como se fôssemos morrer em breve, o que importa o tempo?

O tempo é uma abstração e o que vale é o sentimento do momento.

____________________________________________________________

Meraldo Zisman Médico, psicoterapeuta. É um dos primeiros neonatologistas brasileiros. Consultante Honorário da Universidade de Oxford (Grã-Bretanha). Vive no Recife (PE). Imortal, pela Academia Recifense de Letras, da Cadeira de número 20, cujo patrono é o escritor Álvaro Ferraz.

 

_________________________________________________

6 thoughts on “Voltei à vida. Por Meraldo Zisman

    1. Cada momento conta diferentemente e genuinamente. Cada experiência envolve VIDA. Muito obrigada por voltar a ela e, aos que lhe estimam tanto. VIVA Dr. Meraldo.

  1. Dr Meraldo,

    Palavras sábias de quem passou pertinho da morte e Deus deu uma segunda chance, aproveite a Vida que ela é bela, mesmo em seus mais malfadados momentos, quando realizamos quem somos e quem são os que nos amam….
    Parabéns Dr., o senhor cuidou dos meus três filhos, lembra?
    Que sua vida seja longa o suficiente para lhe mostrar os caminhos que ainda vai e pode trilhar.
    Um abraço, Nara Monte Saraiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter