rojão - edson fachin

Edson Fachin soltou um rojão no meio da sala, e lá vem barulho

rojão - Edson Fachin O ministro Edson Fachin (STF) anulou todas as condenações de Lula levadas a efeito pelo ex-juiz Sergio Moro, então da Justiça Federal em Curitiba. As anulações, segundo Fachin, foram devido ao fato de que extrapolaram do caso Petrobras, o único que deveria ter sido julgado lá. As ações voltam à estaca zero de deverão ter seguimento na Justiça Federal em Brasília. Foi mais uma decisão monocrática tomada no STF, imprevisível o resultado quando e se for analisada pelo Pleno. Lula, por enquanto, volta a ser elegível, tudo o que o coiso mais deseja na vida, reacendida a polarização.

O Mirando discorda, é tudo o que o coiso queria, a repetição do que o levou à Presidência,  desta vez com a oposição mais rachada ainda.

Claro que Lula e seguidores – muito parecido com o comportamento de coiso e bolsominions – estão comemorado, mas há que prestar atenção em um detalhe fundamental, ele não foi inocentado, continua réu, tudo regride para a primeira instância.

 Desta vez, a defesa de Lula foi brilhante, desistiu de questionar a imparcialidade dos desembargadores do TRF-4 e concentram-se em Moro e funcionou. A ele não resta mais nada, de juiz herói passou a figura desacreditada ao aceitar convite para fazer parte da cambada do coiso e, agora, fica, também, com a pecha de incompetente.

 Eis um tiro que pode sair pela culatra – linguagem apropriada quando o assunto trata da zeralhada ou de quem se envolve com ela – o  BRB, banco que concedeu crédito com taxa mais do que fora para que 01 comprasse sua modesta choupana, recebendo centenas de pedidos creditício com o mesmo tratamento. Das duas uma,  o banco não oferece a mesma taxa para todos e, então, ficará evidente que houve mutreta ou concede e, tchãnãnã, correrá o risco de quebrar a menos que seja administrado por gênios das finanças. Dias emocionantes pela frente.

A melhor definição da viagem da trupe coisista a Israel: “‘Missão Borat’ nos envergonha em Israel e é mantida sob vigilância”.

Juntamente com a decisão de Fachin veio a erração generalizada nas TVs e jornais, a Justiça Federal “de” Curitiba, a Justiça Federal “do” Distrito Federal e por aí afora, é “em”, caras-pálidas, as varas é que são “de”.

(CACALO KFOURI)

                                                                 ***************

                                                       ***************

Copiada do G1

Três dias antes do colapso em Manaus, empresa pediu apoio logístico ao Ministério da Saúde para envio de oxigênio

White Martins confirma envio de e-mail no dia 11 de janeiro. Nos dias 14 e 15, cidade passou por colapso no sistema de saúde devido à falta de fornecimento de oxigênio no atendimento a pacientes com Covid-19.

A PGc – Procuradoria-Geral do coiso – perde tempo investigando se o general da banda Pazzo, o zuelo, mentiu, é só comparar o teor do e-mail com as entrevistas gravadas que ele deu negando que tivesse sido avisado, que o problema era com tubulações e não o de falta de oxigênio. A verdade é que a PGc não quer apurar nada, é só jogo de cena.

                                                                   ***************

Copiada da Coluna JAMIL CHADE

Brasil e Israel se unem contra Tribunal Internacional

Na semana passada, a procuradora do Tribunal, Fatou Bensouda, anunciou a abertura de um inquérito sobre eventuais crimes de guerra nos territórios palestinos envolvendo dirigentes de Israel e milícias lideradas pelo Hamas.

“O Ministro Ashkenazi expressou o profundo apreço de Israel pela posição consistente e de princípio do Brasil de que a abertura de uma investigação no TPI é um desserviço à causa da justiça, o que enfraquecerá as perspectivas de um acordo negociado para o conflito israelense-palestino”, completou.

Também chamou a atenção o fato de que os três nomes mais importantes da formulação da política externa nacional estejam ao mesmo tempo em Tel Aviv: Ernesto Araújo, Eduardo Bolsonaro e Filipe Martins

Há situações em que ter certos aliados só contribui para prejudicar, o Brasil é contra o TPI porque o coiso está na iminência de ser tratado por ele.

O primeiro-ministro israelense Bibi Netanyahu considera que a abertura do inquérito é sinal de antissemitismo. Por que se os palestinos serão investigados também? Quem não deve não teme, será por medo de descobrirem que devem, e muito? O Hamas é culpado na certa, é um grupo sabidamente e declaradamente terrorista.

                                                                  ***************

Copiada do UOL

Mauro: Qualquer comparação de Abel com Jesus é uma forçada de barra absurda

Sem dúvida! Abel foi traído por seu irmão Caim, que o matou, Jesus foi traído por Judas, um de seus apóstolos, que o entregou aos romanos.

                                                                  ***************

Copiadas do Estadão

 ‘Presidente precisa de uma dose de humildade e admitir que errou’

Ex-aliado, coronel(*) critica negacionismo do governo em relação à pandemia e diz que Bolsonaro deve esquecer discurso radical

Candidato ao governo do Distrito Federal pelo PRP em 2018, o general(*) da reserva Paulo Chagas foi apoiador de primeira hora do presidente Jair Bolsonaro, mas hoje o considera um deslumbrado com o poder.

(*) Cara-pálida, resolva, coronel ou general, as duas coisas ao mesmo tempo é impossível. Que se saiba, não fez arreglo para não ser expulso do Exército e ganhou um posto ao ir para a reserva como aconteceu com o coiso, que passou de tenente terrorista a capitão de araque.

O Pameiras foi campeão da Copa do Brasi e zé fini! Caramba, que decadência, Estadão, errar até em manchete. Tríplice falta de cuidado.

____________________________

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter