Coiso sopra Golpe pra tudo quanto é lado, e fica no ar

maracutaiaNovo lema a viger no país: “Cada um por si e o coiso contra todos.”.

 Este digitador pensa que o pessoal que fala dia após dia em golpe, golpe, golpe e é parlamentar poderia para de parlar nas entrevistas e agir no Parlamento. E, principalmente, parar de falar bobagem, como esta, por exemplo, boquejada por Alessandro Molon (PSB-RJ), líder da oposição (?): “Bolsonaro vai usar 1ª oportunidade para dar golpe, mas sem Exército”.

Na entrevista, sem pé e nem cabeça, diz que “Nossa percepção é essa, sim. O presidente, na primeira oportunidade que tiver, tentará um autogolpe para ameaçar tanto Judiciário quanto Legislativo. O Legislativo que não se engane: esse momento de calmaria do presidente com o Legislativo é passageiro. No primeiro momento em que ele se sentir afrontado, ele pode perfeitamente querer usar as Forças Armadas contra o Congresso também.”.

Será, então, somente com a Marinha e a Aeronáutica, diz que não terá a participação do Exército… Tem lógica essa fala? Parem com ilso, deixem dilso, estão ajudando a criar o clima em vez de tomar providências para evitar o que temem, só falam, falam, falam, não agem.

Desde que  soube – e sabia – que havia perdido as eleições, o Coisão lançou uma série de mentiras, disse que elas tinham sido fraudadas, que o vencedor era ele, sua tropa de imbecis acreditou e o problema criado por ele chegou a levar à invasão do Capitólio. Alguém se lembra de militares se manifestando?

Os jornais informam que o coiso gastou mais de R$ 2 milhões em viagens de férias durante a pandemia. País rico é outra coisa, não?

Voltemeia são publicados na imprensa artigos de Madalenas arrependidas pedindo desculpas por terem votado no coiso. Não há desculpa, todos sabiam em quem estavam votando, sabiam que o voto iria para um criminoso e fingiram que não. Há os que votaram exatamente por saberem, compõem os perto de 30% que o apoiam até hoje.

Segundo a revista piauí, os hospitais militares receberam, em 2020,  R$ 3,3 bi, dinheiro saído do bolso dos civis, mas que não têm acesso aos leitos disponíveis. Estes devem estar disponíveis para os militares que se empanturrarem com as toneladas de picanha,  metros cúbicos de vinho e cerveja e pudins de leite condensado e passarem mal, provavelmente. Mais uma vez, viva a Costa Rica, que se livrou deles em 1948. Inúteis, perigosos e caros.

(CACALO KFOURI)

                                                             ***************

                                                             ***************

*********************

Viva o UOL! Não “tiveram” feridos… Bom, poderia ter sido pior, já pensaram se fosse “houveram”?

                                                             ***************

Copiada do G1

Aras pede ao STF suspensão de decretos que proíbem missas e cultos no país

Procurador-geral argumenta que ‘há opções para garantir saúde da população sem prejuízo da realização de atividades religiosas’ e pediu pressa para que fiéis possam celebrar a Páscoa. Para Fiocruz, ‘forma mais segura de celebrar a Páscoa’ é ficar em casa sem receber visitas.

Aras, aras, vejam só, deve ser daqueles “cristãos” que não entendem o que leem na Bíblia,  a Páscoa é chamada de a da Ressurreição porque foi Cristo quem reviveu, as pessoas normais se desrespeitaram o isolamento social como recomenda o coiso, o abjeto chefe a quem ele se dobra vergonhosamente,  infectar-se-ão, com grande probabilidade,  morrerão  e, certamente, não ressuscitarão, não têm o divino dom. Cala a boca, Magdo!

                                                             ***************

Copiadas da Folha

Na pandemia, governo reduz Farmácia Popular, que trata comorbidades da Covid

Criado para distribuir remédios gratuitos ou com descontos à população de baixa renda, o programa Farmácia Popular foi reduzido na gestão de Jair Bolsonaro mesmo durante a pandemia da Covid-19.

A rede de farmácias atende a pessoas com doenças crônicas, como asma e hipertensão, e que, portanto, estão no grupo de risco do coronavírus.

Qual é mesmo o adjetivo que tem sido usado para definir o coiso? Aquele que começa por gê…

Cármen Lúcia, do STF, suspende decisão para retirada de conteúdo e retratação da Folha em ação do senador Marcos do Val

O texto em questão foi realizado(!!!) pelo Jornal do Commercio em conjunto com o Nexo, tendo sido verificado e publicado pelos veículos Folha, UOL, SBT, O Estado de S. Paulo e BandNews.

(!!!) Caraca, texto realizado? Na canela! Escrito, produzido, cara-pálida.

A conclusão dos checadores foi de(*) que o vídeo era enganoso, pois sugeria que Varella minimizou a gravidade da emergência sanitária, sem informar que o vídeo era de janeiro de 2020 e omitindo que o médico já afirmara publicamente ter subestimado a doença e que, então, se posicionava de maneira contrária.

(*) Cara-pálida, “foi que” ou “foi a de que”.

Na reclamação ao STF, a advogada do jornal Taís Gasparian argumentou que a decisão da primeira instância implica em(XXX) censura

(XXX) Cara-pálida, sem em, implica e zé fini.

                                                             ***************

Copiada do Estadão

Minas: falsa enfermeira é presa por vacina ilegal

MPO–

As diligências da Polícia Federal realizadas ontem em Belo Horizonte reforçam a suspeita de que empresários tenham caído em um “golpe da vacina”. Durante dois dias, uma suposta imunização contra a covid-19 ocorreu na garagem de uma empresa de transporte na capital mineira, envolvendo mais de 80 pessoas.

Uma cuidadora de idosos, que se passou por enfermeira e foi presa na noite de terça-feira, seria a responsável por vender as tais “vacinas” aos empresários.

A suspeita é de que a falsa enfermeira tenha utilizado soro fisiológico no lugar do imunizante contra o coronavírus. É possível que o golpe tenha sido aplicado a mais pessoas na cidade.

Um bom nome para a operação da PF é “Ali Babá”, pois ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão. Todos sabiam tratar-se de vacinação ilegal, foram cúmplices da vacinadora.

                                                             ***************

Copiada do Metrópoles

Deputado defende golpe militar e diz que colegas usam drogas em sessão

Em meio a uma declaração da líder do PSol na Câmara, Talíria Petrone, contra o golpe militar de 1964, o deputado federal Reinhold Stephanes Junior (PSD-PR) defendeu, nesta quarta-feira (31/3), a ditadura e disse que alguns parlamentares usavam drogas durante a sessão plenária da Câmara dos Deputados.

“A esquerda vive de factoides. Eu acho que, como eles defendem as drogas, e como usam, devem estar muito altos. Porque eu não tinha nascido em 1964, mas era importante os militares e o povo brasileiro terem feito o 31 de março, que evitamos a ditadura comunista no Brasil, que teria matado milhões de pessoas”, declarou. “E o PSol tem que parar de falar chapado”, acrescentou.

Bad Kid Udo | OpenGameArt.orgA nobre excelência confundiu-se, não há parlamentares que usam drogas no Plenário, existem os que são uma droga, o caso do próprio. Mas não é surpresa, eis um pequeno pedaço do currículo do pai dele, Reinhold Stephanes, sem entrar no período da ditadura militar: em 2016 foi denunciado pela participação no Escândalo das Passagens Aéreas, ocorrido quando era deputado federal em 2009. Continuou usufruindo a cota de passagens aéreas a que tinha direito como deputado, depois de ser nomeado ministro, apesar de o Ato 42 da Mesa da Casa,de 2000, determinar que os deputados não podem utilizar a cota enquanto seus suplentes estiverem em exercício. Hoje, faz parte do governo Ratinho Jr, no Paraná.

Não se trata de um caso de quebra de ética parlamentar? Vão todos engolir o desaforo quietinhos?

                                                             ***************

Copiadas do UOL

 Metade dos pacientes com covid-19 internados em UTI no SUS morre

Mortalidade é maior do que (*) rede privada, com índice de óbitos de 29,7%

(*) Cara-pálida, viu a tranqueira que escreveu, a mortalidade é maior que a rede privas? É maior do que “na” rede privada, capisce?

Parlamentares expõem gravidade no Brasil e pedem à OMS prioridade em vacina

Parlamentares se reuniram hoje para expor à OMS (Organização Mundial da Saúde) a gravidade da pandemia no Brasil. Com o maior número de mortes desde o início da crise sanitária (3.950 pessoas) registrada ontem, além de média móvel à beira dos 3.000 mortos por dia, a movimentação tenta antecipar a entrega de doses de imunizantes ao país.

Por quê, em vez de pedir prioridade à OMS, não cumprem o seu dever e tratam da prioridade interna e põem para andar os pedidos de impeachment do coiso? Assistem a tudo só parlando e querem furar a fila internacional?

Filha de bispo é achada carbonizada dentro de casa em SC; cunhado é preso

É só impressão ou a foto está invertida?

 A suspeita é de(*) que o fogo tenha sido provocado propositalmente no imóvel

(*) Cara-pálida, é que ou é “a de que”, viste?

Errata: o texto foi atualizado Diferentemente do informado na primeira versão, o bispo Dom Ermindo Estraich é da Igreja Católica Apostólica Coutrina(!!!) em Cristo, e não da Igreja Católica Apostólica Romana. A informação foi corrigida.

(!!!) Cuma? Coutrina? Ah, depois da rata, teve a errata da errata, mudaram para Doutrina.

                                                             ***************

Copiada da Coluna JULIANA DAL PIVA

Bolsonaro observará novo comandante do Exército e não descarta mudanças

Interlocutores de Bolsonaro, porém, acreditam que o presidente vai estar de olho em cada movimento do novo comandante. Eles dizem que Bolsonaro observará o comportamento para ver se o general Paulo Sérgio segue o esperado pelo presidente. Caso contrário, novas trocas não estariam descartadas.

Como é que é, o general tem de lamber as sujas mãos do mau militar, opinião de Ernesto Geisel, um dos ditadores militares que tanto admiram,  senão será trocado? O que o coiso quer, humilhação total do Exército “dele”, para ser tão rasteiro como ele? Os atilados altas patentes não percebem o tamanho da desmoralização a que a Arma está sendo submetida? Este digitador passou a ter medo da “Marinha” boliviana caso aconteça conflito na fronteira.

Escolha de Bolsonaro para presidência no BB desagrada executivos veteranos

É ele sendo ele, exercendo sua especialidade, desagradar a gregos e troianos.

                                                              ***************

militares

 

 

 

 

3 thoughts on “Coiso sopra Golpe pra tudo quanto é lado, e fica no ar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter