Pesquisa mostra coiso cada vez mais incapaz. Daí ser chamado de …

Caindo Queda O resultado da última pesquisa do Datafolha a respeito do coiso na Presidência ao mesmo tempo que dá um alento causa espanto. O alento: 56% dos patrícios consideram o genocida incapaz de liderar o país – este digitador acredita que nem milícia é capaz de chefiar apesar de… O espanto é causado pelo fato de que 42% ainda não conseguiram captar a realidade ou deixar o fanatismo insano de lado, acreditam que é capaz.

Quase um empate… 50% são contra o impeachment e 46%, a favor. De qualquer modo, ainda há uma luz no fim do túnel quê, tomara, não seja do trem em sentido contrário que acabaria por atropelar o que resta do país.

No que se refere ao Ministério da Saúde, a cada entrevista fica mais evidente que o novo ocupante merece a troca de sobrenome, é dr. Quedroga com convicção.

O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros,   em entrevista à GloboNews na quarta-feira (17), dia seguinte ao em que o Brasil teve 2.798 mortes por covid-19, que a situação do país é  “até confortável”. Provavelmente tem na caixa craniana em vez de massa cinzenta o que porta no sobrenome. É um líder perfeito para o atual desgoverno.

Notícia mais recente conta que com 2.736 mortes em 24 horas, o país bate a  média de 2.000 mortes pela primeira vez, acontecem aqui 20% das mortes semanais por covid-19, a Fiocruz informa que o país vive a pior crise sanitária, mas até que tudo está confortável, não é, representante do genocida na Câmara? Na Bíblia, livro cada vez  mais mal lido, no Apocalipse, são citados os cavaleiros, Peste, Guerra, Fome e Morte. Em versão moderna, seria acrescido um, coletivo, a Besta, composto pelo coiso e auxiliares/seguidores.

O coiso se diz feliz por protestos contra o isolamento, prova provada de que o dr. Quedroga não passa de mais um bobo da corte.

 (CACALO KFOURI)

                                                               ***************

                                                              ***************

                                                              ***************

Copiada do Blog do Ancelmo

Intolerância religiosa: Barraca do Acarajé é incendiada

A Barraca do  Acarajé, em Ponta Negra, de Mameti Ynguerecy, foi  incendiada. Conhecida como Mãe Enoia, sacerdotisa do Candomblé e Catimbó,  Mameti oferece no local uma comida afro-brasileira. Não é a primeira vez que ela sofre um ataque. Em dezembro, a barraca foi assaltada.

É a isto que os “evangélicos” dão o nome de amor cristão? Este pessoal está mais para “bolsogélicos”.

                                                             ***************

Copiadas do UOL

 SP zera imposto do leite, reduz ICMS da carne e terá R$ 100 mi ao comércio

O governo de São Paulo anunciou hoje um pacote de medidas econômicas para ajudar o estado a passar pelo pior momento da pandemia de covid-19. A partir de abril, o estado irá reduzir o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) da carne, zerá-lo para o leite e abrir uma linha de crédito de R$ 100 milhões para os setores econômicos mais afetados pela pandemia.

Arre, até que enfim uma medida sensata apesar de tardia. Mas, infelizmente, a medida demora para ter reflexo nos preços, pois tudo o que já está estocado no comércio recolheu o ICMS anterior à redução. Além disso, a medida não entrará em vigor imediatamente, então, talvez, quem sabe, quiçá, possivelmente, a eventual – eventual, sim, não se deve esquecer da ganância… – queda nos preços se dará em junho.

Procon-SP multa dona do Pão de Açúcar e do Extra em R$ 10 milhões

O Procon-SP informou ter multado a Companhia Brasileira de Distribuição (Pão de Açúcar, Extra, Assaí e Compre Bem) em R$ 10.546.442,48 por praticar em sua rede de lojas, site e aplicativos irregularidades relacionadas a oferta de produtos, falta de informação clara sobre oferta promocional, publicidade enganosa e cláusulas abusivas em campanha promocional.

O Procon-SP informou ter recebido reclamação de uma consumidora por não ter encontrado no supermercado oferta de água sanitária Ipê divulgada pela empresa por meio do aplicativo “Cliente Mais”, com validade para o período entre 19 de setembro a 16 de outubro de 2019.

Notificado para prestar esclarecimentos, o fornecedor alegou não ter havido consumidores participantes do grupo “Produtos que você compra” que fizeram a compra deste produto, deixando de comprovar o cumprimento à oferta. Assim, segundo o Procon, ao divulgar ofertas promocionais referentes a determinados produtos, sem que disponha deles para cumprir a oferta anunciada, a empresa infringiu o artigo 30 do CDC. 2.

O Pão de Açucar é useiro e vezeiro na prática, este digitador já recorreu à Ouvidoria do grupo, à pessoa que faz atendimento ao cliente na loja e ao site Reclame Aqui, as justificativas são sempre as mais estapafúrdias possíveis. Faltam, pelo menos, três produtos a cada oferta no Cliente Mais, a punição chegou tarde e se o Procon fiscalizar em vez de esperar por reclamações aplicará multas diuturna e noturnamente, como diria Dilma Rousseff.

Ah, tem mais uma enganação, desisti de comprar lá um dos produtos que consumo frequentemente, mesmo quando em promoção é mais caro que no sacolão em que faço a “feira” semanalmente.

                                                           ***************

Copiadas da Folha

 Mônica Bergamo

 Mandetta rebate Paulo Guedes sobre compra de vacinas: ‘Desonesto, mentiroso’

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta reagiu às declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, segundo quem a compra de vacinas está atrasada “desde abril”, quando Mandetta ainda comandava a área.

Naquele mês, não existiam sequer testes de imunizantes contra a Covid-19 em seres humanos.

“Desonesto, mentiroso”, afirmou o ex-ministro da Saúde à coluna.

Caramba, é por isso que nada dá certo, o posteco não sabe nem fazer conta.

 “É inacreditável que o homem responsável pela economia do país esteja criando uma narrativa mentirosa para disfarçar a própria incompetência, dele e do governo do qual faz parte”, segue Mandetta.

Guedes disse à CNN Brasil que “a entrega da vacina não está atrasada só agora, não. No primeiro dia, Mandetta saiu com R$ 5 bilhões no bolso. É desde aquela época que deveríamos estar comprando vacina, não é mesmo? O dinheiro estava lá”.

Mandetta afirma que os R$ 5 bilhões a que Guedes se refere foram destinados à compra de 15 mil leitos de CTI (Centro de Terapia Intensiva) e equipamentos de proteção individual, como máscaras, e testes “que o governo não usou e deixou vencer”.

O desgoverno coiso/posteco mais parece uma versão mal escrita de Pedro Malasartes (malandro personagem de contos populares brasileiros), a turma não sabe nem mentir com competência, Pedro era um expert. Não dá para comparar com Pinóquio, ele tomou jeito.

Estimulado por Bolsonaro, Congresso derruba veto e perdoa dívida bilionária de igrejas

Com o respaldo de Jair Bolsonaro, o Congresso derrubou nesta quarta-feira (17) os vetos presidenciais ao dispositivo que concede anistia em tributos devidos por igrejas, que têm mais de R$ 1 bilhão em dívidas registradas com a União.

A proposta que beneficia entidades religiosas foi criada pelo deputado David Soares (DEM-SP) e inserida em um projeto de lei sobre a resolução de litígios com a União. Ele é filho do pastor R. R. Soares, fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus (entre as principais devedoras).​​

Picaretagem das grandes, para os pobres, R$ 150 de auxílio emergencial, para os vendilhões do Templo, mais de um bi! O apoio dos “cristãos” foi definitivamente comprado, aleluia, irmãos! Fausto vendeu sua alma ao Demo, os “cristãos”, ao coiso e seus asseclas parlamentares.

A imprensa tem um importante trabalho a fazer, a aprovação da derrubada do veto fake – o coiso vetou e pediu sua derrubada, sua do veto, infelizmente, não dele – teve votação expressiva, 439 a favor na Câmara e 71 no Senado, o que indica apoio dos partidos ditos de oposição. Os nomes dos votantes devem, obrigatoriamente, ser divulgados. O “pastor” Valdemiro está festejando, vai poder comprar mais um aviãozinho.

                                                             ***************

Copiada do Estadão

Injúria na internet

O presidente Jair Bolsonaro fez acordo com o Congresso para derrubar seus próprios vetos ao pacote anticrime, aprovado em 2019. Agora, uma das propostas resgatadas aumenta a pena para crimes contra a honra, como injúria e difamação, quando cometidos pela internet. A articulação ocorre no momento em que Bolsonaro é alvo de críticas nas redes sociais pela condução da crise da covid-19.

Legislando em causa “imprópria”, mas com tiro que sairá pela culatra, 99% dos ataques que podem ser considerados injuriosos partem da zeralhada e de admiradores do 00.

Na TV, Biden chama Putin de assassino

No Telegram, ele afirmou que a declaração de Biden – de que Putin é um “assassino” – é um “ataque” à(!!!) todos os russos.

(!!!) O mais violento foi à gramática! Barrabás, cara-pálida, a impossibilidade desta crase é ensinada na primeira aula que trata do assunto, que verguenza. Palavra masculina e, para piorar, no plural. Volta pra escola, volta?

                                   Caindo                            ***************

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter